Bibliotecária cria livraria especializada em protagonismo feminino negro

Cotidiano
Typography

"Sentia uma angústia por ser mulher negra. Esta angústia foi motivada pela ausência de representatividade negra"

Por Rede Brasil Atual

A bibliotecária Ketty Valêncio, que mora na zona norte de São Paulo, decidiu investir em um negócio e numa causa. Ela acaba de lançar a livraria virtual e itinerante Africanidades, especializada em autoras negras. Sua intenção é promover o protagonismo das mulheres negras na literatura mundial. Além de títulos de autoras conhecidas como Angela Davis, Alice Walker, Teresa Cárdena e Edwidge Danticat, a livraria tem obras de escritoras independentes, pouco conhecidas e/ou pouco acessadas.

PUBLICIDADE

“A ideia de criar a livraria veio da minha própria história de vida. Sentia uma angústia por ser uma mulher negra. Esta angústia foi motivada pela ausência de representatividade negra em todos os espaços de saberes que circulei, isso sem comentar a diminuição de pessoas afrodescendentes como estudantes no decorrer do tempo. Na escola, não aprendemos a literatura negra de homens ou mulheres. Na faculdade, também não. E a literatura reporta ainda mais a realidade que não aprendemos e colocamos a menina como protagonista da própria história ao ser uma criadora”, afirma Ketty, que também é pesquisadora pós-graduada em gênero e diversidade sexual, com um MBA em Bens Culturais: Cultura, Gestão e Economia.

Entre os quase 80 títulos disponíveis na loja, estão obras de Antonieta de Barros, Bell Hooks, Futhi Ntshingila, Jarid Arraes, Maria Firmina, Noémia de Sousa, Virgínia Bicudo, entre outras autoras. Por enquanto, a livraria divide as obras em 11 sessões: Ciências Sociais, feminismo, ficção, não-ficção, obras de referência, quadrinhos, poesia, religião, infanto-juvenil, biografias e artes, tudo voltado à cultura negra.

Para saber como e onde comprar, visite o site de Africanidades: www.livrariafricanidades.com.br.

Artigos Relacionados

Políticas de Temer atrasam o país e ampliam desigualdades, diz estudo Políticas de Temer atrasam o país e ampliam desigualdades, diz estudo
PREOCUPANTE De acordo com relatório da Oxfam, Brasil caminha para ser ainda mais desigual. A...
"O objetivo da direita é expulsar a classe trabalhadora da política"
ENTREVISTA Reginaldo Moraes (Unicamp) comenta sobre o livro Capitalismo, classe trabalhadora e...
Programas sociais no Brasil tiveram queda de até 83% desde 2014 Programas sociais no Brasil tiveram queda de até 83% desde 2014
PESQUISA Área mais atingida pela política de austeridade foi a de direitos da juventude,...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade