Chanceler alemã: Berlim não apoiará automaticamente EUA em caso de guerra com Pyongyang

Internacional
Typography

Chanceler alemã: Berlim não apoiará automaticamente EUA em caso de guerra com Pyongyang

Por Sputnik Brasil

Merkel disse ao jornal Handelsblatt que ela não vê qualquer possibilidade de resolver a crise norte-coreana via ações militares e as considera absolutamente erradas.

PUBLICIDADE

A chanceler alemã sublinhou que é preciso fazer mais para lidar com o impasse e apelou ao uso de meios diplomáticos.

A situação na península da Coreia se agravou depois de o presidente norte-americano, Donald Trump, ter ameaçado a Coreia do Norte com "fogo e fúria". Pyongyang disse, por sua vez, que o país está disposto a desenvolver um plano de ataque com mísseis contra as bases militares norte-americanas na ilha de Guam. Ao mesmo tempo, os EUA e a Coreia do Sul começaram manobras conjuntas.

Das manobras de 10 dias, que estão atualmente em curso, tomam parte 17,5 mil militares norte-americanos e cerca de 50 mil militares sul-coreanos.

Artigos Relacionados

Trump quer enviar astronautas americanos à Lua e a Marte Trump quer enviar astronautas americanos à Lua e a Marte
NOVA CORRIDA ESPECIAL Presidente americano lança nova diretriz do programa espacial dos EUA,...
China condena sanções contra empresas que negociam com a Coreia do Norte China condena sanções contra empresas que negociam com a Coreia do Norte
ÁSIA Companhia aérea estatal Air China suspendeu os voos para país; governo chinês, por sua...
Rússia derrota Estados Unidos e Europa repactuando a dívida da Venezuela Rússia derrota Estados Unidos e Europa repactuando a dívida da Venezuela
GEOPOLÍTICA A Rússia repactuou a dívida do país caribenho e assinarão um acordo dia 15 de...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade