Contra reforma da Previdência, policiais tentam invadir a Câmara

Cotidiano
Typography

Polícia Legislativa usou gás de pimenta para tentar conter o protesto

Reportagem de Renan Truffi
Da Carta Capital

Policiais civis que protestavam contra a reforma da Previdência invadiram na tarde desta terça-feira 18 o prédio da Câmara dos Deputados, em Brasília, e entraram em confronto com integrantes da Polícia Legislativa Federal.

Os policiais civis, alguns deles armados e portando camisetas e bandeiras da União dos Policiais do Brasil (UPB), se concentraram em frente à chapelaria e, aos gritos de "ocupa", avançaram contra a porta, que estava fechada. Vidros foram quebrados e, em resposta, policiais legislativos usaram gás de pimenta e violência física para afugentar os manifestantes. A grande quantidade de gás utilizada fez policiais, manifestantes e jornalistas passarem mal. 

Neste momento, o principal grupo de policiais civis subiu a rampa do Congresso e pressiona a entrada pelo salão negro. Alguns dos manifestantes estavam armados com barras de ferro que estavam de lado de fora do Congresso.

Nesta terça-feira 18, Arthur Maia, relator da reforma da Previdência, apresentou a Temer e sua base aliada em um café da manhã as mudanças no projeto. Entre elas, está a previsão de regras especiais de aposentadorias para professores e policiais. No projeto original, policiais seriam integrados ao regime geral da Previdência, com idade mínima de 65 anos.

No substitutivo apresentado por Maia, professores e policiais terão idade mínima de 60 anos e não mais aos 65 anos. Atualmente, a aposentadoria da categoria pode chegar com 25 anos de contribuição e sem limite de idade.

Leia mais:

PUBLICIDADE
,
PUBLICIDADE

País golpeado: retrocessos marcam um ano de aceitação do impeachment

O que nos impede de nos unir?

Vox Populi: 93% são contra reforma da Previdência. Aprovação de Temer cai a 5%

Os policiais pareciam demonstrar desconhecimento da nova proposta do governo. Presente no protesto, a inspetora de polícia Telma Pacheco disparou contra o projeto da equipe de Temer. "Se a previdência tem rombo, é do desvio do dinheiro que é para ser aplicado na aposentadoria. Viemos aqui impedir que essa PEC maldita acabe com nossas aposentadorias. Tenho 23 anos de polícia,  e só faltam dois para eu me aposentar. Agora eles querem impor uma idade mínima de 65 anos." 

Veja vídeos da confusão:

O vídeo acima foi cedido por George Marques, do The Intercept Brasil

Artigos Relacionados

Reforma da Previdência é criticada por igrejas evangélicas históricas Reforma da Previdência é criticada por igrejas evangélicas históricas
RETROCESSOS A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que propõe uma reforma na Previd...
Governo federal cobra dívida, mas tem débito gigantesco com estados Governo federal cobra dívida, mas tem débito gigantesco com estados
LEI KANDIR Lei para favorecer agronegócio derrubou arrecadação de impostos de estados e...
Temer recua e autoriza mudar cinco itens da reforma da Previdência Temer recua e autoriza mudar cinco itens da reforma da Previdência
SEGURIDADE SOCIAL Com a crescente resistência de parlamentares, governo aceita alterações...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×

×
CORREIO CAROS AMIGOS
powered by moosend