"Meu maior título é ver cada vitória do povo", diz Lula sobre Honoris Causa

Cotidiano
Typography

 

A decisão foi derrubada no início dessa tarde, mas Lula não chegou a receber o título

Do Brasil de Fato

No segundo dia da sua Caravana pelo nordeste, em um ato realizado nesta sexta-feira (18), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a decisão que proibiu sua condecoração com o título de Doutor Honoris Causa pelo reitor da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB).

A decisão do juiz Evandro Reimão dos Reis, da 10ª Vara Federal em Salvador, foi resposta à ação popular do vereador Alexandre Aleluia (DEM). O magistrado acatou o pedido apresentado pelo líder do DEM na Câmara Municipal da capital e considerou que a caravana de Lula, intitulada "Lula pelo Brasil" , poderia influenciar "manifestações ruidosas do réu". 

A decisão foi derrubada no início dessa tarde, mas Lula não chegou a receber o título, apenas participou de uma reunião na reitoria da UFRB no começo do dia, e depois seguiu para o ato no centro da cidade, localizada no Recôncavo Baiano.

Leia mais:

Em 7 meses, Doria sai de São Paulo três vezes mais do que Haddad

Uruguai reafirma críticas à reforma trabalhista de Temer

Temer e seu nó fiscal

De cima de um carro de som cercado por centenas de pessoas, Lula destacou o fato de, mesmo sem formação universitária, ser o ex-presidente com mais títulos de Doutor Honoris Causa do país. 

PUBLICIDADE

“Eu não pude receber o título, mas o meu maior título é ver cada vitória do povo. Fiquei sabendo aqui da história de uma menina filha de quilombolas, que está fazendo doutorado. Quando ela tirar o título de doutora esse vai ser o meu título também”, afirmou, para o público emocionado.

O ex-presidente ressaltou ainda a importância da educação para a emancipação dos brasileiros.

“O estudo é a garantia de independência, principalmente para as mulheres. As mulheres precisam estudar para arranjar empregos e não dependerem financeiramente dos maridos”, afirmou.

A UFRB, segunda universidade federal da Bahia, foi inaugurada em 2011 e tem seus campi em seis cidades do Recôncavo Baiano. A construção da universidade teve início em 2005, a partir da Lei 11.151 de 29 de julho do mesmo ano, sancionada pelo então presidente Lula. 

O processo de construção da UFRB contou com intensa mobilização popular dos moradores do Recôncavo, e foi responsável por uma grande mudança socioeconômica na região. Entre os anos de 2012 e 2015, o número de vagas de ensino superior ofertadas na região Nordeste aumentou em mais de 1,6 milhão, segundo dados do Censo Escolar divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP).

Em sua fala no ato, a Senadora e presidenta do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffman, destacou a importância da universidade para a região.

"Lula foi o presidente que mais fez pela Bahia e por Cruz das Almas, a prova disso é a UFRB. Por isso, não importa que não deixem ele ganhar o título, o título já é dele", afirmou.

Após o ato, o ex-presidente seguiu para o Festival da Juventude, também em Cruz das Almas, que teve início nesta quarta-feira (16) e acontecerá até este sábado (19). No final do dia, Lula seguirá para a cidade de São Francisco do Conde, onde participará da Colação de Grau de estudantes da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira.

A caravana Lula pelo Brasil se estende até 5 de setembro, quando ex-presidente volta para São Paulo. Lula passará por nove estados do nordeste, onde realizará conversas com prefeitos e governadores da região.

 

Artigos Relacionados

Como a Globo aderiu ao golpe na Conmebol para ficar com os direitos de longo prazo da Copa Libertadores Como a Globo aderiu ao golpe na Conmebol para ficar com os direitos de longo prazo da Copa Libertadores
DENÚNCIA No Domingo Espetacular: Irmãos Marinho autorizaram Marcelo Campos Pinto a gastar at...
Procuradores criticam diretor da PF após Procuradores criticam diretor da PF após "defesa" de Temer
ESTANCANDO A SANGRIA Em entrevista, o homem nomeado por Temer coloca em dúvida a investigaçã...
Vozes da marcha: O racismo ainda organiza a nossa desigualdade Vozes da marcha: O racismo ainda organiza a nossa desigualdade
CONSCIÊNCIA NEGRA No dia da 14ª Marcha da Consciência Negra, em São Paulo, vídeo captura...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
×
CORREIO CAROS AMIGOS
powered by moosend