Governo dos EUA ficaria feliz se Maduro adotasse Constituição da Arábia Saudita, diz Assange

Internacional
Typography

 

Fundador do site WikiLeaks sugeriu que presidente venezuelano adote Carta Magna de país aliado dos EUA e criticado internacionalmente por violações de direitos humanos após Washington indicar intenção de tirar Maduro do poder

Do Opera Mundi

O fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, comentou nesta quarta-feira (2) a situação política da Venezuela afirmando que o presidente Nicolás Maduro deveria adotar a Constituição da Arábia Saudita para que “o governo dos Estados Unidos fique feliz”.

“Não entendo por que Maduro não se apressa e adota a Constituição da Arábia Saudita para que o governo dos EUA fique feliz com ele”, escreveu Assange em uma publicação no Twitter. 

Leia mais:

"Império" de Washington estaria desmoronando devido à rebelião dos países "vassalos"?

Brasileiros lançam Comitê pela Paz na Venezuela e assinam manifesto em defesa da Constituinte

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

China inaugura na costa leste da África sua primeira base militar estrangeira

O post faz referência à votação ocorrida na Venezuela neste domingo (30/07) que elegeu os membros da Assembleia Constituinteconvocada pelo governo que irá elaborar uma nova Constituição para o país. Os EUA classificaram a eleição como "ilegítima" e disseram considerar Maduro "um ditador", e impuseram sanções contra o presidente venezuelano.

A Arábia Saudita, aliada dos EUA, é conhecida como "pesadelo dos direitos humanos" por organizações internacionais. Entre outros pontos, o país liderado pelo rei Salman Al Saud impõe a lei islâmica, com penalidades como chicotadas em praça pública para aqueles considerados infratores, e estabelece que as mulheres precisam ter um homem como guardião legal e só podem viajar, se casar, trabalhar ou ter acesso a serviços de saúde com a autorização dele.

Em uma segunda publicação em sua rede social, Assange se refere às afirmações feitas pelo Secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, nesta quarta-feira (2/8), em que o político deixou clara a intenção do governo dos EUA de tirar Nicolás Maduro da Presidência da Venezuela.

“Estamos avaliando todas as nossas opções políticas para ver o que podemos fazer para criar condições na Venezuela onde Maduro decida que não tem futuro e queira sair por vontade própria, ou nós podemos fazer o governo voltar a sua Constituição”, disse Tillerson em entrevista coletiva.

Em uma segunda publicação em sua rede social, Assange se refere às afirmações feitas pelo Secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, nesta quarta-feira (02/08), em que o político deixou clara a intenção do governo dos EUA de tirar Nicolás Maduro da Presidência da Venezuela.

“Estamos avaliando todas as nossas opções políticas para ver o que podemos fazer para criar condições na Venezuela onde Maduro decida que não tem futuro e queira sair por vontade própria, ou nós podemos fazer o governo voltar a sua Constituição”, disse Tillerson em entrevista coletiva.

CIDH pede que governo argentino investigue paradeiro de ativista mapuche CIDH pede que governo argentino investigue paradeiro de ativista mapuche
ARGENTINA Santiago Maldonado, jovem de 28 anos, está desaparecido desde o início do mês e foi...
Chanceler alemã: Berlim não apoiará automaticamente EUA em caso de guerra com Pyongyang Chanceler alemã: Berlim não apoiará automaticamente EUA em caso de guerra com Pyongyang
GEOPOLÍTICA Berlim não ficará automaticamente do lado de Washington em caso de conflito...
Imperialismo em nova fase não se limita à pilhagem, mas busca destruição dos estados nacionais Imperialismo em nova fase não se limita à pilhagem, mas busca destruição dos estados nacionais
GEOPOLÍTICA O "novo mapa" do Pentágono deixa Brasil, Argentina e Uruguai de fora, mas inclui...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×

×
CORREIO CAROS AMIGOS
powered by moosend