Em troca de farpas, Ciro detona alianças de Lula e é rebatido por Paulo Pimenta

Política
Typography

Em troca de farpas, Ciro detona alianças de Lula e é rebatido por Paulo Pimenta

Por Viomundo

O presidenciável Ciro Gomes disparou várias críticas à política de alianças do ex-presidente Lula nos últimos dias.

Em Belo Horizonte, disse: “O Lula é o grande responsável por ter feito esse tipo de aliança que botou Michel Temer na Vice-Presidência e na linha de sucessão. É o grande responsável por ter ‘empoderado’ o [deputado cassado] Eduardo Cunha (PMDB).”

Ciro também criticou contradições do PT, que ensaia alianças com partidos que ajudaram a derrubar Dilma. Setores do partido pregam o pragmatismo tanto na campanha de Lula quanto em eventuais alianças para governar.

PUBLICIDADE

“O PT votou no Eunício [Oliveira] para a presidência do Senado. Como é que a gente diz para o povo que houve ‘golpe’ e, ato contínuo, pratica a contradição de confraternizar com o chefe dos ‘golpistas’? O presidente do Senado que praticou o golpe era o Renan Calheiros (PMDB-AL). Não é possível que quem tenha essa fidelidade ao povo doure a pílula. É por que vai ser candidato? Romero Jucá (PMDB-RR) vai ser líder de novo? Meirelles, ministro da Fazenda? Comigo não, violão”, disse o pedetista.

Aliados de Lula reagiram às críticas.

Para o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), Ciro repete a estratégia do tucano João Doria.

O parlamentar diz que Ciro deveria olhar para as próprias alianças do PDT.

“Atacar o ex-Presidente Lula e o PT, no Brasil, virou uma forma de ganhar visibilidade. O Ciro Gomes deveria, antes de mais nada, cuidar do seu próprio partido, que passou a mão na cabeça da maioria dos deputados e senadores que se aliaram aos golpistas para tirar a Dilma. Além disso, estão coligados em governos como de São Paulo, Alagoas e, até pouco tempo, no Rio Grande do Sul, aliados de primeira hora de Temer e da banda golpista que defende e a retirada de direitos da classe trabalhadora. Ao criticar Lula, Crio sequer é autêntico, ele copia João Doria que para tentar crescer eleitoralmente ataca Lula. Ao fim, Ciro revela que, na verdade, tem muitas afinidades com os políticos que diz combater”, afirmou Pimenta.

Artigos Relacionados

Mesmo com colegiado mais simpático a Temer, Conselhão cobra governo Mesmo com colegiado mais simpático a Temer, Conselhão cobra governo
NOVA FORMAÇÃO Luiz Trabuco, do Bradesco, pediu ao presidente para agilizar soluções. Nizan...
'Nova política' da Marina tem caixa dois e alianças com DEM, PSDB e PMDB 'Nova política' da Marina tem caixa dois e alianças com DEM, PSDB e PMDB
SONHÁTICOS Sem claro posicionamento ideológico, estreia da Rede Sustentabilidade nas eleiçõ...
Ciro Gomes: “Democracia não é regime de concessão, é regime de conquista” Ciro Gomes: “Democracia não é regime de concessão, é regime de conquista”
CONJUNTURA Em palestra no Circo da Democracia, Ciro posicionou-se contra a proposta de plebiscito...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×
CORREIO CAROS AMIGOS
powered by moosend