FALAR BRASILEIRO Certas supostas “verdades” imutáveis são ensinadas na escola e se entranham tão fundo nos corações e mentes que é quase impossível removê-las de lá. Uma dessas falácias é a tentativa de impor uma distinção nos usos dos demonstrativos “este” e “esse” (e suas flexões de número e gênero) e “isto” e “isso”.

Leia mais...

TUDO TANTO Disco mais ousado da carreira de Mariana Aydar e também seu grande salto no escuro — e a ousadia de trabalhar sem rede de segurança não diz respeito apenas à musicalidade. É também o primeiro disco independente dela, que até então havia lançado discos pela gravadora Universal.

Leia mais...

TUDO TANTO É nítida a evolução de Emicida como um dos principais nomes da música brasileira hoje. A cada novo passo, Leandro Roque de Oliveira expande seus horizontes e contempla como panorama toda a história cultural brasileira da perspectiva do hip hop paulistano

Leia mais...

TUDO TANTO Conheça o projeto Goma-Laca, dedicado ao universo da música brasileira feita na primeira metade do século XX e registrada nos antigos discos feitos de cera de carnaúba e goma-laca que giravam a 78 rotações por minuto.

Leia mais...

CAMINHO Temos todo o direito de criticar o governo, de fazer oposição aos ajustes, à política econômica, aos cortes nos setores sociais, a omissão diante do retrocesso em vários direitos conquistados com luta. Por Walter Takemoto. (Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil).

Leia mais...

Muitos aspectos da nossa gramática só podem ser explicados quando comparados, não com o português europeu, não com outras línguas latinas, nem mesmo com outras línguas europeias, mas sim com línguas africanas, principalmente as do grupo banto, as primeiras a chegar por aqui. Por Marcos Bagno

Leia mais...

LÍNGUAS AMEAÇADAS Infelizmente, o número de línguas faladas no mundo, seja ele qual for, está em sério risco de sofrer uma drástica redução até o final do século XXI. Por Marcos Bagno

Leia mais...

A MENINA E A ESCOLA OCUPADA E os meninos e as meninas iniciaram uma longa atividade de formação. E que será formativa para seus professores. E para a mãe da menina que com 11 anos dormiu na escola. Essa mãe precisará aprender a ser uma outra mãe. Pois na sua casa tem uma outra filha. Por Walter Takemoto

Leia mais...

Mais artigos...

Sub-categorias

walter takemoto

Walter Takemoto é educador, mora em Salvador (BA)

fabio py murta

Fabio Py Murta de Almeida é é doutorando em Teologia PUC-RJ e bolsista pelo PSDE-Capes no École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS-Paris)

cynara menezes 

É jornalista e editora do blog Socialista Morena (socialistamorena.com.br)

paulo_kliass.jpg

Paulo Kliass é doutor em economia pela Universidade de Paris 10 (Nanterre) e integrante da carreira de especialista em políticas públicas e gestão governamental, do governo federal.

decio-semensatto.jpg

Décio Semensatto é graduado em Ecologia e Geociências e professor da Unifesp

emiliano_jose.jpg

Emiliano José é formado em jornalismo.

alexandre matias

É jornalista e dono do site Trabalho Sujo (www.trabalhosujo.com.br) e também mantém um blog na UOL (matias.blogosfera.uol.com.br)

marcos_bagno_gray.jpg

Marcos Bagno é linguista, escritor e professor da UnB – marcosbagno.org

 

Gilberto Felisberto Vasconcellos

Gilberto Felibesrto Vasconcellos é jornalista, sociólogo e escritor.

Renata Correa1

Renata Corrêa, (Rio de Janeiro, 1982 é roteirista, escritora e militante feminista)

Max Maciel, jovem periférico nascido e criado em Ceilândia, maior periferia do Distrito Federal, é ativista social, pedagogo de formação e especialista em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça pela Universidade de Brasília (UnB).

Yuri Martins Fontes é doutor em História Contemporânea (USP/CNRS), com formação em Filosofia e Engenharia; exerce atividades como pesquisador e jornalista, além de coordenar os projetos de educação popular do Núcleo Práxis-USP.

Padre Beto, escritor, cronista, filósofo é formado em direito pela Instituição Toledo de Ensino (ITE), em história pela Universidade do Sagrado Coração (USC) e em teologia pela Ludwig-Maximillian, de Munique (Alemanha).

João Miranda é acadêmico de história na Universidade Estadual de Ponta Grossa e colabora para o Jornal da Manhã, Jornal Diário dos Campos, Pragmatismo Político e Lavra Palavra.

Joao-miranda1

×

×
CORREIO CAROS AMIGOS
powered by moosend