Franceses fazem greve geral contra reforma trabalhista de Emmanuel Macron

Internacional
Typography

Manifestantes ocupam as ruas de Marselha na França contra a reforma trabalhista de Macron

Por Opera Mundi

Vários sindicatos, liderados pela Confederação Geral do Trabalho (CGT), organizam nesta terça-feira (12/09) greve geral e manifestações contra a reforma trabalhista apresentada pelo presidente da França, Emmanuel Macron. Governo francês quer aprovar a reforma no próximo dia 22 e aplicar as medidas imediatamente.

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

A greve desta terça-feira durará 24 horas e afetará os serviços de transporte, energia e saúde. De acordo com pesquisas de opinião divulgadas na segunda-feira (11/09), metade dos franceses considera a paralisação "justificável". Mesmo com a oposição, Macron anunciou que não desistirá do projeto. "Estou determinado e não cederei. Nem aos preguiçosos, nem aos cínicos, nem aos extremistas", disse.

Outra greve geral já tem data marcada para o dia 21 de setembro. As vésperas de Macron apresentar a reforma trabalhista, chamada de "Loi Travail" (Lei do Trabalho, em francês) ao Conselho de Ministros.

Artigos Relacionados

Emmanuel Macron e Marine Le Pen decidirão presidência da França em segundo turno histórico Emmanuel Macron e Marine Le Pen decidirão presidência da França em segundo turno histórico
ELEIÇÔES FRANCESAS Grandes derrotados da noite, o conservador François Fillon e o socialista...
Mélenchon, candidato da esquerda à Presidência da França, propõe Mélenchon, candidato da esquerda à Presidência da França, propõe "insurreição cidadã" e reúne milhares em Paris
EUROPA Candidato da coalizão "França Insubmissa", Jean-Luc Mélenchon falou a seus apoiadores...
Explosão ocorre na usina nuclear Flamanville na França Explosão ocorre na usina nuclear Flamanville na França
EUROPA Explosão ocorre em usina nuclear na França, sendo que não há ameaça de libertação...

Leia mais
×

×
CORREIO CAROS AMIGOS
powered by moosend