FBI não encontra provas de suposto "ataque sônico" contra embaixada dos EUA em Cuba

Internacional
Typography

Órgão norte-americano testou hipóteses audíveis, ultrassônicas e infrassônicas, porém não foram encontradas evidências do ataque

Por Opera Mundi

O FBI (Federal Bureau of Investigation) não encontrou provas de que tenha ocorrido um ataque sônico contra a embaixada dos Estados Unidos em Havana. Segundo comunicado do órgão, divulgado pela agência de notícias Associeted Press nesta terça-feira (09), não foi encontrada evidência alguma de qualquer tipo de ataque contra o corpo diplomático norte-americano.

De acordo com a agência, o FBI testou uma série de hipóteses, entre ondas audíveis, ultrassônicas e infrassônicas. Porém, não encontrou nenhuma evidência de que elas pudessem ter sido utilizadas para ferir funcionários da embaixada norte-americana.

PUBLICIDADE

O "ataque", que, segundo o governo dos EUA, teria acontecido em em agosto de 2017, gerou a saída de 16 funcionários do país que alegaram terem sido vítimas. Eles descreveram sintomas como perda de audição, náuseas e perda de equilíbrio. 

À época, especialistas já haviam se posicionado contra as teorias de que algum tipo de ataque tivesse ocorrido em Havana. Em matéria publicada em setembro, o New York Times trouxe a opinião de físicos e de profissionais de outras áreas da ciência,  que questionavam as hipóteses de uma ofensiva contra a embaixada norte-americana.

Entrevistado pela AP, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, disse que enviar novamente norte-americanos à Havana é colocoar "pessoas intencionalmente em perigo". O representante diplomático diz que "ainda" acredita "que o governo cubano ou alguém de dentro do governo cubano pode colocar um fim nisso".

Artigos Relacionados

Na Índia, comunidades pagam preço trágico pelo boom na construção Na Índia, comunidades pagam preço trágico pelo boom na construção
INTERNACIONAL A busca por areia para a construção civil deixa um rastro de morte no país. (...
Banco Mundial admite que manipulou informações para favorecer politicamente a direita no Chile Banco Mundial admite que manipulou informações para favorecer politicamente a direita no Chile
MANIPULAÇÃO Paul Romer admitiu que houve medições "injustas e enganosas" realizadas pela...
Polícia de Honduras reprime manifestação contra resultado eleitoral Polícia de Honduras reprime manifestação contra resultado eleitoral
AMÉRICA CENTRAL Manifestantes acusam TSE de fraude nas eleições; Manuel Zelaya, ex-...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade