Condephaat autoriza empreendimento de Silvio Santos ao lado do Teatro Oficina

Cotidiano
Typography

 

Decisão encerra uma disputa que vinha se arrastando há décadas

Da Rede Brasil Atual 

Por 15 votos a 7, o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat) aprovou, na manhã desta segunda-feira (23), a construção de três edifícios, por parte do Grupo Silvio Santos, no terreno ao lado do Teatro Oficina.

"O projeto apresentado é o que menos fere o imóvel tombado", afirmou, em seu voto, o relator do processo, conselheiro Fábio André Oliveira.

“Os conselheiros do Condephaat acabam de aprovar a construção das torres do grupo $$. Golpe atrás de golpe”, informou a página do Teatro Oficina no Facebook.

A companhia Teatro Oficina foi inaugurada em 1958 por vários artistas, entre eles o dramaturgo José Celso Martinez Corrêa. Um ano após ter sua sede destruída por um incêndio, em 1966, o teatro renasceu com um novo projeto assinado pela arquiteta brasileira, Lina Bo Bardi.

PUBLICIDADE

Leia mais:

"Não fede, nem cheira": o divórcio de parte da classe média com a arte

Che, (apenas) um rapaz latino-americano

Corpo do ativista argentino Santiago Maldonado é encontrado e reconhecido pela família

O teatro, listado pelo jornal inglês The Guardian como um dos melhores do mundo, é tombado pelo Condephaat desde 1982, enquanto a área em seu entorno pertence ao dono do SBT. Nas últimas décadas, o entendimento do órgão era o de não permitir construções no terreno ao lado do teatro, pois isso afetaria o projeto arquitetônico do espaço.

Com a decisão de hoje, o Grupo Silvio Santos (SS), chamado de “$$” por Zé Celso Martinez, pode dar prosseguimento ao processo de obtenção do alvará para realização da obra, além de buscar a aprovação de outros órgãos de preservação.

"A decisão do Condephaat não isenta o Grupo Sílvio Santos de solicitar a aprovação dos demais órgãos competentes, incluindo os de preservação - Conpresp e IPHAN - uma vez que o local também é tombado nas esferas municipal e federal", explica, em nota, o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico.

Artigos Relacionados

"2017 foi sangrento", aponta balanço da Comissão Pastoral da Terra
QUESTÃO AGRÁRIA De acordo com dados parciais, foram 65 pessoas assassinadas em conflitos no...
As silenciosas polêmicas da “tucana” Raquel Dodge As silenciosas polêmicas da “tucana” Raquel Dodge
POLÍTICA Tida como simpatizante do PSDB, PGR pega no pé do governo, investe contra rival “...
MPL: MPL: "Não sairemos das ruas enquanto o aumento não for revogado"
TRANSPORTE PÚBLICO Para o movimento, valor de R$ 4 exclui a periferia e desempregados do...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade