História da Caros Amigos

Typography

 LOGO_CAROS

 

O projeto da Caros Amigos começou com um grupo de amigos, que incluía jornalistas, publicitários, profissionais liberais, profissionais da comunicação. Entre eles estavam: Roberto Freire, José Carlos Marão, Alberto Dines, Juca Kfouri, Frederico Vasconcellos, Adriana Cury, João de Barros, João Noro, José Trajano, Oscar Colucci, Sergio Pinto de Almeida, Colibri e Jorge Brolio.

Sob a liderança de Sérgio de Souza, eles discutiam como criar um veículo que se contrapusesse ao jornalismo predominante. Buscavam um conteúdo mais questionador, mais crítico e progressista. Queriam a volta do texto de qualidade e o cultivo dos aspectos artísticos da forma gráfica da revista, numa época em que a mídia grande promovia o modelo da revista alemã Focus e do jornal americano USA Today, com seus textos curtos e suas ilustrações cheias de cores e vazias de ideias.

Com esse objetivo, a revista Caros Amigos foi lançada em abril de 1997 trazendo Juca Kfouri na entrevista de capa. Êxito nas bancas, a revista, porém, não tinha assinaturas e anúncios. Por isso, ainda no primeiro mês, a jornalista Marina Amaral, colaboradora da revista, convidou Wagner Nabuco, que tinha sido diretor de marketing da revista Veja, e de outras publicações da editora Abril, e tinha o sonho de fundar uma publicação para reunir-se com Sérgio de Souza e João Noro, sócios e principais responsáveis pela execução  desse novo projeto. Eles acertaram com Wagner Nabuco sua entrada como sócio, efetivada em outubro de 1997.

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

A revista cresceu, incorporou vários articulistas e jornalistas e se tornou referência de publicação contra-hegemônica, alternativa e de reflexão crítica do pensamento neoliberal. Desde a morte Sérgio de Souza, em março de 2008, Wagner Nabuco assumiu a direção-geral da Caros Amigos. A revista procura praticar um jornalismo independente, crítico e comprometido com a transformação da sociedade brasileira. 

A revista já foi agraciada com diversos prêmios e homenagens. Uma matéria sobre a repressão da Polícia do Paraná contra militantes do MST deu à revista sua primeira menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog. De lá pra cá, outros vieram e, entre eles, está outra menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog para a reportagem "Grupos de extermínio matam com a certeza da impunidade", os prêmios Herzog para revistas com a matéria "Porque a Justiça não pune os ricos" e para o site "Uma missa para um torturador". Outro prêmio dos direitos humanos, o Anamatra, oferecido pela associação dos juízes do trabalho, a revista ganhou com a reportagem "Agronegócio escraviza milhares de trabalhadores no campo". Em 2013 a revista ficou em primeiro lugar na categoria Regional - Sudeste do Prêmio MPT de Jornalismo pela matéria "Trabalho precário atinge índios" e no segundo lugar na categoria especial do 31° Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo, com a reportagem "Polícia mata com aval do Estado".

Wagner Nabuco também enfatiza cinco entrevistas da revista Caros Amigos que considera “paradigmáticas da nossa história” com Mano Brown, Chico Buarque, Tom Zé, Lula e a filósofa Marilena Chauí. A editora Casa Amarela, que publica a revista Caros Amigos, também tem publicado edições especiais temáticas, já são 73, entre os quais destacamos: o Especial Cuba, Especial MST, Especial Golpe de 64, Especial Hip Hop, Especial Aquecimento Global, Especial Che Guevara, Especial Raul Seixas, Especial Santos Dumont, Especial Eleições, Especial 100 Anos de imigração Japonesa e Especial Direita Brasileira I e II.

Para publicar obras de referências, livros e prestar serviços editoriais foi criada mais uma editora – a editora Caros Amigos - que tem em seu acervo as coleções encadernadas Ditadura Militar, Negros, Rebeldes Brasileiros I e II, Grandes Cientistas Brasileiros e Revoltas Populares. Além disso, essa editora conta com mais de 60 títulos de livros como Shownarlismo e O Jornalismo Canalha, de José Arbex Jr, Esporte Mata, de José Róiz, Capitão Mouro, de Georges Bourdoukan, Uma Utopia Cristã, de Luiz Francisco F. de Souza, Você e a Constituição, de Liliana Lacocca e A Salvação da Lavoura, de Gilberto Felisberto Vasconcelos, O Campo no Século XXI, de Ariovaldo U. de Oliveira e Marta Inez M. Marques e Rompendo a Cerca – A História do MST, de Sue Branford e Jan Rocha.

 Para adquirir edições anteriores, edições especiais e livros clique aqui

Artigos Relacionados

Anuncie na Caros Amigos - 2017 Anuncie na Caros Amigos - 2017
Para detalhes sobre estatísticas, público, valores e formatos do site da revista Caros Amigos e da...
Debate Caros 2013
Reflexões sobre o futuro do planeta
  LOJA CAROS AMIGOS Reflexões sobre o futuro do planeta Como os ricos destroem...

Leia mais
×

×
CORREIO CAROS AMIGOS
powered by moosend