Em 1950 os EUA já mataram milhares na Coréia do Norte

Internacional
Typography

Em 1950 os EUA já mataram milhares na Coréia do Norte

Por Jornal GGN

No ano de 1950, tropas americanas, apoiadas por uma coalizão internacional, tentaram rechaçar uma invasão na Coreia do Sul.

Pouco depois do início da guerra, a China, temendo o avanço dos Estados Unidos rumo às suas fronteiras, decidiu sair em defesa da Coreia do Norte, sua aliada.

Foi o marco do início da guerra total contra a Coreia do Norte. A partir desse momento, todas as cidades e vilarejos passaram a receber a visita diária dos bombardeiros americanos B-29 e B-52 e sua carga mortal de napalm, todas as cidades e vilarejos da Coreia do Norte foram reduzidos a escombros.

O chefe do Comando Aéreo Estratégico durante o conflito, declarou muitos anos depois: "Aniquilamos cerca de 20% da população".

PUBLICIDADE

Segundo estimativas dos pesquisadores, nos três anos de guerra, foram lançadas 635 mil toneladas de bombas contra a Coreia do Norte. De acordo com Pyongyang, 5 mil escolas, mil hospitais e 600 mil residências foram destruídos. Um documento soviético redigido pouco antes do cessar-fogo de 1953 fala em 282 mil civis mortos pelos bombardeios.

O então ministro de Relações Exteriores norte-coreano, denunciava na ONU o "bestial extermínio de civis pacíficos pelos imperialistas americanos". Seu relato contava que, para garantir que Pyongyang ficasse sempre cercada por incêndios, os "bárbaros transatlânticos" a bombardeavam com artefatos de ação retardada que detonavam de forma alternada, "impossibilitando que as pessoas saíssem de casa".

Fica mal direcionado o ridículo que os meios de comunicação tentam atribuir ao heroísmo de um povo que insiste em resistir.

Improvável, para os que vivem há quase 70 anos sob tais ameaças, que manifestações de impaciência como o “ataque histérico” cometido pela representante americana na ONU cause qualquer comoção.

Os norte-coreanos nunca se entregaram, continuam lutando até hoje.

Artigos Relacionados

Coreia do Norte ameaça testar bomba nuclear de hidrogênio no oceano Pacífico Coreia do Norte ameaça testar bomba nuclear de hidrogênio no oceano Pacífico
ÁSIA Kim Jong-un chamou presidente norte-americano de "senil" e afirmou que republicano é "...
Em última entrevista como presidente, Obama diz que não há alternativa viável a dois Estados para Palestina e Israel Em última entrevista como presidente, Obama diz que não há alternativa viável a dois Estados para Palestina e Israel
AMÉRICA DO NORTE Para Obama, "não podemos forçar a paz" entre as duas nações; democrata...
McCain admite liderança da Rússia no Oriente Médio McCain admite liderança da Rússia no Oriente Médio
GEOPOLÍTICA O presidente Vladimir Putin consegui para o seu país o papel de líder no Oriente...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×
CORREIO CAROS AMIGOS
powered by moosend