Revista http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores Sun, 23 Sep 2018 05:22:28 -0300 Joomla! - Open Source Content Management pt-br pasqualelaviano@gmail.com (Caros Amigos) Edição 247 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/11152-edicao-247-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/11152-edicao-247-editorial-e-sumario NAS BANCAS Confira editorial e sumário da edição "A Era dos APPs", de Caros Amigos 

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Thu, 26 Oct 2017 19:21:22 -0200
Edição 246 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10890-edicao-246-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10890-edicao-246-editorial-e-sumario NAS BANCAS Está nas bancas a edição 246 de Caros Amigos

]]>
pedronabuco@carosamigos.com.br (Pedro Nabuco) Edições Anteriores Thu, 28 Sep 2017 18:16:55 -0300
Edição 245 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10656-edicao-245-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10656-edicao-245-editorial-e-sumario NAS BANCAS Está nas bancas a edição 245 de Caros Amigos

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Tue, 29 Aug 2017 08:52:19 -0300
Edição 244 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10487-edicao-244-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10487-edicao-244-editorial-e-sumario NAS BANCAS Está nas bancas a edição 244 de Caros Amigos 

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Thu, 03 Aug 2017 18:18:19 -0300
Edição 243 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10211-edicao-243-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10211-edicao-243-editorial-e-sumario NAS BANCAS Leia editorial e sumário da edição 243 de Caros Amigos, já nas bancas

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Thu, 29 Jun 2017 16:57:45 -0300
Edição 242 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10026-edicao-242-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/10026-edicao-242-editorial-e-sumario NAS BANCAS Confira quais assuntos estão na edição 242 de Caros Amigos, que está nas bancas de todo o País. Leia editorial e sumário.

]]>
pedronabuco@carosamigos.com.br (Pedro Nabuco) Edições Anteriores Wed, 31 May 2017 17:45:45 -0300
Edição 241 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/9875-edicao-241-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/9875-edicao-241-editorial-e-sumario NAS BANCAS Confira quais assuntos estão na edição 241 de Caros Amigos, que está nas bancas de todo o País. Leia editorial e sumário.

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Thu, 11 May 2017 15:35:02 -0300
Edição 240 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/9581-edicao-240-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/9581-edicao-240-editorial-e-sumario NAS BANCAS A edição 240 de Caros Amigos está nas bancas e na loja virtual

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Wed, 29 Mar 2017 17:21:12 -0300
Edição 239 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/9382-edicao-239-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/9382-edicao-239-editorial-e-sumario LANÇAMENTO Já está nas bancas a edição 239 de Caros Amigos 

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Mon, 06 Mar 2017 15:32:50 -0300
Edição 238 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/9106-edicao-238-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/9106-edicao-238-editorial-e-sumario NAS BANCAS Leia edição 238 de Caros Amigos, nas bancas e na loja virtual

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Mon, 30 Jan 2017 18:25:15 -0200
Edição 237 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/8828-edicao-237-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/8828-edicao-237-editorial-e-sumario NAS BANCAS Leia editorial da nova edição de Caros Amigos, nas bancas e na loja virtual (Foto: Caros Amigos/Ilustração: Rik Reimert)

]]>
marina.saran@carosamigos.com.br (Estagio) Edições Anteriores Tue, 03 Jan 2017 16:31:18 -0200
Edição 236 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/8647-edicao-236-editorial-e-sumario-2 http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/8647-edicao-236-editorial-e-sumario-2 NAS BANCAS Leia editorial da nova edição de Caros Amigos, nas bancas e na loja virutal (Foto: Caros Amigos/ Charge: Luiz Gê)

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Thu, 08 Dec 2016 13:32:55 -0200
Edição 235 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/8329-edicao-235-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/8329-edicao-235-editorial-e-sumario EDIÇÃO ATUAL A nova edição de Caros Amigos está nas bancas (Foto: Acervo Caros Amigos)

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Fri, 04 Nov 2016 17:53:58 -0200
Edição 234 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/8096-edicao-234-editorial-e-sumario-2 http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/8096-edicao-234-editorial-e-sumario-2 NAS BANCAS Está nas bancas a nova edição de Caros Amigos (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Tue, 11 Oct 2016 18:55:29 -0300
Edição 233 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/7690-edicao-233-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/7690-edicao-233-editorial-e-sumario CRISE POLÍTICA Confira as reportagens, entrevistas e artigos da nova edição de Caros Amigos (Foto: Acervo/Caros Amigos)

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Sun, 02 Dec 2001 22:00:00 -0200
Edição 232 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/7373-edicao-232-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/7373-edicao-232-editorial-e-sumario

NAS BANCAS TNTemer: A edição 232 de Caros Amigos já está nas bancas (Foto: Caros Amigos)

]]> ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Wed, 20 Jul 2016 12:42:10 -0300 Edição 231 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/7197-edicao-231-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/7197-edicao-231-editorial-e-sumario CA231-1“Ocupar e resistir”

O bordão “ocupar e resistir” está nas ruas e nas faixas das forças sociais que se opõem ao golpe em curso e que levou ao poder velhos e notórios caciques da política e investigados por corrupção, sobretudo na Lava Jato. Mas quais seriam outros caminhos e a força da esquerda, colocada em xeque, para resistir e acabar com o golpe? A reportagem de capa desta edição de Caros Amigos ouviu acadêmicos, políticos e militantes neste debate de muitas perguntas – parte delas ainda sem respostas – que surgem diante da continuidade das ilegalidades e do golpe. O tema, assim como o avanço da direita, também é debatido em outra reportagem, mas com intelectuais e analistas de países vizinhos, atentos aos acontecimentos no Brasil, que certamente implicam em impactos não apenas nas relações diplomáticas, mas também para as forças e projetos progressistas desses países.

A edição fecha o arco do retrocesso brasileiro com uma reportagem sobre os filhos dos agentes da ditadura que hoje estão em postos de comando das Forças Armadas e articulados com Temer, que recriou o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que fora extinto por Dilma Rousseff, e já está em plena atividade, atuando na espionagem do próprio PT e dos movimentos sociais. Ciro Gomes, que se tornou um expoente no combate ao golpe, narra os bastidores dos esforços para evitar o impedimento de Dilma, seus erros políticos no trato com o Legislativo e o que considera erros na própria condução do governo. Embora do lado de Dilma, Ciro deixa claro ser candidato em 2018, mantendo uma linha independente do PT, marcando posição para ser uma alternativa, mais pragmática que ideológica, e cujo plano é buscar um vice no setor produtivo, como fez Lula com José Alencar, além de alianças de centro-esquerda, como define.

A força política da garotada é outro tema desta edição 231 em reportagem que percorreu escolas ocupadas do Rio de Janeiro. E revela solidez na visão política dos adolescentes, todos independentes de partidos ou direção ideológica, além do caráter formador das ações e atividades que desempenham nas ocupações. Um outro “golpe” está em curso, mas contra toda a humanidade e no espaço, na disputa pelas riquezas dos corpos celestes, como mostra entrevista com o especialista em direito internacional espacial, José Monserrat. Ao atropelo dos tratados espaciais vigentes, Estados Unidos,  principalmente, mas também Europa, tentam dar direito às suas corporações de prospectarem minerais na Lua, nos asteroides ou em Marte. “É a privatização do espaço”, diz Monserrat, sobre um cenário que caminha a passos largos com novas conquistas tecnológicas. 

Por fim, e entre outras, a edição traz um retrato dos diretores de teatro que se refugiaram no Brasil nos anos 60 e 70 para escapar das ditaduras em seus países, e artigo sobre financiamento eleitoral, além das colunas dos colaboradores. Boa leitura! 

Clique e confira opções na loja virtual

REPORTAGENS

Ocupações

10 - Primavera secundarista – por Fania Rodrigues

América Latina

20 - A direita avança – por Vitor Taveira

Capa

24 - A encruzilhada da esquerda – por João Peres

Linha Dura

28 - DNA repressivo – por Lúcia Rodrigues

Cultura 

41 - Teatro dos exilados – por Eduardo Campos Lima

 

ENTREVISTAS

13 - Ciro Gomes: “Nós traímos a sociedade” –  por Aray Nabuco, Lílian Primi, Lúcia Rodrigues e Wagner Nabuco

34 - José Monserrat Filho: O Império no espaço – por Aray Nabuco

 

ARTIGOS E COLUNAS 

06 - Sérgio Vaz – Depois de nós

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos - PMDB Michê come no prato do Bank de Boston

09 - José Arbex Jr. – Lumpesinato no poder

18 - Mc Leonardo – Deixem o funk em paz!

31 - João Pedro Stédile – Festival Internacional da Utopia

31 - Frei Betto – Lógica do governo golpista

32 - Otaviano Helene – Democracia e financiamento eleitoral

44 - Gershon Knispel - Pampulha como exemplo

 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno – É golpe! É golpe! É golpe!

07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias – Céu imprevisível

19 - Pátria Grande – Por Luis Vignolo – A luta geopolítica por trás do impeachment

38 - Ensaio fotográfico de Rachel Gepp – Mães de Maio

40 - Perfil de Milton Santos: Cidadão do mundo – Por Laís Modelli

45 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes – Um epitáfio para o PIG

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

23 - Luiz Gê

46 - Claudius

Leia a edição 231 completa de Caros Amigos, que já está nas bancas e na loja virtual.

 

]]>
ninacaros@gmail.com (Redação) Edições Anteriores Mon, 27 Jun 2016 18:30:49 -0300
Edição 230 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/6948-edicao-230-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/6948-edicao-230-editorial-e-sumario O dia seguinte

Capa 230

Não é possível neste momento saber o que será o Brasil dentro de um mês e mesmo em uma semana, na velocidade com que muda a realidade fabricada do golpe contra a presidente eleita Dilma Rousseff. Nem grandes analistas, talvez nem mesmo os grandes profetas dos fiéis, poderão dar uma opinião segura sobre o futuro do País e de sua gente, sobretudo as camadas mais vulneráveis. Mas há sinais e planos que vão deixando antever o projeto real dos golpistas, que a reportagem de capa desta edição, o “dia seguinte” ao golpe, procura decifrar no plano político e econômico.

O mais conhecido é o programa do presidente ilegítimo Michel Temer, o “Ponte para o Futuro”, um compêndio ultraneoliberal que nega independência e soberania ao País, ataca as ações dos governos petistas, ameaça direitos de décadas, como os garantidos na CLT, e programas sociais. No plano político, a ilegitimidade deve levar a conflitos internos e reduzir o papel do Brasil na geopolítica, como analisa o ex-ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim em entrevista para a reportagem.

Dentro do assunto golpe, a edição também registra a ficha corrida dos parlamentares que julgaram Dilma no Senado, com os principais nomes e seus crimes e acusações. E reportagem com analistas, advogados e juristas, entre eles o grupo que defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobre o papel que o Judiciário desempenha e desempenhou para a continuidade do afundamento da democracia no Brasil.

O jornalista e sociólogo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Laymert Garcia dos Santos, é o entrevistado da edição e traz uma visão ampla e profunda da crise política afirmando, por exemplo, que já estamos vivendo em um estado de exceção. Para ele, o racha da elite com o governo Dilma começou ainda nas jornadas de 2013, teve vários elementos, mas um ponto que marcou uma virada total foram as ofensas saídas do camarote VIP na abertura da Copa. Como todo brasileiro, olha para o futuro com um maço de incertezas nas mãos.

Caros Amigos também faz um giro pela América Latina e mostra a ascensão da direita no Peru, onde o atual presidente Ollanta Humalla enfrenta acusações relacionadas à Lava Jato por obras tocadas pela Odebrecht, e a vitória dos trabalhadores argentinos na tomada de fábricas falidas– através do cooperativismo, os trabalhadores já administram mais de trezentas empresas no país vizinho. E, por fim, a
edição 230 tem ainda perfil de Bob Marley e a estreia muito bem-vinda do cartunista Luiz Gê, que passa a colaborar com seu humor político já conhecido desde o Pasquim.

Clique e confira opções na loja virtual

 

REPORTAGENS

Peru
12 - Direita domina eleição – Murilo Matias

Argentina
14 - Nas mãos dos trabalhadores – Erika Morhy

Capa
24 - Sem salvação – João Peres

Cega, surda e muda
32 - O papel(ão) do Judiciário – Lúcia Rodrigues

Senado
35 - Capivara – Fania Rodrigues

 

ENTREVISTAS

17 - Laymert Garcia dos Santos: O fim de um mundo

28 - Celso Amorim: De cabeça baixa

 

ARTIGOS E COLUNAS

07 - Sergio Vaz – Flores de Alvenaria

09 - Gilberto Felisberto Vasconcellos – A democracia grampeada

10 - José Arbex Jr. – Lumpemburguesia brasileira

23 - Mc Leonardo – Quem disse que a pauta e só tua?

39 - João Pedro Stedile – Frente ao golpe

39 - Frei Betto – Meu fio de esperança

43 - Gershon Knispel – Morra minha alma com os Filisteus?

 

SEÇÕES

07 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno – Um livro excepcional

08 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias – O ego de fora

11 - Pátria Grande – Por Guadi Calvo – Vagão traseiro dos Estados Unidos

40 - Ensaio fotográfico de Marcelo Aguilar – Luzes e sombras

42 - Perfil de Bob Marley: Da periferia para o mundo – Por Laís Modelli

44 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes - Por uma frente de esquerda

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

16 - Luiz Gê

45 - Claudius

 

 

]]>
pedronabuco@carosamigos.com.br (Pedro Nabuco) Edições Anteriores Tue, 31 May 2016 13:36:32 -0300
Edição 229 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/6623-edicao-229-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/6623-edicao-229-editorial-e-sumario A direita e o golpe

capaO País vive um dos cenários mais tensos que se conflagra desde o fim da ditadura, no qual forças da direita atuam dentro e fora do Congresso numa manobra explícita, com apoio da mídia, setores do Judiciário e empresariado, que tem como objetivo destituir o governo Dilma, sangrar o PT e inviabilizar uma provável eleição do ex-presidente Lula, além de retroceder em conquistas dos trabalhadores e minorias.

Nesta edição, Caros Amigos reúne uma série de reportagens e artigo que buscam entender e retratar o que está por trás do golpe e seu DNA, além de entrevista com o geógrafo David Harvey, reportagem sobre os dramas e tensões vividos por pessoas trans nas universidades e a resistência do teatro de rua. Nas eleições de 2014, o perfil dos eleitos para a Câmara dos Deputados e Senado já demonstrava o que estaria por vir. Pesquisas do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) apontaram este Congresso como um dos mais conservadores desde 1964, o que está refletido, por exemplo, no aumento da popularidade de figuras como Jair Bolsonaro e Marco Feliciano. Ao longo dos dois últimos anos isso reverteu em pautas que implicam em perdas das conquistas da classe trabalhadora e do patrimônio estatal. O Diap identifica 55 pautas com este caráter, um dos temas das reportagens sobre o golpe desta edição. 

Além das pautas conservadoras, a edição faz um perfil da nova direita, jovem e agressiva, que se organiza em movimentos como o Vem Pra Rua e Revoltados On Line, entre outros. A reportagem penetrou nos meandros do Movimento Brasil Livre (MBL) e participou de uma reunião na qual, por exemplo, organizavam ações virtuais em defesa do impeachment. E entrevista dois de seus líderes para saber o que pensam, o que lêem, quem são seus ideólogos. Tem ainda um perfil de Michel Temer, a sombra por trás das articulações golpistas, que aliado a Eduardo Cunha, Fiesp, PSDB e outros setores conservadores, conquistou o título de Judas no governo.

Uma análise jurídica do jurista Gilberto Bercovici sobre o processo de impeachment que corre na Câmara sob a liderança corrupta de Cunha deixa claro que, até aqui, não há fundamento jurídico, portanto, é golpe. Caros Amigos também foi às periferias saber o que pensam e traz um retrato de desconfianças da política, menos importante que a luta pela sobrevivência; medo da perda de direitos e da violência que sempre existiu, mas que ganha combustível na intolerância e racismo de grupos a favor do impeachment. Por fim, um “salve” à Caros Amigos e seus leitores, que neste mês de abril faz 19 anos de luta e resistência contrahegemônica. Boa leitura!

Clique e confira opções na loja virtual

REPORTAGENS

Gênero
10 - Os muros nas universidades - por Lais Modeli

Espectro político
18 - A nova direita - por Fania Rodrigues

Congresso
24 - Golpe nos direitos - por Lúcia Rodrigues

Perfil
28 - O “temível” Temer - por Liliam Primi

Bordas 
30 - A crise, pela periferia - por Liliam Primi

Cobiça

34 - Pré-sal: negócio da China na costa do Brasil - por Bia Dlamaso

Resistência

41 - O teatro que resiste na rua - por Eduardo Campos Lima

ENTREVISTA

13 - Entrevista David Harvey: "O capital sempre está do lado da direita"

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Sergio Vaz - O Brasil mostra sua cara

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos - O poder sem poder

09 - Arbex - O PT faz a diferença

17 - MC Leonardo - Não quero mais golpe

37 - João Pedro Stedile - Notícias do front

37 - Frei Betto - Joga pedra na Geni!

44 - Gershon Knispel - A "democracia"

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno - O Brasil mostra sua cara

07 - Tudo Tanto - Por Alexandre Matias: De volta a eletricidade

12 - Pátria Grande - Por Andrés Soliz Rada - O recuo bolivariano

38 - Ensaio fotográfico de Edu Leporo - Moradores de rua e seus cães

40 - Perfil de Virgínia Woolf: Genial loucura e lucidez - Por Laís Modelli

45 - Boteco Bolivariano - Por Cynara Menezes: Os erros do PT

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
nina.fideles@carosamigos.com.br (Nina Fideles) Edições Anteriores Mon, 02 May 2016 17:14:09 -0300
Edição 228 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/6222-edicao-228-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/6222-edicao-228-editorial-e-sumario
CA-228-CapaSiteCaçada

Se havia algum disfarce sobre o braço político da operação Lava Jato, as máscaras caíram neste mês de março, quando avançaram com atropelos sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A caçada ao líder popular e o esforço para destruir sua imagem inclui ações consideradas ilegais e inconstitucionais, sobretudo a “condução coercitiva” empregada pelo juiz de primeira instância Sergio Moro – sem contar o espetáculo midiático, preparado com antecedência através dos já conhecidos “vazamentos”. A reportagem de capa desta edição analisa essa “caçada” junto a juristas, políticos e acadêmicos, com uma dificuldade que reflete os tempos tensos e de rápidas mudanças: a cada dia novas ações aconteciam, como no dia do fechamento, quando o MP de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex-presidente – além de por mais pólvora no estopim, o pedido foi imediatamente criticado por amplos setores, até mesmo da direita. E pelo jeito, a “caçada” está longe de terminar, talvez em 2018...

Todo esse embate político da direita, que por outro lado tenta destituir Dilma Rousseff, é acompanhado de dentro pela deputada Luiza Erundina, a entrevistada desta edição, que nos dá um retrato dos golpismos empreendidos no Congresso pela ala conservadora, capitaneada por Cunha, presidente da Câmara, tucanos e apaniguados. Também conta sobre o racha devido ao apoio de Marina Silva a Aécio Neves e da sua difícil situação no PSB que se seguiu à eleição de 2014 – uma semana depois da entrevista, Erundina fez sua “filiação democrática” ao PSol, embora deixe claro na entrevista suas críticas ao partido (o diálogo original foi mantido).

A Intifada do desespero - por Arturo Hartmann A edição mostra ainda que a Lava Jato faz também o lucro de certos setores, que já engordam na crise, os bancos. Com as vantagens dos altos juros e redução do crédito, têm comprado empresas fragilizadas pela operação, com toda a garantia de um sistema financeiro montado para só lhes dar vantagens. Mas os bancos não são os únicos a enfiarem as mãos nos bolsos dos cidadãos: desde a privatização, a tarifa de energia vem sendo manipulada pelas empresas e sofre constantes aumentos, como mostra outra reportagem.

O embate Israel-Palestina é outro assunto em duas reportagens, uma sobre organização ortodoxa judia que luta contra o estado de Israel e, outra, um triste retrato da atualidade palestina, com o aumento na opressão israelense e destruição de casas.

Além dos articulistas e colaboradores, de um ensaio de Diana Blok sobre diversidade, a revista tem entrevista com Elza Soares no mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. Negra, nascida na periferia e com uma história devidanalutaeemmeioa alegrias e dramas, a cantora é um ícone de resistência e força com toda genialidade musical.

Boa leitura!

Clique e confira opções na loja virtual 

 

REPORTAGENS

Palestina
12 - A Intifada do desespero - por Arturo Hartmann

Capa
26 - Caça a Lula - O espetáculo da Lava Jato - por Igor Carvalho

Manipulação
30 - Com a divisão social, quem perde é o Brasil - por Frédi Vasconcelos

Bancos
33 - Como engordar na crise - por João Peres

Setor elétrico
36 - Refém do capital - por Daniela Stefano

 

ENTREVISTAS

10 - Meir Hirsch: Judeus contra o Sionismo - por Marcel Vincenti

16 - Luiza Erundina: “O Estado brasileiro caducou” - por Aray Nabuco, Lilian Primi, Lúcia Rodrigues

40 - Elza Soares: “Quero cantar até o mundo acabar” - por Fania Rodrigues

43 - Diana Blok: Retratos da diversidade - por Julia Abreu de Souza e Margô Dalla-Schutte

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Sergio Vaz - Em nome do Pai

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos - PMDB, câncer do Brasil

09 - Arbex - EUA: Campanha polarizada reflete tensões sociais

22 - MC Leonardo - Tá tranquilo, tá favorável


23 - João Pedro Stedile - A política institucional está fedendo

23 - Frei Betto - Cooperação ou competição?

44 - Gershon Knispel - As opções de Netanyahu

 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno - Abaixo a nomenklatura gramatikal!

07 - Tudo Tanto - Por Alexandre Matias: A ascensão do BaianaSystem

15 - Pátria Grande - Por H. Raphael de Carvalho - A história é nosso melhor arsenal

24 - Ensaio fotográfico de Diana Blok - Diversos


39 - Perfil de Antonio Conselheiro - Por Laís Modelli

45 - Boteco Bolivariano - Por Cynara Menezes: A revolução datou

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Thu, 31 Mar 2016 08:42:18 -0300
Edição 227 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5990-edicao-227-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5990-edicao-227-editorial-e-sumario  

CA227-CapaSiteTensões

No momento em que o governo aperta os cintos por falta de dinheiro, com impacto direto nos que já têm pouca folga, Caros Amigos fez um exercício que demonstra que os grandes devedores de impostos são também grandes latifundiários, responsáveis por um rombo de centenas de bilhões aos cofres públicos. O trabalho cruza a lista dos maiores sonegadores, onde estão peixes grandes, como se podia esperar, e gente conhecida de outros esquemas, como Alberto Yousseff, com informações sobre propriedades de terras. O resultado completo você confere na reportagem de capa desta edição. A relação do governo Dilma com os movimentos sociais também é tema desta edição e mostra que as distenções só aumentam na insatisfação com cortes em gastos sociais, como na educação, e medidas neoliberais ou uma quase paralisação em pautas tradicionais da esquerda, como a reforma agrária, entre outras. A situação deve levar centenas de movimentos sociais às ruas de Brasília.

Austericídio

O aperto nos cintos e outras medidas dos governos petistas estão entre os assuntos da entrevista com o economista e ex-ministro Luiz Carlos Bresser- Pereira, idealizador do que batizou de “novo desenvolvimentismo”, que propõe cinco diretrizes para o equilíbrio da economia. Ainda na economia, reportagem sobre os bancos mostra as mudanças pelas quais essas instituições passam, que transformam bancários em vendedores de produtos e clientes em bancários, aproveitando as facilidades das tecnologias. Outro assunto são os doze anos do Bolsa Família e de como o programa mudou o perfil das famílias pobres e rompeu com a sucessão de gerações analfabetas e marginalizadas, sem futuro. A edição também visita a Argentina com uma análise de conjuntura em Pátria Grande e reportagem sobre as reações contra as medidas de Mauricio Macri, que já tomam as ruas por todo o país – embora na mídia brasileira nada apareça. A revista tem ainda perfil da poetisa Hilda Hilst e um texto-depoimento de quem morou com ela na sua Casa do Sol, além de outras duas boas entrevistas: com o cantor e compositor mineiro Paulinho Pedra Azul e com um dos fundadores do grupo uruguaio Tupamaros, Mauricio Rosencof, companheiro de luta de José Mujica. E, ainda, os artigos e colunas dos colaboradores.

Boa leitura.

Compre a edição on-line clicando aqui.

 

SUMÁRIO

Reportagens

Argentina

10 - De volta do passado - Por Erika Mohry

Sociedade

21 - Geração Bolsa Família - Por Fania Rodrigues

Capa

26 - Peixe Grande - Por Fania Rodrigues

Big Data

30 - Todos somos bancários - Por Lilian Primi

Movimentos

34 - No limite - Por Lúcia Rodrigues

 

Entrevistas

13 - Luiz Carlos Bresser-Pereira: “Dilma recebeu uma missão impossível” Por Lilian Primi, Lúcia Rodrigues, Nina Fideles e Wagner Nabuco

37 - Mauricio Rosencof: Um tupamaro escritor - Por Eduardo Campos Lima

42 - Paulinho Pedra Azul: O Rei do Sertão - Por Sávio Tarso

 

Artigos e Colunas

06 - Sergio Vaz - Oração de um vira-lata

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos - Stop Pré-Sal

09 - Arbex - 62= 3,5 bilhões

20 - MC Leonardo - Minha casa, minha o que?

33 - João Pedro Stedile - 2016: Por uma nova política econômica

33 - Frei Betto - Futuro incerto da América Latina

44 - Gershon Knispel - Soldados

 

Seções

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno

07 - Tudo Tanto - Por Alexandre Matias: A maturidade de uma geração

12 - Pátria Grande - Por Néstor Gorojovsky - Macri, o sicário do Prata

24 - Ensaio fotográfico de Javier Valado - Lutadores: Jovens Afro-Sergipanos

40 - Perfil de Hilda Hilst - Por Laís Modelli e Jurandy Valença

45 - Boteco Bolivariano - Por Cynara Menezes: O olhar da minha avó

 

Charges

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius 

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Tue, 23 Feb 2016 14:24:26 -0300
Edição 226 - Editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5856-edicao-226-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5856-edicao-226-editorial-e-sumario capa bxEM NOME DA TERRA

A edição 226 de Caros Amigos chega de visual novo para nossos leitores. O mesmo trabalho jornalístico com novo layout, desenvolvido pelo artista gráfico e fotógrafo Chico Max, que traz de volta o caráter inovador e alternativo da revista. A estreia desse novo visual traz um retrato e análise da luta pela posse da terra, origem de tantas violências, opressões e pobreza, que ganha impulso nesta era do capital financeiro, tanto no campo quanto na cidade, como nos mostra a urbanista Raquel Rolnik em entrevista sobre seu mais recente trabalho, no qual analisa essa disputa pela posse com o olhar de quem conhece a luta social por moradia em vários países — e sentencia: o processo é o mesmo, é a financeirização da moradia, mas que atinge toda a estrutura urbana e, de quebra, está também ligada às crises econômicas detonadas com as hipotecas.A força das alas conservadoras e financistas, que no campo se expressam com o agronegócio, como mostramos em reportagem, consegue atrasar projetos de reforma agrária, reconhecimento e demarcação de quilombos e áreas indígenas e expulsar famílias pobres para a periferia das cidades.

Outra entrevista é com o atual presidente do Ipea, Jessé Souza, cujo trabalho acadêmico buscou identificar as raízes mais profundas da dominação burguesa capitalista, para além de dados econômicos, e embaixo da nossa pele: o que determina a formação de classe e a dominação é o simbólico, os elementos socioculturais, e não a economia, afirma ele. Partindo dessa premissa, Jessé desconstrói muito do que acreditamos ser uma sociologia “genuinamente brasileira” que, para ele, está contaminada desta dominação “invisível” pelo simbólico, construída por uma moral europeia e branca, desde o racismo científico até o religioso.

A edição também retrata o “levante” feminino nas redes sociais e nas escolas paulistas, no movimento de ocupação que derrotou o governador Geraldo Alckmin (PSDB) em seus planos de fechar cerca de noventa escolas. Na web, mulheres passaram a denunciar os assédios que sofrem até mesmo de colegas no trabalho e o machismo de amigos – sem citar nomes, narram o episódio iniciando a frase com “O meu amigo secreto…”. Já em São Paulo, são as garotas que estão na linha de frente das ocupações e denunciam sexismo e machismo tanto na própria escola como nas ações de policiais.

Outra reportagem mostra que as agências reguladoras, como a das águas, que deveriam proteger o ambiente e a sociedade de abusos, estão contaminadas por interesses privados das empresas. Partindo de exemplos como o da Samarco, em Mariana, ou Barcarena, no Pará, a reportagem mostra os meandros para as empresas conseguirem liberações de projetos de grande impacto ambiental e as artimanhas na hora de arcar com as consequências no caso de algum acidente. A edição tem ainda perfil do advogado negro Luiz Gama e ensaio do fotógrafo cubano Mario Diaz, além das colunas e artigos dos colaboradores. Boa leitura


Sumário

REPORTAGENS

MÍDIA


10 - Uma TV contra-hegemônica

CONJUNTURA


18 - Manobras regimentais, supostos acordos e povo nas ruas – por Igor Carvalho

ÁGUA


20 - Ficção ambiental – por Lilian Primi

CAPA


27 - Vida e morte pela terra – por Lúcia Rodrigues

ASSÉDIO

35 - Cotidiano mulher – por Fania Rodrigues

ESCOLAS OCUPADAS

38 - Garotas em luta – por Laís Modelli

PARQUE AVELLANEDA

42 - Uma experiência popular – Erika Morhy

ENTREVISTAS

13 - Jessé Souza: “A sociedade brasileira foi infantilizada” Por Aray Nabuco, Lilian Primi e Lúcia Rodrigues

31 - Raquel Rolnik: “Estamos brigando contra o capital financeiro” Por Aray Nabuco, Lilian Primi, Lúcia Rodrigues e Nina Fideles

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo: Eu e PT, PT e eu
09 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Ouvido Augusto de Campos contra olvido telederrelicto
12 - Pátria Grande – Por Luis Vignolo: Novos nomes do capitalismo: TPP, TTIP, TLC, Tisa
26 - José Arbex Jr.: Ninguém vai arregar
40 - João Pedro Stedile: 2015, um ano perdido!
40 - Frei Betto: Ano novo, vida nova?
44 - Gershon Knispel: Como castrar, deformar e deturpar a História

SEÇÕES
07 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: A escrita não é “a língua”
07 - Sergio Vaz: Somos Nós
08 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: A volta do protesto
24 - Ensaio Fotográfico: Retratos Cubanos – Por Mario Diaz
41 - Perfil de Luiz Gama – Por Luiz Carlos dos Santos
45 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes: 2016, o ano esfinge

CHARGES
04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
nina.fideles@carosamigos.com.br (Nina Fideles) Edições Anteriores Thu, 21 Jan 2016 17:49:40 -0200
Edição 225 - Editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5781-edicao-225-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5781-edicao-225-editorial-e-sumario  

CAPA-225PIRATARIA NA CONSTITUIÇÃO

A história foi conhecida à época por declarações do próprio ex-constituinte e ex-ministro Nelson Jobim, morreu na imprensa, mas não entre pesquisadores e cidadãos. Desde 2011 uma representação ao Ministério Público, que chegou à Procuradoria Geral da República, tenta esclarecer e reverter as alterações no texto da Constituição, ocorridas após votação em plenário. Neste ano, Rodrigo Janot emitiu um segundo parecer, que pode enterrar o assunto envolvendo várias outras “canetadas” no texto original dos constituintes, entre elas, a que coloca a União de joelhos perante o sistema financeiro. Um dos resultados desse “ajuste” na Constituição, vivemos atualmente: para cumprir o disposto na Carta Magna, o governo precisa cortar em investimentos, sejam eles sociais ou estruturais, para pagar banqueiro. A história completa, incluindo descobertas feitas por dois pesquisadores da UnB, é a reportagem de capa desta edição de Caros Amigos, e de onde brota um retrato do Brasil que não queremos: da desfaçatez política e do pouco-caso com o bem público.

A concentração de riquezas e a manipulação do Estado em benefício de poucos é própria do capitalismo, como atesta Boaventura de Sousa, entrevistado desta edição. Para o sociólogo, o enfrentamento a este sistema destruidor, atualmente, deve buscar novas fórmulas de atuação política, como os coletivos e movimentos, e cujo recado de fundo é que, diante de uma “nova”, agressiva e poderosa direita global, a esquerda precisa se refundar.

A edição volta à mineração e seus impactos para mostrar as consequências de acidentes semelhantes ao da Samarco, em Mariana (MG): comunidades desassistidas e doentes devido à contaminação, envenenamento das fontes de água doce, economias locais destruídas. Em todo o Brasil, a situação é a mesma: “ninguém” é responsável, os acidentes caem no esquecimento e as empresas continuam operando.

Caros Amigos traz ainda as Olimpíadas, cuja preparação e obras já repetem a opressão do dinheiro sobre comunidades, como no caso da Vila Autódromo, e cujo legado pós-jogos não trará benefícios à população. A revista traz também material sobre as eleições em Portugal, onde a esquerda unida em uma frente assumiu o poder; sobre a vitória da direita na Argentina e os ataques na França, que aprofundam os conflitos no Oriente Médio e colocam as potências frente à frente, cada uma com seus interesses específicos. E uma entrevista com a escritora moçambicana Paulina Chiziane, além de mostrar os “ministérios do sexo”, grupos de orientação sexual para casais evangélicos. O direito à diversidade está também na edição com o perfil de Simone de Beauvoir e ensaio fotográfico da uruguaia-holandesa Diana Blok.

Boa leitura!


Sumário

REPORTAGENS

PORTUGAL


10 - Alternativa à austeridade – Por Mario Augusto Jakobskind

ORIENTE MÉDIO


14 - A nova guerra ao terror – Por Amanda Lourenço

CAPA


24 - Fraude sem freio – Por João Peres e Tadeu Breda

CRIME AMBIENTAL


28 - Depois da lama– Por Lilian Primi

OLIMPÍADAS

31 - Qual será o legado? – Por Fania Rodrigues

RELIGIÃO

35 - Ministério do sexo – Por Guilherme Novelli

ENTREVISTAS

18 - Boaventura dos Santos: Para refundar a esquerda - Por Aray Nabuco e Fania Rodrigues

40 - Diana Blok: Retratos da diversidade - Por Júlia Abreu de Souza e Margô Dalla-Schutte

42 - Paulina Chiziane: Quarenta anos na revolução - Por Marcelo Hailer


ARTIGOS E COLUNAS

09 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Capitalismo fofinho
12 - 
Pátria Grande – Por Enrique Lacolla: A restauração conservadora
17 - José Arbex Jr.: Capital promove terror
23 - João Pedro Stedile: Vale da morte
33 - Frei Betto: Feliz Natal também aos infelizes
34 - Mc Leonardo: Bandido bom é bandido?
44 - Gershon Knispel: Não carregarás o nome da Shoá em vão

SEÇÕES
07 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Mercadante e o mercado de línguas
07 - Sergio Vaz: Enquadro poético
08 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: A consagração de 2015
38 - Ensaio Fotográfico: Diversidade – Diana Blok
41 - Perfil de Simone de Beauvoir – Por Laís Modelli
45 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes: A esquerda que se contenta com pouco

CHARGES
04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
nina.fideles@carosamigos.com.br (Nina Fideles) Edições Anteriores Tue, 05 Jan 2016 18:08:25 -0200
Edição 224 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5721-edicao-224-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5721-edicao-224-editorial-e-sumario  

CA-224-CapaSiteO PREÇO DE UM POLÍTICO

O balcão de negócios é o que tem falado mais alto na política, com empresários “investindo” em candidatos que, depois de eleitos, devolvem as cifras em forma de novas leis ou reformas delas e projetos que beneficiam os setores financiadores. É o sequestro da representatividade pela elite empresarial, que provoca o que vemos atualmente no País: um fosso entre o político eleito e os interesses da sociedade. A reportagem de capa desta edição aborda essa relação promíscua também em números. Eleger um candidato tem preço. Acima de R$ 5 milhões de investimento em campanha, a vitória de um candidato a deputado é quase certa, o que está estampado na composição atual do Congresso: dez dos que gastaram acima dessa cifra, em 2014, foram eleitos; outros 59 que receberam entre R$ 3 e R$ 5 milhões, a maioria foi eleita. Dos que arrecadaram menos de R$ 500 mil, somente 3% se elegeram.

A edição também faz um retrato nada animador da mineração e das construções de mineroduto por todo o País, em um esquema de interesses e burlas, cujo resumo trágico em parte foi visto no desastre de Mariana, em Minas. O rompimento da represa de rejeitos da Samarco é uma das ameaças que a reportagem constatou, mas não a única: redução da oferta de água, poluição e muitos incômodos e riscos para as comunidades atingidas, apesar de algumas delas viverem a ilusão do progresso, do emprego e dos lucros trazidos pelas mineradoras, que como toda a iniciativa privada opera pelo lucro máximo e custo mínimo.

Os embaraços e mal feitos são ainda mais gritantes no caso da dívida pública brasileira, como mostra a presidente da associação Auditoria Cidadã, Maria Lúcia Fattorelli, entrevistada da edição. O País que não consegue avançar em uma reforma política também patina no esquema milionário da dívida pública: ainda que nem o governo saiba para quem e o quê está pagando, continua pagando altíssimos encargos que consomem quase a metade do orçamento da União. O assunto é ainda mais gritante quando o governo precisa esfolar o povo, cortar programas e investimentos sociais para transferir dinheiro para os detentores dessa dívida. Boa parte é fraude, diz Fattorelli com a experiência de quem auditou as dívidas do Equador e Grécia.

Caros Amigos ainda traz reportagem sobre o sindicalismo francês que, apesar dos arroubos em ações ousadas, como o rapto de diretores de empresas, definha com as novas gerações, que pouco se interessam pela militância; sobre a construção de uma série de submarinos, dois convencionais e o nuclear e as discussões que já ocasionaram; entrevista com Eric Nepomuceno, que aborda temas urgentes para o Brasil e também sobre a obra biográfica de Luiz Carlos Prestes escrita pela filha, Anita Leocádia.

Boa leitura!


Sumário

REPORTAGENS

TRABALHO


10 - Sindicalismo à francesa – Por Amanda Lourenço

MINERAÇÃO


18 - Dutos da devastação – Por Lilian Primi

CAPA


24 - Os donos do Brasil – Por Pedro Rafael Vilela

TECNOLOGIA


30 - Vigilância submersa – Por Fania Rodrigues

LITERATURA

37 - Cavaleiro da Esperança – Por Lúcia Rodrigues

HOMENAGEM

29 - Caros Amigos recebe medalha

ENTREVISTAS

13 - Maria Lúcia Fattorelli: Opressão financeira - Por Aray Nabuco, Lúcia Rodrigues e Nina Fideles

40 - Eric Nepomuceno: “Vivemos um momento muito dramático” - Por Eduardo Sá


ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: A morte no Brasil não baila
09 - José Arbex Jr.: Hómi é hómi, muié é muié
12 - Pátria Grande – Por Roberto Malaver: Eleições na Venezuela
29 - Mc Leonardo: Olympia precisa de você
33 - João Pedro Stedile: Três ameaças
33 - Frei Betto: O porto de Mariel
44 - Gershon Knispel: Será que estou no seio de meu povo?

SEÇÕES
06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: O ministro, a ignorância e a gramática
06 - Sergio Vaz: Admitem-se sonhadores
07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Sem rede de segurança
34 - Ensaio Fotográfico: Uma longa jornada – Acervo UNRWA
36 - Perfil de General Miguel Costa – O comandante pede passagem - Por Laís Modelli
45 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes: A direita privatizou a liberdade (e nós deixamos)

CHARGES
04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Tue, 08 Dec 2015 14:56:51 -0200
Edição 223 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5533-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5533-sumario CA 223 capaSiteFOGO "AMIGO"

Caros Amigos mostra o avanço dos ataques neoliberais sobre um dos maiores patrimônios do País, a Petrobras, atualmente pilar de desenvolvimento industrial, tecnológico e social. O plano de gestão e investimentos aprovado para até 2019 expõe políticas que atentam contra as conquistas obtidas com a reestruturação a partir do governo Lula e o conceito “do poço ao posto”, que cobre toda a cadeia petrolífera: venda de ativos, desinvestimento, cortes em projetos sociais, demissões. O fantasma do desmonte e entreguismo, que marca a estatal desde sua criação, incrementado por FHC e interrompido com Lula, ronda novamente a estatal, com ataques que também vêm de dentro.

A mão tucana e suas ramificações pelas instituições também está em outra reportagem sobre o mensalão mineiro, que expõe a fragilidade da democracia, em especial do Judiciário em agir republicanamente, assim como a “aliança burguesa”, que se torna mais visível no momento atual. Há mais de dez anos em tramitação e sem data para julgamentos, no mensalão mineiro não valem o “domínio do fato” e nenhum outro artifício das condenações de petistas e seus aliados. Seu artífice e principal operador, Eduardo Azeredo, dá expediente como funcionário da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), premiado com um bom salário.

O advogado e especialista em segurança pública, Nilo Batista, é o entrevistado da edição e, entre outros temas abordados, reafirma o caráter patológico das nossas polícias no trato com a população, especialmente a pobre e negra, e defende o desencarceramento em massa, além de criticar a política petista para a área que, segundo ele, não avançou para além de um “mais do mesmo”.

Caros Amigos tem ainda reportagens sobre a gentrificação em Salvador (BA), onde famílias estão sendo expulsas pela especulação do centro histórico; a crise humanitária que atinge não só a Europa, mas também o Brasil e um raio x da atual situação no Equador, onde forças da esquerda acusam Correa de ter se tornado a “nova direita”. Antecipando a comemoração da Consciência Negra, a edição traz também ensaio fotográfico que religa as margens de África e Brasil e reportagem sobre Preto Pio, escravo que liderou um dos maiores levantes no interior paulista, o Êxodo de Capivari. E, também, as colunas e artigos dos colaboradores.

Boa leitura!

 

Sumário

REPORTAGENS

EQUADOR

10 - Desencontro histórico – Por Vitor Taveira 

GENTRIFICAÇÃO

13 - Salvem Salvador – Por Ernesto Marques 

SAÚDE

22 - Um país que desaprendeu a nascer – Por Amanda Lourenço 

CAPA

24 - O desmonte da Petrobras – Por Lena Azevedo 24 - O desmonte da Petrobras – Por Lena Azevedo 

MENSALÃO TUCANO

29 - Pau que bate em Chico não bate em Francisco – Por Ângela Carrato e Geraldo Elísio 

REFÚGIO

34 - A luta de Ali – Por Marina Mattar e Arturo Hartmann 

RESISTÊNCIA

41 - O levante de Preto Pio – Por Marcelo Andriotti 41 - O levante de Preto Pio – Por Marcelo Andriotti 

ENTREVISTA

16 - Nilo Batista: “A situação carcerária no Brasil é patológica” - Por Fania Rodrigues

 

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Cobiça imperialista

09 - José Arbex Jr.: Auschwitz está na próxima esquina

12 - Pátria Grande – Por Roberto A. Ferrero: Artigas e o protecionismo cultural

20 - MC Leonardo: Luta de classe nas areias das praias?

33 - João Pedro Stedile: Mudanças urgentes e necessárias!

33 - Frei Betto: Mitos fundantes

44 - Gershon Knispel: Estar entre meu povo - Brecht e Brasil 

 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: “Este” ou “Esse”? Tanto faz!

06 - Sergio Vaz: Ao mestre, a eternidade!

07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: O reencontro de Baby e Pepeu

38 - Ensaio Fotográfico: As margens atlânticas – Por Ayrson Heráclito

40 - Perfil de Graciliano Ramos – Por Laís Modelli

45 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes: Perdas e ganhos

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
luciarodriguesjornalista@gmail.com (Lúcia Rodrigues) Edições Anteriores Tue, 27 Oct 2015 15:41:39 -0200
Edição 222 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5412-edicao-222-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5412-edicao-222-editorial-e-sumario  

CA222 Capa SiteBALCÃO DE NEGÓCIOS

No campo da esquerda, o que se ouve é que o Congresso Nacional está tomado por uma horda de direita disposta a qualquer coisa para legislarem em benefício próprio e de seus apaniguados e financiadores. Dessa turba, em briga constante contra o governo e avanços sociais, sobressai Eduardo Cunha, que tomou para si o protagonismo político manipulando a pauta do Legislativo e se aproveitando da fragilidade governista, o que o aproximou ainda de setores desejosos em colocar Dilma na parede, sobretudo o demo-tucanato.

Esta edição de Caros Amigos percorreu os corredores do Legislativo para mostrar o Congresso sob a batuta de Cunha, agora enfraquecido com denúncia de corrupção e lavagem de dinheiro na operação Lava Jato, mas ainda sem perder o topete. E o retrato que surge da reportagem é de um habilidoso negociador, estudioso dos regimentos internos e também alguém que passa por cima da ética e das regras para chegar aos objetivos.

 

"Máfia"

A situação no Congresso é corroborada pelo deputado federal do PSol, Ivan Valente, entrevistado da edição que, além de abordar a situação política do País e a posição do PSol e PT no contexto, também descreve um pouco dos embates que tem vivido em Brasília e compara as ações de Cunha e seu grupo a uma máfia. As blindagens na CPI da Petrobras são um exemplo entre tantos. Ivan não se atreve a vislumbrar um fim para a crise política, pois combustível ainda tem de sobra, como ele lembra, já que as investigações da Lava Jato e outras operações não terminaram.

Crise

A edição também aborda a crise econômica que para economistas tem poder destrutivo, já que está imbricada com a crise política. Não se arriscam a previsões puramente econômicas, mas atestam que a conjuntura mundial da crise capitalista, aliada aos trancos políticos do governo Dilma, pode significar um longo e difícil período. E pior para os trabalhadores, que são os que pagam a conta com as políticas neoliberais adotadas pela petista.
Outra entrevista da edição é com a presidente do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, Juvandia Moreira, primeira mulher a comandar o sindicato. E não à toa aborda a questão de gênero no trabalho, assédio moral e a luta dos bancários por melhores condições, diante dos lucros astronômicos dos bancos.

Caros Amigos também debate a pressão do setor farmacêutico para mudar legislação sobre medicina genética, a que envolve uso de células-tronco, e retrata a situação de famílias que buscam fora do Brasil tratamentos duvidosos e ainda não reconhecidos. Outra reportagem mostra como os imigrantes fazem crescer o Islamismo no interior do Paraná e as reações de moradores. Além dos artigos e colunas dos colaboradores, a edição tem ainda reportagem sobre novos escritores e perfil de Leon Trotsky.

Boa leitura!

 

Sumário

 

REPORTAGENS

GUERRA

11 - Além das fronteiras – Por Fania Rodrigues

IMIGRANTES

12 - Novo impulso ao Islã no Paraná – Por René Ruschel

RELIGIÃO

14 - A queda da fé – Por Amanda Lourenço

CAPA

24 - Poderosos tentáculos de um deputado de negócios – Por Pedro Rafael Vilela

ECONOMIA

28 - Crise sobre crise: instabilidade e incertezas – Por Lúcia Rodrigues

MEDICINA GENÉTICA

35 - Entre o amor e o risco – Por Lilian Primi

LITERATURA

42 - O estreito funil do mercado – Fania Rodrigues

 

ENTREVISTA

19 - Ivan Valente: “Sem luta não tem conquista” - Por Aray Nabuco, Lúcia Rodrigues e Nina Fideles

32 - Juvandia Moreira: Agência de negócios - Por Redação

 

ARTIGOS E COLUNAS

09 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Riverão Vômito de Deus

10 - José Arbex Jr.: O fantasma que assombra os EUA

16 - Pátria Grande – Por Néstor Gorojovsky: As eleições na Argentina

18 - João Pedro Stedile: Eternas homenagens...

18 - Frei Betto: Se a classe média acordasse

23 - Mc Leonardo: Vai uma Ponto 50 aí?

44 - Gershon Knispel: “Eu habito no meio do meu povo”

 

SEÇÕES

07 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Legendas brasileiras, por favor!

07 - Sergio Vaz: Monalisa de fogo

08 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Céu em Brasília

38 - Ensaio Fotográfico: Corpos – Por Leonardo Carneiro

40 - Perfil de Leon Trotsky – Por Laís Modelli

45 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes: Ao eleitor do PT: um desagravo

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

 

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Wed, 23 Sep 2015 17:41:49 -0300
Edição 221 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5253-edicao-221-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5253-edicao-221-editorial-e-sumario CA 221 Capa SiteArticulações

Está em curso uma versão midiática da sangrenta Operação Condor, que uniu golpistas militares de vários países na América do Sul. Enfurecida e encorpada com novos grupos ultraconservadores, a direita latina se articula para retomar o poder nos países de governos populares. A batalha ideológica tem na linha de frente grupos empresariais ligados à mídia, articulados em entidades transnacionais, como a Sociedade Interamericana de Prensa (SIP).

A “Operação Condor Midiática”, como já é chamada, busca tirar do poder governos democraticamente eleitos, restabelecer a relação de subserviência aos interesses estadunidenses e liberar o caminho para privatizações, promovendo o “estado mínimo” neoliberal. A investida ameaça governos e conquistas e inclui também outras ações, como a do tucano José Serra, outro tema desta edição, que tenta através de um projeto no Congresso reverter o sucesso empresarial da Petrobras, mudando o regime de partilha e conteúdo nacional, colocando a estatal de joelhos diante de multinacionais, as “big oil”.

Estragos Tucano

A reportagem sobre a Petrobras mostra os males que estão sendo preparados pelo projeto e o prejuízo que, em cálculos ainda imprecisos, pode chegar a quase US$ 2 trilhões. Sem contar as implicações quanto a emprego, desenvolvimento tecnológico, indústria naval e royalties destinados à saúde e educação. Exceto para o tucano e as empresas amigas, cujas intenções estão reveladas pelo Wikileaks e disponíveis na internet, o projeto é nefasto para toda a nação.

A edição tem também entrevista com o dirigente do Podemos, Rafael Mayoral, que está no meio do furacão de uma nova experiência partidária e para a qual parte da esquerda olha com empolgação e parte com cuidados. Na conversa, Mayoral descarta os conceitos de esquerda e direita e justifica que, atuando dentro do sistema, eles se desfazem; prefere dizer que é “os de baixo”. O Podemos busca um modelo a ser construído e não copiado.

Colômbia: Pós-acordo

A luta política está também na reportagem sobre o debate de movimentos sociais da Colômbia que já discutem o pós-acordo na tentativa de garantir “a paz com justiça social”. Caros Amigos traz ainda o mercado de luxo do sexo, sustentado por sonhos de consumo e status das garotas, e por executivos, jogadores de futebol e ricaços em geral, em um esquema sigiloso e restrito, cuja rede vai de boates, hotéis, taxistas e mesmo joalherias. E discorre sobre uma praga moderna que infesta as redes sociais com ódio, racismo e outras ofensas, os chamados trolls, um tipo muitas vezes levado como brincadeira, mas de fato problemático e doentio, dizem especialistas.

A revista abre espaço ainda para mostrar como está o debate nas câmaras municipais sobre o ensino de gênero e identidade de gênero e para a literatura “de quebrada” do baiano Fábio Mandingo. Boa leitura!

 

Sumário

 

REPORTAGENS

10 - COLÔMBIA
 - Clamores de paz e justiça social – Por Vitor Taveira

14 - TROLLS
 - Perturbados à solta – Por Lilian Primi

24 - CAPA
 - Mídia refaz “Operação Condor” – Por Fania Rodrigues

28 - PETROBRAS
 - Projeto condena Brasil ao subdesenvolvimento – Por Lúcia Rodrigues

32 - SEXUALIDADE
 - Igualdade de gênero – Por Laís Modelli

35 - PROSTITUIÇÃO DE LUXO
 - Butique do sexo – Por Fania Rodrigues

41 - LITERATURA DE QUEBRADA
 - Rancor baiano e desejos de rei – Allan da Rosa

 

ENTREVISTA

18 - Rafael Mayoral: Nem esquerda, nem direita, somos os de baixo - Por Lúcia Rodrigues

 

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: A democracia da telenovela
09 - José Arbex Jr.: “A luta continua, porra”
13 - Pátria Grande – Por Luis Vignolo: Regiões transfronteiriças
23 - João Pedro Stedile: A crise brasileira e as diferentes saídas
23 - Frei Betto: Síndrome de tio Patinhas
31 - Mc Leonardo: Ao protagonista Vito Giannotti
44 - Gershon Knispel: Quem são os verdadeiros patriotas?

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Norma culta e norma-padrão
06 - Sergio Vaz: Literatura Periférica
07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Menos é mais: pequenas casas autor
38 - Ensaio Fotográfico: Flagrantes – Por Evandro Teixeira
40 - Perfil de Mercedes Sosa – 80 anos de La Negra -  Por Laís Modelli
45 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes: Admirável distopia nova

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Mon, 17 Aug 2015 16:28:15 -0300
Edição 220 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5192-edicao-220-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5192-edicao-220-editorial-e-sumario Caros Amigos Edição 220 - Editorial e Sumário


CA220 Capa SiteCONJUNTURA

O cenário por onde movem-se grandes interesses políticos e econômicos conservadores, denúncias de corrupção e espetáculo midiático ainda coloca o País em risco de ruptura institucional, diz o cientista político André Singer. Entrevistado desta edição, o professor da USP faz uma análise da conjuntura atual, na qual o protagonismo até aqui é liderado pela direita na busca de colocar o governo Dilma em xeque, que para ele é agravada pela crise econômica que atinge a todos: da classe média às mais pobres – o que diminui a base social de apoio e derruba a popularidade. A fogueira midiática onde queimam Dilma, Lula e o PT é alimentada por ações de promotores e juízes que, apesar da importância das investigações, também têm medidas e opções questionadas por juristas e entidades como a OAB.

Judiciário

Caros Amigos também olha para o Judiciário, tema de capa da edição e mostra um poder quase impenetrável em seus meandros de privilégios e mazelas. Os mais recentes casos foram o do juiz no Rio que utilizava um carro esportivo de luxo do empresário Eike Batista apreendido em processo judicial e a minuta do projeto que acrescenta uma série de benefícios trabalhistas aos juízes. A reportagem mostra como são feitas ações milionárias em variados benefícios e ajudas de custo, criados e aprovados retroativos pelo próprio poder, um dos menos transparentes da República e em que os cidadãos confiam pouco, como mostra pesquisa da FGV.

Entrevistas

A edição ainda tem entrevistas exclusivas. Uma com uma das lideranças curdas, em reportagem que mostra a resistência daquele povo e a participação fundamental do exército de mulheres na luta por autonomia e contra o Isis. Outra exclusiva é com um sobrevivente do Massacre de Iguala, no México, fermentado pela mistura de agentes do Estado com o crime organizado, em um pano político de resistência organizada contra as opressões que o capital vem impondo sobre pequenos agricultores, os pais dos mortos e desaparecidos. O bloco internacional traz também as tragédias quase cotidianas com imigrantes na travessia do Mar Mediterrâneo, que pressiona governos europeus em crise e é impulsionada pelos conflitos no Oriente Médio e Norte da África.

Memória de Luta 

A Vila Socialista, nascida na luta por moradia em Diadema (SP), tem na edição uma revisita, andanças pelas ruas com nomes de Lenin, Karl Marx ou Socialismo Científico, entre outros, a memória da luta de quem viveu e a vida hoje, em tempos de pancadão e internet. Tem ainda a herança dos bordados tradicionais chilenos, arpilleras, usadas agora para narrar a realidade de mulheres brasileiras atingidas por construções de barragens e uma entrevista com o biógrafo de Clarice Lispector.

Por fim, os artigos e colunas dos colaboradores, como em Pátria Grande, que aborda a ação da mídia hegemônica nos países de governos alinhados à esquerda.

Boa leitura!

Para comprar a edição clique aqui

Versão digital AQUI 

Sumário

REPORTAGENS

10 - CURDOS
 - A nação sem país – Por Fania Rodrigues

14 - IMIGRAÇÃO - 
Por um porto seguro – Por Amanda Lourenço

17 - APARTHEID - 
A época dos leprosários – Por Laís Modelli

22 - MÉXICO - 
Vivos os levaram, vivos os queremos! – Por Fania Rodrigues

24 - CAPA - 
Mordomias sem controle – Por Lilian Primi

34 - VILA SOCIALISTA - 
Uma história escrita com sangue – Por Fernando Lichti Barros

42 - TRAMAS - 
Agulhas que tecem vidas – Laís Modelli

 

ENTREVISTA

28 - André Singer: Solução à esquerda - Por Aray Nabuco, Lilian Primi e Lúcia Rodrigues


40 - Benjamin Moser: “A gente não é muito interessante” - Por Júlia Abreu de Souza e Margô Dalla-Schutte

 

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: “Homolattes”

09 - José Arbex Jr.: Em defesa do boicote a Israel

20 - Pátria Grande – Por Roberto Malaver: Mídia da AL se integra para evitar a integração

21 - MC Leonardo: Baile Funk em favela é crime?

33 - João Pedro Stedile: O Congresso representa a quem mesmo?

33 - Frei Betto: Saudades remotas

44 - Gershon Knispel: Crônica


SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: O pesadelo do Celpe-Bra

06 - Sergio Vaz: Lugar de criança é “presa” na escola

07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Nova psicodelia brasileira

37 - Perfil de Michel Foucault – Por Laís Modelli

38 - Ensaio Fotográfico: Cenas e Grafismos – Por Fernando Rabelo

45 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes: Desviralatizar é preciso

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Sat, 25 Jul 2015 14:06:40 -0300
Edição 219 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5114-edicao-219-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/5114-edicao-219-editorial-e-sumario CA 219 CapaSiteINCÓGNITAS

A disputa acirrada na campanha, a vitória apertada e a eleição de um Congresso conservador prenunciavam um segundo mandato de dificuldades para Dilma Rousseff. Sob ataque da oposição, do pior da direita e da mídia hegemônica, a presidente reeleita vive dias de muitas indefinições e ameaças políticas. Para quase toda a ala progressista, a sinuca política – somada à econômica – em que está metida aponta uma saída à esquerda, um aprofundamento dos projetos que garantam mais direitos e um esforço para as tão sonhadas reformas básicas, sobretudo a política, mas também a tributária, a agrária, da mídia... Mas ao contrário, no esfrega e empurra, Dilma cedeu aos conservadores da cartilha neoliberal do arrocho, das privatizações, do aperto ao trabalhador.

A reportagem de capa aborda a situação atual do governo e busca avaliar as opções da presidente daqui para frente. Pois com as medidas e alianças desse mandato, vieram as dúvidas sobre que governo é esse e para onde vai, uma “crise de identidade” se comparado ao ideário petista dos bons tempos do partido. Da esquerda, dos movimentos sociais, centrais sindicais, dos apoiadores e mesmo de dentro do PT levantam-se as vozes críticas contra as medidas, ministros e alianças. Em nome da governabilidade, Dilma colocou a o PT e seus apoiadores no divã. Para analistas, o que ainda segura a moral do governo é a esperança de que tudo possa ser revertido nos próximos anos de mandato.

A situação política também é o foco da entrevista com a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB), que sentiu na pele o conservadorismo que tomou conta do Parlamento. A deputada foi agredida por Alberto Fraga (DEM) e Roberto Freire (PPS), durante a votação das MPs 664 e 665, duas das medidas polêmicas de Dilma. Para a deputada, única mulher líder de bancada, um dos motivos para o avanço da direita no Parlamento é a ausência de uma pauta do governo que junte as esquerdas e se sobressaia à agenda conservadora.

A edição também analisa a greve dos professores, espancados no Paraná pelo tucano Beto Richa, ignorados em São Paulo pelo tucano Alckmin e insatisfeitos em outros vários estados, onde entraram em greve. Foram seguidos pelos professores das federais.

Entre outras reportagens, Caros Amigos também revisita os rebeldes dos anos 60 que chegaram à terceira idade subvertendo. Continuam firmes em seus ideais libertários que mudaram os padrões de comportamento também na velhice, como já apontam as pesquisas e censos.

A revista tem ainda uma boa novidade: a estreia de Cynara Menezes na equipe de colaboradores. Já conhecida na internet pelo blog Socialista Morena, Cynara assina a partir desta edição a seção Boteco Bolivariano, uma muito bem-vinda mistura de tudo um pouco – política, comportamento, cultura e mais.

Boa leitura!


Sumário

REPORTAGENS

 

QUESTÕES DE GÊNERO

16 - O que é ser mulher? – Por Jarid Arraes

EDUCAÇÃO?

19 - Não tem arrego – Por Laís Modelli

CAPA

24 - A esquerda no divã do governismo – Por Tadeu Breda

TERRA

29 - Camponeses contra o neoliberalismo – Por Vitor Taveira

COLONIZAÇÃO

35 - Corrida pelas plantas – Por Aray Nabuco

MUDANÇAS

38 - O velho novo – Por Lilian Primi

 

ENTREVISTA

11 - Jandira Feghali: No ninho dos conservadores - Por Aray Nabuco, Fania Rodrigues e Laís Modelli

 

ARTIGOS E COLUNAS

09 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Hugo Chávez, não Dilma, leu Abelardo Ramos
10 - José Arbex Jr.: Refugiados são o retrato do capital
15 - Pátria Grande – Por H. Raphael de Carvalho: O Tisa que nos ameaça
18 - Eduardo Campos Lima e Maria Silvia Betti: Produtivismo acadêmico
32 - João Pedro Stedile: Por uma assembleia constituinte!
32 - Frei Betto: Não sou branco, sou lusodescendente
42 - Mc Leonardo: Menores vulneráveis!
43 - Gershon Knispel: O artista e a infância

SEÇÕES

07 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Por que servir de cobaia?
07 - Sergio Vaz: Cal Max
08 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: No passo de Tulipa Ruiz
33 - Perfil de Antônio Abujamra – Por Paulo Rogério Gilani
44 - Boteco Bolivariano – Por Cynara Menezes: Bolivariana, sim, e daí?
46 - Ensaio Fotográfico: Futebol – Por Coletivo Pandilla

CHARGES

04 - Guto Lacaz

45 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Fri, 19 Jun 2015 12:09:33 -0300
Edição 218 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4984-edicao-218-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4984-edicao-218-editorial-e-sumario  

 ny-03

 

Capinha218 bx 1Elite

Em meio à indignação seletiva com a corrupção, o Brasil pôde ver o enquadramento pela Polícia Federal de megaempresários envolvidos em esquemas de sonegação de impostos descobertos na operação Zelotes e soube, pela lista do HSBC, que outros mais de 7 mil brasileiros – ricos, obviamente – enviaram dinheiro ao exterior, provavelmente de maneira estranha às leis. Mas isso, o Brasil tem visto pouco, pois, ao contrário de outros casos de corrupção, até com valores menores, ambos os assuntos praticamente não aparecem no noticiário. O que nos dizem esses novos escândalos?

Casos Recentes

A reportagem de capa de Caros Amigos repassa os dois casos envolvendo a elite, relembra outros, como o caso do Banestado e Satiagraha, para constatar que é este o modus operandi deste grupo de privilegiados, quase sempre acostumado a se aboletar no Estado e usufruir benefícios escusos. E quando não estão de braços dados com os privilégios, gritam raivosamente apontando o dedo contra governos que se atrevem a dar algum direito ao povo, usando o mote da corrupção. É o Brasil da “zelite”, a mesma de “sempre”, que traz o DNA da corrupção para o Estado, a política, para seus negócios e se disfarça acusando “o outro”.

A edição também analisa o ataque contra os trabalhadores – olha a elite aí de novo – com o avanço no Congresso do projeto que amplia a terceirização. Para os especialistas, bem ao contrário do que propagam setores da indústria, a terceirização fará as relações de trabalho regredirem a antes de Getulio Vargas, achatará salários e coloca em risco a saúde do trabalhador, como já ocorre nas empresas que utilizam terceirizados – eles são os “sem direitos” e as maiores vítimas de acidentes de trabalho. Sobre a atuação dessa elite, em boa parte paulistana, a edição tem ainda artigo de jornalista argentino abordando a “burguesia bandeirante” e seu servilismo ao capital estrangeiro.

Grécia

Em entrevista, o militante da Juventude Comunista da Grécia, Aris Evangelidis, dá um panorama do que ocorre no país e das forças políticas e projetos que estão em jogo. Critica o Syriza por sua postura “social-democrata” e afi rma que o sonho de uma mudança real no Estado grego mantém viva a luta contra a Troika e contra as medidas de arrocho, as quais quem certamente pagará é o povo. Caros Amigos também mostra os brasileiros que estão lutando na guerra civil da Ucrânia e atualiza a situação, um confl ito cuja escalada pode signifi car mais crise social e econômica.

Outro assunto, que perpassa as guerras, são os drones, que têm se tornado um grave problema para governos, como na França, onde o debate ganhou as manchetes após sobrevoos misteriosos por usinas nucleares e outras instalações. Ainda nesta edição, uma revisita a Eduardo Galeano, ao poeta Antonin Artaud e a Leila Diniz, a musa que revolucionou os costumes nos anos de 1960 e 70. Além das colunas e artigos dos colaboradores.

Boa leitura!

Sumário

REPORTAGENS

SOBREVOO

12 - A era dos drones

CONFLITO

14 - Luta na Ucrânia – Por Fania Rodrigues

DITADURA

20 - “Uma vítima de Itaipu”– Por Mário Augusto Jakobskind

VENDEPATRIA

22 - A burguesia bandeirante – Por Néstor Miguel Gorojovsky

CAPA

24 - O DNA da corrupção – Por William Santos

TRABALHO

29 - O ataque do capital – Por Lilian Primi

LUTADOR

36 - Para entender Galeano – Por Laís Modelli

EXPRESSÕES DE RUA

38 - Pichação: Arte ou vandalismo? – Por Eduardo Sá

POESIA NO PALCO

40 - Artaud na dança – Por Célia Musilli

ENTREVISTA

16 - Grécia - Aris Evangelidis: “A chama continua acesa” - Por Fania Rodrigues e Aray Nabuco

ARTIGOS E COLUNAS

09Gilberto Felisberto Vasconcellos: Tancredo Neves, Exu Tranca-rua de Brizola 
10José Arbex Jr.: A barbárie não é mais um prognóstico 
11Pátria Grande – Por Rodolfo Braceli: Bolívia, o Milagre Mundial 
21João Pedro Stedile: Camponeses das Américas unidos 
21Frei Betto: Cuba e EUA estendem as mãos
43Gershon Knispel: Arte sem brilho
46Mc Leonardo: Um Estopim Voluntário!

SEÇÕES

07Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Sangue, petróleo e português
07Sérgio Vaz: Gol contra
08Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Disco para um novo Rio de Janeiro
33Perfil de Leila Diniz – Por Laís Modelli
34 - Ensaio Fotográfico: Ocupação Santa Maria – Por Javier Valado
44Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: O que não conhecemos, demonizamos

CHARGES

04 - Guto Lacaz
45 - Claudius

NYT-435X75

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Mon, 18 May 2015 17:50:46 -0300
Edição 217 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4948-edicao-217-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4948-edicao-217-editorial-e-sumario Um País em disputa

O País está em disputa e as ruas, por tradição, são o palco mais visível desse embate. O auge (até aqui) dessa disputa entre “projetos de país” foi em março quando os grupos à esquerda – não necessariamente petistas ou apoiadores do PT – foram às ruas defender interesses nacionais, como a Petrobras, reforma política, direitos dos trabalhadores e, também, contraporem a pauta conservadora, que sairia às ruas dias depois. Caros Amigos acompanhou toda a movimentação e, nesta edição, busca responder a questões que estão na cabeça de muitos ativistas: quem é essa gente que pede intervenção militar, impeachment de qualquer jeito e odeiam programas sociais?

Para analistas ouvidos na reportagem, é de fato uma “nova direita”, que surfa na crise do lulopetismo, e assumiu as táticas dos protestos de rua, chegou para fi car e é formada por uma vasta gama de interesses. Mas com traços comuns, como a velha cartilha anticomunista, o neoliberalismo e o ódio visceral ao PT. Onde essa “nova direita” vai dar, ou mesmo levar o País, ainda é uma incógnita, pois a ela se associam variados matizes político-ideológicos, como neonazistas, fundamentalistas e entreguistas.

A edição traz ainda duas boas entrevistas, com o consultorda ONU, Paulo Sergio Pinheiro, sobre o conflito no Oriente Médio, e com o delegado carioca Orlando Zaccone, que impediu que o caso do pedreiro Amarildo, assassinado por policiais militares, seguisse o ritual da impunidade. Mestre e doutor em segurança pública, Zaccone tornou-se a pedra angular no muro da segurança pública e “conquistou” uma transferência para uma delegacia longe do dia a dia policial.

O feminicídio, figura jurídica que acaba de ser incorporado às leis, é outro tema da revista a desnudar uma trágica realidade, a violência contra a mulher pelo fato de ser mulher. São crimes com características próprias: o escancaramento do ódio e do sentimento de posse.

As companhias de captação, tratamento e distribuição de água também estão nesta edição. A reportagem desnuda um cenário de desperdício do recurso natural, cada vez mais escasso, e as difi culdades em se regular e fi scalizar o setor que se tornou foco de discussões com a crise hídrica que atinge a região Sudeste, particularmente São Paulo.

Caros Amigos tem ainda um resgate histórico sobre a morte do embaixador José Jobim sob a ditadura, que volta à Justiça com ação no Ministério Público; uma viagem de ônibus pelo “Brasil profundo” desde o Acre até São Paulo e reportagem sobre o mamulengo, que acaba de ser decretado patrimônio imaterial.

Por fim, e não menos importante, Caros Amigos completa neste abril dezoito anos de existência e resistência. Nosso muito obrigado aos leitores, colaboradores e a todas as equipes de jornalistas e articulistas que por aqui passaram.

Boa leitura!

 

Sumário

REPORTAGENS

DIREITOS

15 - Violência de Gênero – Por Laís Modelli 

CAPA

24 -Da despolitização ao ódio – Por Igor Carvalho

ÁGUA

32 - O lucrativo e ineficiente negócio da água – Por Lilian Primi

BRASILIANAS

37 - Brasil adentro – Por João Maurício Rosa

NA RUA

40 - Mamulengo pede passagem– Por Guilherme Novelli

ENTREVISTA

10 - Paulo Sergio Pinheiro: Sombras da guerra - Por Lilian Primi

19 - Orlando Zaccone: “Todo criminoso é um criminoso político” - Por Aray Nabuco, Fania Rodrigues, Lilian Primi e Nina Fideles

ARTIGOS E COLUNAS

8 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Golpe de 64 em breve vai ser perdoado e aplaudido
9 - José Arbex Jr.: Me bate que eu gosto
14 - Pátria Grande – Por Norberto Galasso: Spilimbergo: companheiro da Pátria Grande
23 - Mc Leonardo: Exército nas Ruas?
31 - João Pedro Stedile: Um programa popular
31 - Frei Betto: Cartografia do corpo
43 - Gershon Knispel: O coelho saiu do chapéu do mágico

SEÇÕES

7 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Disco para um novo Rio de Janeiro
18 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Labirinto terminológico
18 - Sergio Vaz: Jorginho
26 - Ensaio Fotográfico: Nas ruas
36 - Perfil de Alberto Korda – Por Laís Modelli
44 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: Macaquinhos Amarelos nas ruas do Brasil

CHARGES

4 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Tue, 28 Apr 2015 17:25:50 -0300
Edição 216 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4026-edicao-216-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4026-edicao-216-editorial-e-sumario Sombra do passado

O País vive a agitação política promovida por uma oposição, principalmente “demotucana”, que insiste em um terceiro turno e jogar, no lixo a democracia juntamente com o voto da maioria dos brasileiros. O governo petista, fragilizado e praticamente sem reação, vê crescer a sombra de um passado conhecido: golpismo. Empolgados pelos gritos de uma classe média e médiaalta reacionária, que deu as caras nas ruas e faz discursos raivosos, e pela malandra cumplicidade da mídia, a oposição vislumbra tirar do poder o Partido dos Trabalhadores, com voos e piruetas que buscam cimentar o impeachment. O combustível para o espetáculo de tiros, inclusive o fogo amigo de setores do PMDB, é o discurso da corrupção, como os brasileiros também já conhecem, desta vez em casos envolvendo a Petrobras.

Caros Amigos aborda esta cena política, cujas consequências são imprevisíveis, mas apontam em várias direções – não apenas conservadores tentando recolocar-se no poder central, mas também a privatização de patrimônios públicos, criminalização de movimentos sociais e enfraquecimento da luta no campo progressista, o que atingiria bem mais do que um único partido. Não se trata de uma defesa petista, mas de toda a batalha progressista – Eduardo Cunha, que age como inimigo dentro da base aliada, e ameaça anos de trabalho e conquistas de parlamentares dos direitos humanos, como Jean Wyllys, é um bom exemplo.Para os analistas e pesquisadores ouvidos na reportagem, trata-se de uma ameaça real que, embora ainda não tenha base social, pode vir a ter, a depender da reação do governo e do PT, da capacidade de mobilização das forças progressistas e mesmo dos resultados da investigação na Petrobras, outro assunto abordado na edição em entrevista com o ex-presidente da estatal, Sergio Gabrielli. O ex-presidente repassa o caso Pasadena e Petrobras, desce a mais detalhes de como está a refi naria e aponta as grandes manipulações da mídia dos barões nessas coberturas.

A edição também revisita os porões da ditadura para mostrar que, se de um lado houve a abertura política, de outro, as estruturas principalmente da “comunidade de informação” e conceitos, como o de segurança nacional, continuam ativos. Mostra para onde foram os “peões”, muitos deles, hoje, alimentando o crime organizado, milícias e toda sorte de mal feitos. Para fechar o tema “anos de chumbo”, Caros Amigos marca o Dia Internacional da Mulher com reportagem sobre as “meninas” que pegaram em armas contra a ditadura – e não foram poucas, embora quase não fi gurem entre os ícones da resistência.

A revista traz ainda reportagens sobre pais que alfabetizam os filhos em casa; sobre as agruras por que passa a pesquisa científica, cujas verbas, que já eram poucas, estão sendo desviadas para o Ciência Sem Fronteiras; entrevista com liderança indígena e um registro dos 50 anos do Show Opinião, além das colunas e artigos dos colaboradores. Boa leitura!

Boa leitura !

 

Sumário

REPORTAGENS

CIÊNCIA

10 - Os caminhos da pesquisa científica – Por Laís Modelli

EDUCAÇÃO

13 - A lousa é o mundo – Por Leandro Uchoas

LUTA INDÍGENA

22 - Ciência sem consciência é destruição – Por Eduardo Sá

CAPA

24 - Conservadores avançam e flertam com o golpismo – Por Igor Felippe Santos

DITADURA

29 - O passado no presente – Por Lena Azevedo e Lori Regattieri

ANOS DE CHUMBO

33 - Mulheres na luta – Por Lilian Primi

RESISTÊNCIA CULTURAL

40 - Opinião, 50 anos – Por Eduardo Campos Lima

ENTREVISTA

17 - Sérgio Gabrielli: No olho do furacão – Por Aray Nabuco

 

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Anatomia da Perfídia Bandeirante
09 - José Arbex Jr.: Tensões anunciam catástrofe
15 - Mc Leonardo: Vai passar um ditador?
16 - Pátria Grande – Por Micael Morassuti: Malvinas e a integração latino-americana
36 - João Pedro Stedile: Por um março vermelho!
36 - Frei Betto: E agora, José?
44 - Gershon Knispel: A queda dos muros

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: “Toda língua tem goteiras”
06 - Sergio Vaz: Flores de alvenaria 
07 -Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: O clube do vinil 
37 - Perfil de Marina Abramovic – Por Laís Modelli 
38 - Ensaio Fotográfico: Expedição Abya Yala 
43 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: Paranoia dos códigos

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius 

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Wed, 18 Mar 2015 15:30:00 -0300
Edição 215 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4025-edicao-215-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4025-edicao-215-editorial-e-sumario Magnatas do transporte

Manipulações jurídicas de empresas, de licitações e editais públicos, violência e assassinatos são o fermento do bolo do transporte público de ônibus, dominado por poucos grupos, que atuam em várias capitais brasileiras. Formam cartéis, disfarçados em várias empresas e fi nanciam políticos para agirem contra os interesses dos cidadãos, como mostra a reportagem de capa desta edição, publicada em um momento em que movimentos como o MPL tomam novamente as ruas contra os aumentos da tarifa, que ocorrem em todo o País. São grupos com muitos braços e, como se vê, praticamente inabaláveis mesmo quando o poder público decide enfrentá-los – até usando colete à prova de bala, como fez a então prefeita Marta Suplicy, quando implantou o bilhete único em São Paulo.

Democratização da mídia

A luta para a democratização da mídia no Brasil também é tema desta edição. Há esperança com relação à possibilidade em ampliar o tema e se discutir como democratizar os meios de comunicação, que, mesmo com tantos exemplos em outros países, não avança aqui. Um misto de leis antigas (da época da ditadura) e a inexistência de controle em diversos campos da comunicação permitem a concentração de veículos nas mãos de poucos empresários e uma programação uníssona e antidemocrática. 

Em entrevista, o filósofo Paulo Arantes analisa as conjunturas políticas brasileira e global ao abordar as Jornadas de Junho, a campanha eleitoral, o desempenho do PSol, partido que ajudou a fundar, os governos petistas e seus percalços e o avanço da direita em todo o mundo em um momento em que o sistema, como ele diz, “está morrendo de overdose de si mesmo”.

Carnaval

E já que estamos em fevereiro, porque não falar sobre o carnaval? Saiba como blocos de rua no Rio de Janeiro tem se organizado a partir de partidos e movimentos de esquerda e, assim, buscam propagar suas ideias e discussões por meio do samba e da festa. No campo da cultura, temos também retratada a organização de coletivos de cinema na América Latina que propõem fazer cinema a partir de uma visão contra-hegemônica, abordando temas como periferia, gênero, política, trabalho etc.

Abordamos ainda a vida das mulheres privadas de sua liberdade, com todas e mais algumas outras difi culdades por questão de gênero, e as difi culdades de reinserção na sociedade. Especialmente para presas estrangeiras. Na área de segurança pública, a crise da PM carioca cai na grande mídia com ações atrapalhadas e uma prática de violência que se tornou comum na instituição. A Corregedoria, que deveria dar respostas à sociedade em casos de policiais investigados, não consegue dar cabo das denúncias.

Boa leitura!

 

Sumário

REPORTAGENS

DIREITO À MEMÓRIA

10 - Pelo resgate da história – Por Lúcia Rodrigues

COMUNICAÇÃO

13 - Regular não é censurar – Por Gustavo Gindre

CAPA

18 - Os barões do asfalto – Por Lilian Primi e Fania Rodrigues

CULTURA

22 - Samba e política – Por Fania Rodrigues

DIREITOS HUMANOS

30 - Histórias femininas do cárcere em São Paulo – Por Laís Modelli

SÉTIMA ARTE

34 - Cinema coletivo na América Latina – Por Eduardo Campos Lima

SEGURANÇA PÚBLICA

41 - Crise na PM carioca – Por Fania Rodrigues

ENTREVISTA

24 - Paulo Arantes: “O capitalismo está morrendo de overdose” - Por Redação

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Petrobrax Tucanus Rockfeller in Nois
09 - José Arbex Jr.: Não sou Charlie: sou humano
12 - Pátria Grande – Por Luis Vignolo: A balança de poder das potências
40 - João Pedro Stedile: Sessenta anos das Ligas Camponesas
40 - Frei Betto: Terrorismo de Estado
43 - Mc Leonardo: Rolezão do feriadão
44 - Gershon Knispel: Não aprendemos nada do Macarthismo?

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Por um Brasil letrado
06 - Sergio Vaz: Eram os poetas astronautas?
07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Clássicos revisitados
37 - Perfil de Georges Wolinski – Por Amanda Lourenço
38 - Ensaio Fotográfico: Ilustrações de Charb
45 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: Curiosas Ligações

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Mon, 23 Feb 2015 15:23:20 -0300
Edição 214 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4024-edicao-214-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4024-edicao-214-editorial-e-sumario Rumos de 2015

O brasileiro tornou-se especialista em economia, tantos foram os problemas, a infl ação, o desemprego, os planos “salvadores” que nada salvaram. Apesar da estabilidade conquistada nos governos petistas, a economia volta à cesta de preocupações, embora a situação esteja longe, bem longe do que o País já viu e viveu. Estudiosos já apontam o fim do modelo iniciado por Lula, que deu certo, mas que esgota-se. Porém, que rumo tomar? A primeira edição de Caros Amigos em 2015 sondou junto a economistas alguns caminhos possíveis no segundo mandato de Dilma, sem abrir mão da política e da coerência que ajudaram a vencer novamente a eleição. Ainda que as indicações para a área econômica apontem alguma capitulação, não poderá dar as costas para as conquistas obtidas até aqui.

Haddad

Fernando Haddad, que completa dois anos no comando da maior cidade do Hemisfério Sul, é o entrevistado da edição, que aproveita para abordar a relação com movimentos sociais e os embates com os conservadores paulistanos e a mídia, que mantém o bloqueio e a manipulação nos assuntos importantes tocados por sua administração – ciclofaixa, IPTU progressivo, corredor de ônibus. “A gente vive um clima de desinformação e preconceito”, diz ele, acusando ainda a grande concentração dos veículos de comunicação nas mãos de “iguais”.

Os mesmos “iguais” que apoiaram o golpe militar e a ditadura, cuja história está revista ofi cialmente no relatório fi nal da Comissão Nacional da Verdade, entregue em dezembro. A conclusão das investigações de dois anos da CNV está longe de colocar um justo ponto fi nal nesse período de terrores – ao contrário, abre um novo embate, o de punir de fato os torturadores e usurpadores da democracia e direitos humanos. 

Violência

A edição traz ainda reportagem sobre a violência praticada na internet contra a mulher. Assédio, ofensas e ameaças tornaram-se comuns e negam o espaço democrático de convívio virtual, reproduzindo os valores machistas da vida real. Da internet, tiramos ainda o tema midiativismo, o jornalismo feito por uma nova geração “digital”, que contrapõe a hegemonia monocórdia dos barões e oferece novas formas de narrativas, novas versões e visões.

Entre outros assuntos, como a crise em Portugal e a luta dos artistas de teatro para sobreviver decentemente, a edição tem também reportagem de fôlego sobre a mineração sob um modelopredador, que ameaça pessoas e ambiente. A reportagem, que cita casos em todo o Brasil, aprofunda a situação de MinasGerais, onde há tristes exemplos de poluição de mananciais, devastação ambiental e mesmo uma cidade toda ameaçada de afundar em meio às dolinas que surgem por todos os lugares.

Boa leitura!

 

Sumário

REPORTAGENS

EUROPA

10 - O último a sair apague a luz – Por Marcelo Montanini

CONTRA HEGEMONIA

13- Midiativismo – Por Fania Rodrigues

CIBERVIOLÊNCIA

16 - Machismo 2.0 – Por Laís Modelli

MINERAÇÃO

24 - E o chão se abriu – Por Lilian Primi

COMISSÃO DA VERDADE

29 - A luta agora é punir torturadores – Por Lúcia Rodrigues

CAPA

33 - Muito além do ajuste fiscal – Por Frédi Vasconcelos

COXIA

41 - Palcos de Luta – Por Eduardo Campos Lima

ENTREVISTA

19 - Fernando Haddad: “Tranquilão” e na luta - Por Redação

ARTIGOS E COLUNAS

8 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Pré-sal, a lata d’água na cabeça
9 - José Arbex Jr.: Caos no PT debilita governo Dilma
12 - Pátria Grande – Por Roberto A. Ferrero: Abreu e Lima e a unidade latino-americana
36 - Mc Leonardo: Cruzes na areia, é preciso tirar!
37 - João Pedro Stedile: Urgência para os problemas no campo
37 - Frei Betto: Reforma política urgente!
44 - Gershon Knispel: Uma jornada ao interior do labirinto político

SEÇÕES

6 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Um coelho, muitas cajadadas
6 - Sergio Vaz: Depois de nós
7 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Nada é por acaso
38 - Ensaio Fotográfico: Retratos da luta – Por Rachel Gepp
40 - Perfil de Carlito Maia – Por Paulo Rogério Gilani
45 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: Por que insistimos na palavra “mídia”?

CHARGES

4 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Tue, 13 Jan 2015 17:25:29 -0200
Edição 213 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4023-edicao-213-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4023-edicao-213-editorial-e-sumario "Escândalos"

O País vem sendo bombardeado na mídia por “escândalos” de corrupção envolvendo a Petrobras, que desde outubro, em plena campanha eleitoral, se misturaram à vida política. Mas o que é fato e o que são ilações? Longe de defender este ou aquele, Caros Amigos mergulhou nos depoimentos colhidos nas investigações e ações na Justiça para separar o joio do trigo e oferecer uma informação o mais próxima possível dos fatos apurados até agora.

A reportagem especial de Raimundo Pereira desfaz os imbróglios apresentados ao público pela mídia hegemônica em sua tese de mais um mensalão do PT. O que se chama hoje de “escândalo da Petrobras” começou na operação Lava Jato sobre tráfico de drogas, na qual aparecia o doleiro Yousseff. Surgem as ligações entre o doleiro e Paulo Roberto Costa, da Petrobras, o que transforma a investigação de tráfi co em “escândalo” da estatal e provoca uma enxurrada de disse-que--disse a cada dia nos jornais, TVs, rádios e revistas, além de novos inquéritos e ações. Sem perder o caráter independente da nossa investigação, tentamos colocar os pingos nos is nessa história que ainda tem muito pano para manga.

Jean Wyllys

A edição entrevista o deputado Jean Wyllys, que saiu em público declarando seu voto em Dilma, mas sobretudo contra o candidato tucano diante da iminência de sua vitória. Preocupado com os traços fascistas do “antipetismo”, entre outras coisas, Wyllys avalia que os tucanos e seus partidos associados alimentam o que tem de pior no ideário político, a ultra-direita.

Na política, Caros Amigos também avalia as lutas do próximo mandato de Dilma, as batalhas que deve enfrentar para avançar no que seus eleitores depositaram a confi ança, como as reformas, entre elas a política e a regulação da mídia. Talvezaté seguir alguns exemplos do vizinho e pequeno Uruguai, que avança em direitos individuais e políticas sociais e reelegeu Tabaré Vázquez, um claro sinal das conquistas da esquerda daquele país, como mostra outra reportagem.

Literatura

O poeta Manoel de Barros, morto em novembro, é o perfi lado da edição, em texto quase memórias do amigo e jornalista Bosco Martins, que nos revela facetas calorosas dessa personalidade que consquistou o Brasil com versos singelos de profunda beleza. Da literatura, a edição destaca ainda os escritores – como Manoel de Barros – que tiveram um pé na política, como Jorge Amado, Graciliano Ramos ou Carlos Drummond de Andrade. 

Caros Amigos também mostra a luta dos quilombolas pelo reconhecimento de suas comunidades, seja o território simbólico de seu modo de vida e sua cultura ou do espaço que ocupam, em alguns casos, há centenas de anos. Além das colunas e artigos dos colaboradores.

Boa leitura!

Sumário

REPORTAGENS

URUGUAI

10- Vitória da esquerda – Por Rogério Tomaz Jr.

EURODIREITA

14 - Hollande, um passo à direita– Por Amanda Lourenço

DIREITOS

16 - A luta quilombola – Por Eduardo Sá

CAPA

24 - Seis observações sobre o “escândalo Petrobras” – Por Raimundo Rodrigues Pereira

REELEIÇÃO

30 - Bandeiras para o segundo mandato – Por Fania Rodrigues

LETRAS POLÍTICAS

41 - Escritores na política – Por Laís Modelli

ENTREVISTA

19 - Jean Wyllys: “Estão alimentando a ultra-direita” - Por Fania Rodrigues

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Dilma e a mídia golpista
09 - José Arbex Jr.: Governo Dilma anuncia tempos sombrios
13 - Pátria Grande – Por Walter Fernández Val: Dominação de classe e eleições no Uruguai
34 - Mc Leonardo: Noite memorável no Circo Voador
35 - João Pedro Stedile: 2015 promete... 
35 - Frei Betto: Novo governo Dilma
44 - Gershon Knispel: Impressões do caminho

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: A estética dos escravocratas
06 - Sergio Vaz: Homem não Chora
07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Os novos cronistas
36 - Ensaio Fotográfico: Manoel de Barros – Por Bosco Martins e Roberto Higa
38 - Perfil de Manoel de Barros – Por Bosco Martins
45 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: Comunicação ou barbárie? (clique e leia na íntegra)

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Thu, 18 Dec 2014 18:31:07 -0200
Edição 212 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4022-edicao-212-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4022-edicao-212-editorial-e-sumario SUSTO

Foi um susto; um grande susto para não se esquecer. E que deixou muitos recados e interrogações sobre os próximos passos políticos do País e sobre como será o segundo mandato de Dilma Rousseff, conquistado no suor das ruas, nas redes sociais e por um triz. Mas apesar do delírio da direita com a possibilidade de retomarem o poder central, o susto passou. Passou no desejo dos lutadores de não verem o retrocesso, na garra da militância petista, que tirou as bandeiras do armário e foi para rua, e dos não petistas, mas que perceberam a armadilha que se desenhava para o Brasil. Mas a massa conservadora ganhou corpo de fato e expressão política: reconfigurou os parlamentos estaduais e federal, para pior, colocando lá gente que não tem vergonha de defender a ditadura e o pior que se esconde em velhos bordões de anticorrupção e a la “tradição, família e propriedade”.

Na reportagem de capa, Caros Amigos busca, junto a especialistas, refletir o que se passou e como chegamos perto de entregar o País aos interesses mesquinhos dos neoliberais e à chamada “Bancada da Bala”. Jornadas de Junho? Crescimento evangélico? Erros do PT? Falta de reformas urgentes? Economia? São várias pontas e arestas com as quais o próximo governo terá que lidar, tentar entender e mudar os rumos ou mudar as bases. A luta, dura luta, continua.

Comunista

Em meio ao susto conservador, o Brasil também viu, pela primeira vez, um comunista conquistar a vaga de governador. Com uma espécie de “frente ampla” contra a dinastia Sarney no Maranhão, Flávio Dino obteve mais de 60% dos votos. Em entrevista, ele conta sobre a conquista e o que pretende em seu governo que vai enfrentar décadas de abandono social e os piores índices de desenvolvimento humano do País.

A Caros Amigos também passou um dia em uma ocupação do MTST em São Paulo, onde conviveu com os moradores, fez o almoço e acompanhou os dilemas, problemas e esperanças dos que resistem na luta por uma vida mais digna. Falando em luta por direitos, a revista traz perfil de Frei Tito, cuja morte em consequência das torturas na ditadura completa quarenta anos neste 2014.

Na favela

A edição também revisitou um dos nomes do cinema e da MPB de protesto dos anos 60, Sergio Ricardo, que há mais de quarenta anos adotou a favela do Vidigal, no Rio de Janeiro, como morada e onde volta a fazer cinema com a ajuda dos “vizinhos”. Do Rio, a edição ainda narra a história por trás da derrubada do Palácio Monroe no governo Geisel, apoiado pela muleta da ditadura na mídia, Roberto Marinho. Uma história pouco conhecida, mas para não esquecer o significado de ditadura, pela qual ainda berra a direita.

Boa leitura!


Sumário

REPORTAGENS

CAPA


24 - Conservadorismo cresce e ameaça Brasil progressista – Por Igor Felippe

TRUCULÊNCIA


30 - Bancada da Bala – Por Lúcia Rodrigues

SEM TETO


33 - Um dia na ocupação – Por Lilian Primi

 

ENTREVISTAS

10 – Marisa Matias: Crise na Europa – Por Letícia Serafim e Tatiana Moura


14 – Flávio Dino: Todos contra Sarney – Por Redação

40 – Sergio Ricardo: De bossas, filmes e livros – Por Lilian Primi

 

ARTIGOS E COLUNAS

08 – Gilberto Felisberto Vasconcellos: Paulistocentrismo
09 – José Arbex Jr.: Brics e latinos comemoram reeleição de Dilma
13 – Pátria Grande – Por Néstor Gorojovsky: Ao povo brasileiro
22 – Mario Augusto Jakobskind: A vingança de Geisel
23 – Frei Betto: Desafio aos governos progressistas
23 – João Pedro Stedile: Encontro com o papa
36 – Mc Leonardo: Amarildo, o estopim
44 – Gershon Knispel: Como falar de coisas que não existem

 

SEÇÕES

06 – Sergio Vaz: A última dose
06 – Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Mudou as regras da gramática!
07 – Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Emicida em seu lugar
37 –Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: Sobre o verbo caetanear
38 – Ensaio Fotográfico: Resistir, ocupar! – Por Bruno Morais
45 – Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: Sobre o verbo caetanear

 

CHARGES

04 – Guto Lacaz
46 – Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Wed, 19 Nov 2014 14:23:14 -0200
Edição 211 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4021-edicao-211-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4021-edicao-211-editorial-e-sumario DESASTRE CAPITALISTA

De tempos em tempos, como se sabe, o capitalismo tem ciclos de crise. Mas o que se vive atualmente é mais que uma depressão econômica, como a enfrentada na Europa ou Estados Unidos e, em menor grau, no Brasil. O capitalismo extrapolou os parâmetros de mercado e está colocando em xeque a própria sobrevivência da humanidade, voraz que é, não apenas na exploração de pessoas, mas também dos recursos naturais. A crítica a esse sistema irracional e destruidor, tema principal desta edição de Caros Amigos, está presente até em um ícone liberal, como mostra em entrevista exclusiva o cientista político Michael Löwy ao estudar a principal obra e outros textos de Max Weber, destacando deles pensamentos tipicamente marxistas – intersecção conhecida como “marxismo weberiano”. Como se vê, no quesito perigoso e destruidor, o capitalismo é unanimidade.

Era Industrial

Os tempos de hoje, porém, exigem mais do que apenas tomar as fábricas. Na entrevista, Löwy resgata da obra de Marx a possibilidade de uma nova relação da humanidade com o ambiente. Novamente, é na ação e consciência política que esta nova relação, ecossocialista, dará alguma chance de enfrentar o capitalismo e todos os seus desastres. A Era Industrial e seus valores, definitivamente, ficaram para trás e é preciso enterrá-los.

A edição tem ainda reportagem sobre os neopentecostais, que assumem poderes, obrigam candidatos a capitularem e assustam alas mais progressistas. Não por acaso, como defende Weber – no que é bem aceito – a religião está na origem capitalista: os novos pentecostais trocam o desapego cristão e o tradicional batismo pela teologia do sucesso financeiro, reafirmando o dinheiro como valor humano e dádiva divina. E arregimentam uma legião de ovelhas, capaz de levar seus pastores até o Congresso Nacional.

Poder econômico

Enquanto isso, as vítimas do poder econômico lutam. Em outra reportagem, a edição mostra o movimento de campesinos colombianos em defesa de Zonas de Reserva Camponesa, sua chance de vida digna, espremidos que estão entre os narcolatifundiários, rentistas da terra, agronegócio, mineradoras... A revista resgata ainda a história de Alvarado, o militar peruano que desafiou os Estados Unidos.

A triste situação dos professores do Rio de Janeiro é outro tema de Caros Amigos, que mostra o que é para os mestres conviverem em sala de aula com policiais militares, que levam para o ambiente educacional aquilo que aprendem nos quartéis e o olhar fartamente conhecido que têm sobre jovens favelados.

Tem ainda uma homenagem aos escritores Ariano Suassuna, João Ubaldo e Rubem Alves, mortos neste ano, além de uma reportagem indignada com o fato de uma bienal de livros ter escolhido como patrono o editor de um libelo pró-ditadura e racista. Além das colunas e artigos dos colaboradores.

Boa leitura!

 

REPORTAGENS

14 - COLÔMBIA
 - Luta campesina – Por Vitor Taveira

22 - EDUCAÇÃO - 
Escolas militarizadas – Por Fania Rodrigues

24 - PÚLPITO - 
Política em nome de Deus – Por Lilian Primi

32 - POLÍTICA - 
Mais de 7 milhões votam por reforma – Por Lúcia Rodrigues

39 - LITERATURA
 - Um “até já” aos literatos – Por Laís Modelli

42 - HISTÓRIA E MEMÓRIA - 
Bienais fora do ponto – Por Clarissa Berry Veiga


ENTREVISTAS

10 - Hector Bejar: Alvarado – Revolução no Peru - Por Mario Augusto Jakobskind

16 - Michael Löwy: Por uma nova era, sem capitalismo - Por Aray Nabuco

 

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Pesquisa eleitoral é contra a democracia

09 - José Arbex Jr.: Caos desagrega o Oriente Médio

13 - Pátria Grande – Por Marcelo Gullo: Sozinhos seremos nada

31 - Mc Leonardo: Isso não é segurança

33 - João Pedro Stedile: Reforma política com constituinte

33 - Frei Betto: Energia para a vida

44 - Gershon Knispel: Dinheiro de Israel na Bienal


SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: A estética escravocrata

06 - Sergio Vaz: Oficina de poesia

07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Ave Donato

34 - Ensaio Fotográfico: Espelhos – Por Carol Esmanhotto

36 - Perfil de Luiz Fogaça Balboni (Zizo) – Por Lilian Primi

45 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: A isso se dá o nome de política


CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Tue, 21 Oct 2014 15:19:04 -0200
Edição 210 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4020-edicao-210-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4020-edicao-210-editorial-e-sumario Política e militância

Demonizada pelos veículos da mídia conservadora, Elisa Quadros tornou-se nome conhecido na militância ao protagonizar, no Rio de Janeiro, protestos, ocupações e prisão ao longo das jornadas de 2013 e, mais recentemente, nos protestos contra a Copa do Mundo, em junho. Mas quem é, o que pensa e como vive a Sininho, a “fada da esquerda”, colocada pela direita entre os “baderneiros”?

Caros Amigos conversou por mais de 2 horas com Elisa, mrecém-saída da prisão, sobre política, militância e ouviu sua versão para o que ocorreu e tem ocorrido com ela e outros militantes no Rio. Da conversa, surge uma pessoa muito diferente do que pintaram: apesar das represálias, processo judicial e do banditismo midiático contra ela, Elisa é uma garota consciente e cheia de solidariedade, com uma enorme vontade de justiça social.

Caros Amigos também revirou o passado dos presidenciáveis e mostra o “DNA” de cada um: o que fi zeram e o que foram antes de chegarem onde estão. A reportagem entrevista amigos, ex-marido e ex-professores e mostra de onde eles vêm e onde estão hoje – o que ajuda a explicar a quais interesses servem.

A disputa política, mas internacional, também está na reportagem sobre o banco dos Brics, anunciado na cúpula deste ano em Fortaleza (CE). Para especialistas, a instituição acrescenta uma peça importante no tabuleiro do xadrez global, até aqui dominado pelos interesses de Estados Unidos e Europa, representados pelo FMI, Banco Mundial, OMC…

O mundo do trabalho anda fi cando doente com as práticas neoliberais, como home offi ce, terceirização, mas principalmente a famigerada política de metas, que subverte as relações na empresa e coloca trabalhadores competindo entre si e sob muita pressão em um regime sub-humano e lucrativo (apenas para os patrões). Reportagem da edição sobre o tema mostra o cenário atual através de estudos e dados de instituições como o INSS.

A edição tem ainda perfil do jornalista e escritor Roberto Freire, o Bigode, um dos fundadores de Caros Amigos, e de Idibal Pivetta, um dos mais atuantes advogados de presos e perseguidos políticos nos anos de 1970, mas que se divide entre os tribunais e o grupo União e Olho Vivo teatro popular inspirado em Augusto Boal que, por sua vez, perseguido, foi cliente do advogado Idibal – mas no palco, o advogado é mais conhecido por César Vieira.

Além disso, a edição traz os artigos e colunas dos colabores, como uma homenagem a Nicolau Sevcenko, projeto que resgata discos de 78 rotações, entre outros temas.

Boa leitura!

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

AMBIENTE
10 - Extração de areia: Irregularidades nas barbas da lei. Por Fania Rodrigues

GEOPOLÍTICA
12 - Banco dos Brics é opção a velhos esquemas. Por Lúcia Rodrigues

"DNA"
24 - Presidenciáveis: passado e presente. Por Laís Modelli

RACISMO
29 - Marcha contra o genocídio de negros. Por Lena Azevedo

TRABALHO
32 - Metas deixam trabalhadores doentes. Por Lilian Primi

CULTURA POPULAR
40 - Idibal Pivetta: da tribuna ao teatro. Por Laís Modelli

ENTREVISTAS

17 - Elisa Quadros: A fada na luta
Por Fania Rodrigues

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Paulo Schilling ou o latifúndio não perdoa
09 - José Arbex Jr.: Adeus, grande amigo
16 - Pátria Grande – Por Roberto Ferrero: Prussianismo ou consenso?
22 - MC Leonardo: Apafunk sob a mesma direção!
35 - João Pedro Stedile: Carta do MST aos candidatos
35 - Frei Betto: 13 Razões para reeleger Dilma
44 - Gershon Knispel: Israel quer trocar seus vizinhos?

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro: Que língua de Camões que nada. Por Marcos Bagno
07 - Tudo Tanto: MP3 em 78 rotações. Por Alexandre Matias
36 - Perfil de Roberto Freire. Por Paulo Rogério Gilani 
38 - Ensaio Fotográfico: Prédio – Marcha. Por Lena Azevedo, Fafá M. Araújo, Rachel Gepp
45 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: Contra o inferno do mesmo

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Tue, 16 Sep 2014 15:33:24 -0300
Edição 209 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4019-edicao-209-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4019-edicao-209-editorial-e-sumario Editorial

As vicissitudes do sistema brasileiro de representação ecoaram nas Jornadas de Junho, mas a tão necessária reforma política não veio. Com a campanha para outubro já quente, novamente eleitores estão às voltas com as velhas estruturas em que partidos têm que se submeter aos ditames da lei eleitoral formulada nos estortores da ditadura e ao jogo de cartas já tão marcadas. Dão a mão a inimigos ideológicos, abraçam grandes empresários – os mesmos que depois os acorcham – com polpudas contas no banco, se desdobram por mais verbas, mais tempo na TV e, se ganham, pela governabilidade.

A reportagem de capa da edição foca o sistema político e os meandros das alianças, de onde surge um emaranhado de relações – estranhas – em que um partido coligado para as eleição presidencial é adversário nos estados. Uma novela de casos amorosos ou ruidosos, mas na qual só cabe ao espectador assistir com estanheza a apertos de mão que em outra ocasião jamais se encontrariam. Analistas avaliam o “vale (quase) tudo”, apontam os rumos que foram traçados até aqui e se voltam para uma reforma política, de preferência, que passe longe das mãos do Congresso – dali, não vai sair nada que atenda plenamente a necessidade de mudança no sistema político.

Sobre eleições, a revista traz ainda entrevista com Mauro Iasi, candidato do PCB à presidente. Das Jornadas de Junho também emerge uma onda de repressão, abordada em entrevista com o doutor em direito Pedro Serrano. Ele afi rma que sim, o Brasil vive “atos de exceção”, os abusos de poder que justifi cam a perseguição e prisões de militantes e manifestantes, já denunciadas por Caros Amigos na edição 200, em 2013.

O massacre de Israel contra palestinos é outro tema urgente, que traz entrevista com o fi lósofo Saad Chedid e a viúva de Edward Said, Marian Said, além de artigos resgatando históricos e analisando cenários atuais que têm um novo elemento: a ascensão social e vitória eleitoral do Hamas, o que só fez aumentar o ódio sionista. Enquanto isso, jovens franceses se entregam à jihad na Síria, como mostra outra reportagem
da edição.

A revista tem novidades: mais espaço para as análises do sociólogo Gilberto Vasconcellos e a estreia de Alexandre Matias com a seção Tudo Tanto, em que aborda a produção musical atual – substitui Eliete Negreiros, a quem Caros Amigos agradece a contribuição pelos anos em que nos mostrou o enorme valor da nossa música.

Caros Amigos tem ainda artigo do jornalista José Augusto Ribeiro sobre os 60 anos de morte de Getúlio Vargas e do geógrafo Leonardo Ulhôa sobre como o Brasil é tratado nos livros didáticos estrangeiros, com foco nos franceses. Entre outras boas leituras, tem ainda artigos e colunas dos colaboradores.

Boa leitura!

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

GUERRA
10 - Jovens franceses abraçam a jihad. Por Amanda Lourenço

ESPECULAÇÃO
20 - A resistência caiçara. Por Eduardo Sá

CAPA
24 - Alianças e as distorções do sistema político. Por Igor Felippe Santos

ENTREVISTAS

16 - Mauro Iasi: A alternativa do PCB
Por Fania Rodrigues

30 - Pedro Serrano: Atentado ao estado de direito
Por Aray Nabuco

35 - Marian Said e Saad Chedid: Palestina sob ataque
Por Lu Sudré

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Sérgio Vaz: Literatura periférica
08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Futebol, a vitamina capitalista do povo
09 - José Arbex Jr.: Apartheid enterra democracia de Israel
13 - Pátria Grande – Por Alberto J. Franzoia: Dependência cultural pós-moderna
14 - Leonardo Moreira Ulhôa: O Brasil nos livros didáticos franceses
19 - João Pedro Stedile: Ao camarada Manoel da Conceição
19 - Frei Betto: Plebiscito e eleições
34 - Mc Leonardo: Um julho que entrou pra história
38 - Lara Sartorio: Nem guerra entre os povos, nem paz entre classes
39 - Gershon Knispel: Carta aberta a Paulo Geiger
40 - José Augusto Ribeiro: Era Vargas, o suicídio e o petróleo

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Viva o pretoguês
07 - Tudo Tanto – Por Alexandre Matias: Deve ser porque procuro mais
42 - Ensaio Fotográfico: Prédio – Por Javier Velado
44 - Perfil de Plínio de Arruda Sampaio – Por Paulo Rogério Gilani
45 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho: E o Facebook, quando será punido?


CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Fri, 15 Aug 2014 13:05:54 -0300
Edição 208 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4018-edicao-208-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4018-edicao-208-editorial-e-sumario Poítica na rede

A reportagem de capa de Caros Amigos investiga a política na internet, o novo campo de batalha onde a disputa de candidatos e partidos já ocorre há vários meses. Conforme cresceem importância na vida dos brasileiros, que já passam boa parte de seu tempo nas redes sociais, a web obriga partidos e candidatos a investirem mais no ciberespaço, com núcleos exclusivos de profissionais que divulgam notícias e propostas e também monitoram seus concorrentes. Há vantagens, para o bem do debate e para o mal: se nos veículos tradicionais eles têm limites éticos, criminais, de tempo, espaço e dinheiro, na internet não há teto nem fundo do poço e cada internauta, ao compartilhar ou curtir, pode tornar-se um cabo eleitoral. Em outras palavras: o que não se pode fazer em outros lugares ou de cara limpa, pode ser possível na net – e a sujeira, como se vê, já escorre pelos cabos da rede. 

Mas qual a relevância e o impacto para os candidatos daquiloque se publica na net? Especialistas ouvidos por Caros Amigos abordam a questão com cautela, mas também comuma certeza: cada vez mais a internet será fundamental nas campanhas e este 2014 é, provavelmente, o daqui em diante. 

Eleições

Também já há ferramentas para medir esse impacto e sua extensão, monitorar o comportamento dos internautas, como um sistema desenvolvido na Universidade Federal do Espírito Santo e com o qual Caros Amigos obteve, com exclusividade, uma análise de posts da rede social Twitter envolvendo apalavra “eleições” e que revela novos formadores de opinião – que não estão ligados à mídia ou a partidos – e uma grande massa de internautas nem lá nem cá, o que permitiu aos analistas avaliarem que, nesse momento, há grande possibilidade de aumento em votos em branco, nulos ou abstenções.

A edição também aborda as novas propostas de descriminalização da maconha, cujo debate avança com o reforço de experiências em vários países, sobretudo o Uruguai, e análises que atestam o fracasso do proibicionismo. Outro assunto relevante da edição são os casos de agressões morais e racismo que atingem os alunos cotistas nas universidades. Para alunos e pesquisadores ouvidos pela reportagem, as instituições precisam de ações específi cas para o bom convívio no espaço de aprendizagem, antes exclusivo dos fi lhos das classes privilegiadas.

Moradia

O líder do MTST, Guilherme Boulos, é o entrevistado da edição e fala da proposta do movimento para uma reforma urbana, além de fazer uma crítica do programa Minha Casa, Minha Vida que ele considera feito para salvar as empreiteiras da crise. Junto, tem uma reportagem em HQ que explica o movimento por moradia.

Caros Amigos tem ainda artigo sobre as eleições no Uruguai; os 50 anos de Deus e o Diabo na Terra do Sol; entrevista com cantor moçambicano e os artigos e colunas dos colaboradores.

Boa leitura!

 

Sumário

REPORTAGENS

10 - HQ - O movimento por moradia - Por Rôney Rodrigues e Carolina Ito

21 - Cotistas - Intolerância em sala de aula - Por Laís Modelli

24 - Campanha - A disputa eleitoral na internet - Por Lilian Primi

30 - Descriminalização da Maconha- Debate avança no Congresso – Por Leandro Uchoas

39 - Cinema Novo - 50 anos de Deus e o Diabo... – Por Laís Modelli

 

ENTREVISTAS

14 - Guilherme Boulos: A luta por um teto - Por Redação

42 - Stewart Sukuma: Carona africana - Por Caeli Gobbato

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Sérgio Vaz: As ruas de terra – 25 anos de poesia
08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Bob Dylan nas folhas da Fiat-Chrysler
08 - Mc Leonardo: Vidigal, eu preciso dizer que te amo!
09 - José Arbex Jr.: O limite do capital
20 - Pátria Grande - Por Luis Vignolo: Novos protagonistas da esquerda uruguaia
29 - João Pedro Stedile: A necessidade de uma reforma política
29 - Frei Betto: 40 anos do martírio de Frei Tito
34 - Flávio Pompêo: Desumanização dos traficantes e a legalização da maconha
44 - Gershon Knispel: Últimas notas de viagem de Israel

 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: “Você sabe que eu o amo”. Como é que é?
07 - Paçoca - Por Eliete Negreiros: A sanfona sensível de Dominguinhos
36 - Ensaio Fotográfico – Parque – Por Alexandre Santos
38 - Perfil de Torquato Neto – Por Paulo Rogério Gilani
45 - Ideias de Botequim – Por Ciro Marcondes Filho.: A quinta coluna no jornalismo brasileiro

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Tue, 15 Jul 2014 15:28:37 -0300
Edição 207 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4017-edicao-207-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4017-edicao-207-editorial-e-sumario NOVAS GEOGRAFIAS

As críticas ao Partido dos Trabalhadores se acumulam. Distanciamento das bases e das ruas e por políticas muitas vezes associadas ao neoliberalismo, falta de ação sobre os temas pelos quais lutam as esquerdas há séculos. Esta edição de Caros Amigos faz uma incursão, independente e honesta, sobre a discussão que toma conta de todas as tendências progressistas, inclusive no interior do partido. Como estão sindicatos e movimentos sociais após 12 anos de governo PT? Das entrevistas com sociólogos, filósofos, militantes, sindicalistas e políticos, surgem outros cenários que nem sempre são colocados nas rodas de discussões: o mundo também mudou; as gerações se sucederam, vivemos as "gerações dos incluídos", que foram às ruas em junho passado; surgiu a internet, que cria novos paradigmas de comunicação, militância, trabalho e circulação de informação; a globalização e, por fim, o avanço do capital. Se o PT, emblema por estar no governo central, sindicatos e partidos não são mais aqueles, também a sociedade não é, o que não isenta essas instituições políticas de responsabilidades na condução de suas histórias.

Críticas que, por vezes, também faz o militante e ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, em entrevista exclusiva, na qual, além de mea culpa, aborda a relação com o Congresso, a mídia e movimentos sociais e atesta: sem reforma política o projeto petista de governo popular não vai avançar, o que deve se tornar peça fundamental em um eventual novo mandato de Dilma – que ele acredita que vencerá, apesar da briga dura.

A edição traz também um retrato das consequências para as mulheres do discurso visto na mídia hegemônica e de recentes pesquisas que, menos do que esclarecer, salientam comportamentos machistas e violentos e desqualificam a luta pela igualdade de direitos – um exemplo é a vertiginosa queda no número de denúncias de crimes virtuais contra mulheres ocorrida após a divulgação da pesquisa do Ipea que apontava que boa parte dos brasileiros apoiam estupro de mulher com roupas "provocantes".

De Sergipe, mostramos o imbróglio do Platô de Neópolis, projeto que deveria produzir alimentos e, hoje, depois de expulsar pequenos agricultores, está nas mãos de poderosos daquele Estado, capitaneados pelo atual prefeito de Aracaju e ex-governador, João Alves (DEM). Com dinheiro público, hoje, os donos dos lotes irrigam grama e cana, após o fracasso de plantar frutas em área inadequada.

Caros Amigos aborda ainda as incursões do grupo Boko Haram na Nigéria; a situação da educação no Brasil e em São Paulo e o trabalho de profissionalização no circo feito por Junior Perim, no Rio de Janeiro, além das colunas e artigos dos colaboradores.

Boa leitura!

 

Sumário

 

REPORTAGENS

10 - Boko Haram - 
Nigéria sob as ações do grupo extremista - Por Amanda Lourenço 

20 - Campo - 
Platô de injustiças e regalias - Por Jônatas Campos e Marcelo Montanini

24 - CAPA - Mudanças do chão da fábrica às ruas - Por Lilian Primi

29 - Agroecologia - Agricultores cobram ações do governo - Por Eduardo Sá

34 - Gênero - Quem tem medo de feministas? - Por Laís Modelli - Gênero - Quem tem medo de feministas? - Por Laís Modelli

40 - Cultura - Junior Perim e a escola de circo - Por Leandro Uchoas

 

ENTREVISTAS

14 - Gilberto Carvalho: sem reforma política governo não avança - Por Redação

 

ARTIGOS E COLUNAS

07 - Sérgio Vaz: Nós, os linchadores

09 - José Arbex Jr.: Receita de guerra civil

12 - Pátria Grande - Por Andrés Soliz Rada: Hegel, Marx e América Latina

19 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Gunder Frank, o enguiço das ciências sociais

19 - Mc Leonardo: Enfim, vai ter Copa

37 - Frei Betto: Para decidir os rumos do Brasil

32 - Otaviano Helene - Os subescolarizados

37 - João Pedro Stedile: A tragédia da exploração mineral

43 - Gershon Knispel: Soldados

 

SEÇÕES

07 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: Simplificação da ortografia

08 - Paçoca - Por Eliete Negreiros: Pixinguinha: grande brasileiro

32 - Perfil de dom Paulo Evaristo Arns – Por Paulo Rogério Gilani

38 - Ensaio Fotográfico - Agroecologia 

44 - Ideias de Botequim - Por Ciro Marcondes Filho.: O inferno do igual 


CHARGE

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Tue, 24 Jun 2014 13:11:22 -0300
Edição 206 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4016-edicao-206-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4016-edicao-206-editorial-e-sumario Injustiças

O Brasil acompanha pelo noticiário a escalada de violência de Estado contra comunidades pobres no Rio de Janeiro. A ex-capital federal é hoje exemplo de como prejudicar a população governando para grupos específi cos de interesses privados. Se como afirmam especialistas as Jornadas de Junho tiveram como fundo graves problemas na estrutura urbana – transporte, moradia, saúde… –, o Rio de Janeiro é emblemático: intervenções urbanas que atendem a esses interesses têm tornado a vida mais difícil para a maior parte da população, o que só piorou com Copa e Olimpíadas. Boa parte dos investimentos que vêm sendo feitos atende à rica Zona Sul, enquanto a polícia, cada vez mais armada nas UPPs, atende com a costumeira violência às comunidades há muito marginalizadas.

Caos no RJ

Na reportagem de capa, Caros Amigos investiga o que está ocorrendo na cidade e mostra que as intervenções urbanas significam despejos e ameaças às famílias, pressionadas para entregarem seus imóveis, como no caso da construção das vias de trânsito rápido (BRTs). À revelia do Plano Diretor, as intervenções viárias atendem à região da Tijuca, que passa por valorização imobiliária sem precedentes, com os especuladores forçando a retirada de algumas “pedras” no caminho – um exemplo é a Vila Autódromo, encravada nessa região, cujos moradores lutam contra o despejo interesseiro: uma vila onde querem condomínios de luxo.

Os mesmos interesses privados estão em boa parte das vozes que novamente se levantam contra a Petrobras, outra reportagem da edição. Com um elemento a mais neste ano: as eleições. A reportagem entrevista especialistas e sindicalistas sobre questões como a compra da refi naria em Pasadena, mas também mostra que as críticas contra a estatal são como ondas em momentos específicos – como na aprovação da Lei de Partilha do pré-sal –, e várias delas são recicladas de tempos em tempos. Qualquer suspeita de corrupção deve ser investigada e punida quando comprovada, mas no caso da Petrobras o novelo tem muitas outras pontas e obviamente algumas políticas.

Precariado na internet

A edição tem ainda reportagem sobre o trabalho na internet e revela que as condições podem ser ainda piores que as dos trabalhos tradicionais. Longas jornadas, forte concorrência e ausência de consciência de classe são alguns dos elementos que compõem este nem tanto “admirável mundo novo”.

Os leitores também encontram entrevista com o candidato do PSTU à presidente, Zé Maria, que fala de seu programa e outro temas da política; as eleições na União Europeia em um momento de crescimento dos conservadores; artigo sobre o imbróglio que barranqueiros de Serra Pelada estão enfrentando; e entrevista com pesquisadora que resgata a obra de Carolina de Jesus, a “poeta favelada”, além de perfi l e ensaio de Evandro Teixeira, fotógrafo autor de imagens ícones do período da ditadura. E ainda os artigos e colunas dos colaboradores.

Boa leitura!

Sumário:

REPORTAGENS

10 - EUROPAUE, conservadora, vai às urnas - Por Amanda Lourenço

12 - PETROBRASEntre o mercado e a eleição - Por Lilian Primi

24 - CAPARio de Janeiro, rio de injustiças - Por Lilian Primi

31- INTERNETExploração eletrônica - Por Gabriela Allegrini

ENTREVISTAS

17 - Zé Maria: o PSTU na disputa eleitoral
Por Redação

40 - Raffaella Andréa Fernandez: resgate da poeta favelada
Por Nina Fideles

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Sérgio Vaz: O Ornitorrinco

07 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Trotsky, Oswald e Freyre

07 - Mc Leonardo: UPP no Esquenta - o que não foi ao ar

09 - José Arbex Jr.: Fascismo Made in Brazil

15 - Aurélien Reys: Os donos do ouro

22 - Pátria Grande - Por Andrés Soliz Rada: Evo entre Lozada, Marincovic e Quispe

30 - João Pedro Stedile: Homenagem aos mártires de Carajás

35 - Frei Betto: Gabo em Havana

44 - Gershon Knispel: Quando a democracia vira farsa

SEÇÕES

6 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: Idade Média, Idade Mídia

08 - Paçoca - Por Eliete Negreiros - Saudade do Brasil

36 - Perfil de Evandro Teixeira – Por Aray Nabuco

38 - Ensaio Fotográfico - Por Evandro Teixeira: Ditaduras

43 - Ideias de Botequim - Por Ciro Marcondes Jr.

CHARGE

4 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Fri, 16 May 2014 17:31:45 -0300
Edição 205 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4015-edicao-205-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4015-edicao-205-editorial-e-sumario ALOPRADOS

Por golpes e tramoias, a direita no Brasil viveu aboletada no poder por muito tempo. E, dominando o Estado, também não precisou sair às ruas, gritar, berrar, xingar, como visto atualmente e de forma tão descarada. Apresentadora de tevê elevada a intelectual e âncora a pregar justiça com as próprias mãos; músicos que ressurgem para dizer que a ditadura não foi tão ruim assim; pastores-ostentação exibindo suas ignorâncias contra gays e aborto, fazendeiros e ruralistas declarando morte a indígenas, políticos órfãos da família papai-mamãe e, por fim, aloprados que se dispõem a ir para as ruas pedir a volta dos militares. Diante de pequenos avanços sociais e populares, a direita mostra sua cara.

"Levante Coxinha"

Para discutir esse levante “coxinha” (termo que se popularizou na internet para definir reaças e direitosos), Caros Amigos entrevista estudiosos e pesquisadores sobre essas manifestações que, no fim de março, quando já se falava nos 50 anos do golpe militar, levou a uma tentativa de reedição da Marcha com Deus, Família e Propriedade dos longínquos e tenebrosos anos 1960. Poderíamos resumir que a direita não está suportando as seguidas vitórias petistas, que identificam “comunistas”, mas há mais o que ver nessas manifestações: elas atestam a linhagem da direita brasileira contra qualquer ação de justiça social, reforma agrária, cotas para negros e Bolsa Família; qualquer ação que fuja dos tradicionais privilégios para poucos com a exploração de muitos.

Transgênicos

A edição traz também ao debate os avanços dos transgênicos no Brasil. Questão até mesmo de soberania nacional – afinal, a semente trans é de propriedade privada de multinacionais –, a introdução dos transgênicos tem seguido a regra nada saudável dos atropelos às leis, pressões de poderosos lobbies e omissões. A reportagem constata que nem mesmo os órgãos estatais se entendem quanto à fiscalização, por exemplo, sobre a rotulagem obrigatória, que praticamente não há. E nesse caldeirão de manipulações, a transgenia já está presente em muitos produtos alimentícios sem informação aos consumidores. A onda homofóbica na África é outro tema desta Caros Amigos. Institucionalizada em leis em vários países, tem tratado homossexuais como criminosos ou doentes. Mostramos ainda as consequências da crise na Europa, que criou uma legião de “novos pobres”, a classe média que perdeu empregos e casas e atualmente vive nas ruas e abrigos. Ainda nesta edição, a discussão sobre a apropriação das narrativas indígenas por escritores não índios e como cada um as tratou, uma questão que revela o mesmo movimento que ainda expropria e marginaliza os indígenas. E falamos de outra apropriação: a linguagem do cordel a serviço do movimento gay e as reações dos mais tradicionalistas.

Boa leitura!

P.S.: A edição tem ainda a estreia de Ciro Marcondes Filho, que substitui ao saudoso Renato Pompeu na seção Ideias de Botequim. Bem-vindo!


Sumário

REPORTAGENS

10 - ÁFRICA - Retrocesso homofóbico - Por Amanda Lourenço

12 - NEOLIBERALISMO - Os novos pobres da Europa - Por Fania Rodrigues

23 - PREVIDÊNCIA - O rombo está em outro lugar - Por Lilian Primi

28 - CAPA - A direita mostra a cara - Por Redação

38 - TRANSGÊNICOS - Está (quase) tudo dominado - Por Gabriela Allegrini

48 - CORDEL - Versos LGBT - Por Cíntia Guedes

 

ENTREVISTAS

14 - Rogério de Cerqueira Leite: Pró-Álcool é melhor que Pré-Sal - Por Aray Nabuco e Frédi Vasconcelos

19 - Armando Boito Jr.: Sindicalismo e movimento popular - Por Gilberto Maringone

45 - Lúcia Sá: Literaturas indígenas - Por Aray Nabuco

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Sérgio Vaz: A liberdade custa caro

08 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: Sociologia Pau Brasil

08 - Mc Leonardo: “Pacificação” em nova fase no RJ

09 - José Arbex Jr.: Eurásia, o nome do jogo

22 - Pátria Grande - Por Miguel A. Barrios: A nova estratégia dos EUA

34 - Frei Betto: Chantagem energética

35 - João Pedro Stedile: 50 anos do golpe

36 - Brizola Neto: Vargas, Leonel e Lula

51 - Gershon Knispel: Democracia e farsa

 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: Língua materna, língua paterna

07 - Paçoca - Por Eliete Negreiros: Caixa de Ódio de Arrigo Barnabé

44 - Perfil de Eduardo Coutinho – Por Paulo R. Gilani

42 - Ensaio Fotográfico - Marchas antifascistas

52 - Ideias de Botequim - Por Ciro Marcondes Jr.: Heranças do golpe

 

CHARGE

04 - Guto Lacaz

54 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Fri, 25 Apr 2014 12:45:50 -0300
Edição 204 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4014-edicao-204-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4014-edicao-204-editorial-e-sumario TORCIDAS EXALTADAS NA COPA

O futebol desperta paixões. E no momento em que o esporte junta-se a um megaevento mundial como a Copa do Mundo num ano de eleições presidenciais como neste 2014, o calor das discussões é maior que o clima tórrido deste verão. O escritor Mark Twain já dizia, numa blague, que o jornalismo é a arte de separar o joio do trigo, e publicar o joio. Caros Amigos luta todos os dias contra essa afirmação, tentando mostrar de maneira equilibrada, e pela esquerda, os fatos importantes de nossa época. Na reportagem especial sobre a Copa 2014 que apresentamos nesta edição, repórteres mostram a situação em diversas cidades-sede, relatando problemas nas obras, remoções, custo de estádios, de maneira objetiva, mas com as críticas que julgamos corretas.

Escolha

Em 2007, houve comemoração na escolha para a Copa e agora esperamos que ela ocorra da melhor forma possível. E para isso é necessário que todos estejam atentos e fiscalizando o que ocorre. Isso não quer dizer que o País tem de ficar se sujeitando a empresas como a Fifa e seu império de exceções e interesses escusos. É o caso de ter menos euforia na hora de “ganhar” megaeventos e discutir se eles são necessários. Aos governos faltou também uma preocupação maior com as pessoas atingidas pelas remoções ocasionadas pelas obras. Reproduzindo o velho hábito de desrespeitar os direitos dos mais pobres e que faz parte da história do Brasil.

Outro velho hábito é a prática da Justiça brasileira firmada em privilégios e ação forte contra os mais vulneráveis. A entrevista com a ministra aposentada do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon permite lançar luzes nessa verdadeira caixa-preta. Relata, por exemplo, os problemas que enfrentou quando corregedora do Conselho Nacional de Justiça e decidiu fiscalizar a Justiça paulista, que se julga a melhor do País, mas não preza pela transparência - o que se repete em todo o Judiciário.

Injustiças

Sobre as injustiças, quem já sentiu na pele como ela ocorre é o rapper Crônica Mendes, morador da periferia de São Paulo, que fala da militância no estilo contestador, do funk ostentação; sobre os rolezinhos, que acha não ser um movimento político, mas mostra a ausência do Estado e de opções de lazer.

Nesta edição, entre outros temas, como o acidente em Fukushima, Caros Amigos também destaca outra faceta da sociedade, as pessoas que não querem se submeter à lógica capitalista e partem para a vida coletiva, em que solidariedade e qualidade de vida valem mais que a acumulação de dinheiro. São experiências nas artes, na comunicação e na vida fora das grandes cidades que mostram a possibilidade de caminhos alternativos. 

Boa Leitura!

P.S.: a edição dedica a seção Perfil ao jornalista Renato Pompeu, que nos deixou em fevereiro, e publica sua última coluna Ideias de Botequim.

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

MST

10 - 30 anos de luta - Por Fania Rodrigues

ENERGIA NUCLEAR

14 - Fukushima, ano três - Por Amanda Lourenço

JUSTIÇA

20 - Desvio de objetivo - Por Lilian Primi

VIOLÊNCIA

22 - Um dia em uma Delegacia da Mulher - Por Laís Modelli

CAPA

24 - A Copa da discórdia - Por Redação

ALTERNATIVA

38 - Coletivos além do capitalismo - Por Luciana Ackermann

 

ENTREVISTAS

16 - Eliana Calmon: Ela encarou o Judiciário - Por Frédi Vasconcelos
41 - Crônica Mendes: Até onde o rap pode chegar - Por Redação

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Sérgio Vaz: Eram os poetas astronautas?
07 - Mc Leonardo: Santiago, a mídia e a Polícia Federal
07 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: Leonbrizolaleoneltrotsky
09 - José Arbex Jr.: Fascismo à vista
13 - Pátria Grande - Por Ana Maria Járamillo: Malvinas - descolonização e território mental
34 - João Pedro Stedile: 2014: um ano de mobilizações
34 - Frei Betto: Quartelada
44 - Gershon Knispel: A voz do povo ao diário Haaretz
 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: Lorotas que aprendemos na escola
08 - Paçoca - Por Eliete Negreiros: Caymmi
35 - Perfil de Renato Pompeu – Por Wagner Nabuco
36 - Ensaio Fotográfico - Por Alexandre Santos: Botecos de Sampa
45 - Ideias de Botequim - Por Renato Pompeu: O Partido Comunista Italiano terá sido um sonho?

CHARGE

4 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Fri, 21 Mar 2014 13:31:12 -0300
Edição 203 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4013-edicao-203-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4013-edicao-203-editorial-e-sumario INJUSTIÇAS

Sempre que se fala que o Brasil é um País injusto, e é de fato, parece que a responsabilidade é apenas dos políticos corruptos, quem sabe dos marcianos ou dos venuzianos. Mas, para a maioria de nossas mazelas, há responsáveis bem mais próximos. É o caso da absurda injustiça tributária. O discurso corrente, principalmente nos grandes meios de comunicação, é que se arrecada muito e os governos incompetentes entregam serviços ruins.

A matéria de capa desta edição põe o dedo na ferida e mostra que não é bem assim. Primeiro, a carga tributária é realmente alta, mas desigual. Em relação à renda, os mais pobres pagam praticamente o dobro da classe média. Os ricos pagam pouco ou quase nada. Seus helicópteros e lanchas, por exemplo, não contribuem com nenhum centavo no imposto sobre veículos. Já o carro popular comprado em mil prestações tem IPVA, IPI, ICMS etc. 

Achar que isso foi feito ao acaso é digno de quem acredita em Papai Noel. Quem manda no Brasil, sua elite econômica, sempre foi extremamente competente para benefi ciar a casa grande. Não à toa criou uma das nações mais desiguais do mundo. Desigualdade que se perpetua na carga tributária injusta e regressiva. Se a arrecadação sobre a porcentagem do PIB é alta, a arrecadação per capita é baixa para fi nanciar os serviços do Estado, dos quais dependem os mais pobres. Justamente os que pagam mais.

Caros Amigos também entrevista dois postulantes à presidência da República. O senador pelo Amapá Randolfe Rodrigues já foi escolhido por seu partido, o PSOL, e aguarda apenas a convenção oficial. Já Roberto Requião, senador pelo PMDB no Paraná, tem tarefa bem mais difícil. Lançará seu nome e nem ele acredita ter chance no PMDB, que deve se aliar novamente ao PT. Mas irá marcar posição em favor de um projeto para o País que defende.

Com essas entrevistas, Caros Amigos também esquenta um dos assuntos que vão dominar o ano, as eleições presidenciais. Por falar neste começo de ano quente, as manifestações voltaram e para saber o que está por trás delas fomos investigar as publicações de ideólogos de revoltas pelo mundo que pipocam nas estantes, virtuais e físicas. Sobre revoltas vale a pena ver também o que está acontecendo na Ucrânia e nos 20 anos da revolta dos zapatistas no México. O cardápio internacional ainda traz o que vem ocorrendo com os transgênicos na Índia. No rastro da ação de uma empresa multinacional, a Monsanto, fi ca o desespero dos pequenos de agricultores que chegam, até, ao suicídio.

Esta edição também mostra como os rolezinhos são apenas sintoma de uma cidade que segrega a maior parte de sua população. E, para falar de revoltas, Caros Amigos conversa com um dos ícones da contracultura no Brasil, Luiz Carlos Maciel, que lembra da década de 1960, e lançará em breve livro sobre os Black Blocs.

Boa leitura!

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

IMPOSTOS

14 - Os pobres são quem pagam mais. Por Gabriela Allegrini

TRANSGÊNICOS

18 - Dívidas levam agricultores ao suicídio na Índia. Por Leandro Uchoas

UCRÂNIA

20 - País se divide entre Rússia e Europa. Por Amanda Lourenço

RESÍDUOS SÓLIDOS

26 - A crise do lixo. Por Lilian Primi

CIDADES

28 - Um rolezinho na segregação urbana. Por Gabriela Allegrini

RIO DE JANEIRO

30 - UPPs mudam geografia do crime. Por Fania Rodrigues 

CONGRESSO

32 - Evangélicos contra mudanças no Código Penal. Por Nicolau Soares 

ZAPATISTAS

34 - Levante armado no México completa 20 anos. Por Laís Modelli

MILITÂNCIA

39 - Bulas para fazer revolução - Por Lilian Primi

 

ENTREVISTAS

10 - Randolfe Rodrigues: PSol na corrida em 2014. Por Redação

22 - Roberto Requião: candidato a presidente. Por Frédi Vasconcelos

 

ARTIGOS E COLUNAS

6 - Mc Leonardo: Rolezinhos, causas e consequências

7 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: Gunder Frank, o enguiço das ciências sociais

7 - Sérgio Vaz: Um rolê no funk

9 - José Arbex Jr.: Seguir a estrada menos percorrida

13 - Pátria Grande - Por Néstor Gorojovsky: Hegemonia da classe trabalhadora

36 - João Pedro Stedile: Lutar, construir a reforma agrária popular

36 - Frei Betto: Um carnaval que nunca cesse 

44 - Gershon Knispel: A mancha se expande

 

SEÇÕES

6 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: Favor não pisar na educação

8 - Paçoca - Por Eliete Negreiros: Lamartine: do guarani ao guaraná

37 - Perfil de Luiz Carlos Maciel – Por Laís Modelli e Pedro Salgado: Contracultura

42 - Ensaio Fotográfico - Por Javier Valado: Por um novo amanhecer

45 - Ideias de Botequim - Por Renato Pompeu: O retorno a Hegel

 

CHARGE

4 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
assessoria@carosamigos.com.br (Rafael Zanvettor) Edições Anteriores Thu, 13 Feb 2014 17:47:41 -0200
Edição 202 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4012-edicao-202-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4012-edicao-202-editorial-e-sumario BEM-VINDO 2014

As principais candidaturas estão praticamente definidas e as pesquisas de opinião desde o fi nal de 2013 mostram os favoritos para a corrida das urnas neste 2014. Mas entre as intenções e projeções e o fato, há muita água para passar por baixo da ponte. Se há incógnitas para a vida política do País para o novo ano, há também certeza: 2014 será um ano ímpar, sobretudo na corrida eleitoral, que poderá marcar avanço ou aprofundar crises. Analistas ouvidos por Caros Amigos para a reportagem de capa afirmam que, caso Dilma de fato ganhe as eleições, seu partido sairá fortalecido e poderá iniciar uma nova fase em reformas estruturais, a começar pela tão urgente – e ignorada por setores conservadores – reforma política, tentada por ela no calor dos protestos de junho e bombardeada pelos “aliados” do PMDB e similares. Mas nada será liso e sem confl itos, afi nal, a direita tem suas garras sempre prontas para defender os benefícios seculares nos quais mama.

A polarização deve ficar entre PT e PSDB, pois não se acredita até aqui que Eduardo Campos – que acabou com o sonho de Marina Silva – possa ameaçar o reinado petista das pesquisas. Nem os possíveis protestos contra a Copa do Mundo de Futebol devem tirar a preferência da presidenta, avaliam os analistas. Mas em política, tudo pode mudar a qualquer momento, e o Brasil não é tão o Brasil como era antes de junho - o povo reaprendeu que ir para as ruas funciona e anda desconfi ado de alianças políticas, desconfi ado dos partidos e querem os direitos – básicos – que lhe são sonegados há séculos. Daí uma outra análise: o voto não será um voto ideológico, partidário, mas fortemente ligado à realidade percebida, sobretudo a situação fi nanceira. 

Mas em 2014 há mais. O País vai lembrar os 50 anos do golpe militar em meio às investigações e revelações das comissões da verdade, como ocorreu com o desmonte da versão da ditadura para a morte de Juscelino Kubitschek. Ambos assuntos são tema desta edição, que abre esse triste cinquentenário com a perseguição dos ditadores aos colegas das Forças Armadas que eram contrários ao golpe - eles são as primeiras vítimas da ditadura.

Também é o ano de rememorar uma das fi guras mais proeminentes do século passado, Luiz Carlos Prestes, cuja coluna tenentista completa 90 anos e que sua fi lha chama de “epopeia”. Em entrevista, Anita Prestes revê a trajetória política do pai, principalmente o racha no PCB que culminou com sua saída em 1980, e aponta erros de avaliação da esquerda tanto no governo Jango como no pós-golpe.

A edição faz ainda um balanço da política de cotas e mostra ações contra a homofobia nas periferias, além de presentear os leitores com uma lembrança de Henfi l, morto há 25 anos, e a publicação de tirinhas de seu personagem Fradim.

Boa leitura!

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

INTERNACIONAL

12 - Intervenções na África. Por Amanda Lourenço

HISTÓRIA

18 - O assassinato de JK. Por Lilian Primi

DITADURA

20 - Militares que queriam impedir o golpe. Por Fania Rodrigues

CAPA

24 - A corrida pelo Planalto. Por Lilian Primi

LGBT

29 - Gays na periferia. Por Lena Azevedo

COTAS

32 - Avanços, apesar do preconceito. Por Gabriela Allegrini

MEMÓRIA DE LUTA

34 - Pedro Casaldáliga: a esperança indignada. Por Maria Júlia Gomes Andrade

CULTURA

40 - Nordeste na telona. Por Gabriela Allegrini

ENTREVISTAS

14 - Anita Prestes: o legado político de Luiz Carlos Prestes. Por Aray Nabuco

43 - Geisa Rodrigues: Madame Satã: as múltiplas faces do mito. Por Paulo Cezar Soares

 

ARTIGOS E COLUNAS

7 - Mc Leonardo: Pequeno relato de grandes enchentes

9 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: A vida entre o supermercado e a drogaria

9 - Sérgio Vaz: Pra sempre

10 - José Arbex Jr.: Acordo com o Irã mexe no “xadrez" mundial

23 - João Pedro Stedile: unidade popular pela reforma política

23 - Frei Betto: Feliz [atribulado] 2014

44 - Gershon Knispel: Meteorologistas te acudam

SEÇÕES

7 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: Línguas ameaçadas

8 - Paçoca - Por Eliete Negreiros: Isaurinha Garcia, ‘a voz nacional do Brás’

37 - Perfil de Henfil – Por Paulo Rogério Gilani: O Garrincha dos traços

38 - Ensaio - Henfil: Tirinhas do Fradim

45 - Ideias de Botequim - Por Renato Pompeu: Segredos da reeleição de FHC

CHARGE

4 - Guto Lacaz

46 - Claudius

 

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Thu, 16 Jan 2014 18:02:17 -0200
Edição 201 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4011-edicao-201-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4011-edicao-201-editorial-e-sumario MAIS DEMOCRACIA

Quem governa um país? O grito das ruas de junho para cá deixou claro o recado por um Brasil onde as instituições e poderes funcionem de fato, garantindo direitos a qualquer cidadão igualmente, mas infelizmente o ror não atravessou as paredes de certos gabinetes. O País foi assaltado no direito e na Justiça por um governo paralelo, deveras conhecido, que nutre raiva e ódio contra qualquer um que ameace seus privilégios, mantidos a golpes e tramoias contra a democracia e os direitos fundamentais. Não se trata da defesa de políticos ou partidos, mas o processo da Ação Penal 470, o chamado mensalão, em vários aspectos, tem se configurado mais um desses golpes que há décadas mantêm o atraso no País e diferencia os cidadãos pela cor, seja de pele ou ideológica. O que parece vingança expõe, para todo o mundo, a fraqueza das instituições da jovem democracia brasileira, o que somente mais luta popular poderá mudar.

Oligopólios

“Eles”, diz Celso Bandeira de Mello nesta edição, ao resumir no pronome pessoal os oligopólios da mídia hegemônica e alas reacionárias da sociedade, que julgaram e decidiram a sentença, acompanhada por Joaquim Barbosa. Os desvios no processo legal ainda estão sendo revelados e a sujeira embaixo do tapete apenas começa a aparecer, mas já são patentes os atropelos ao direito para se chegar ao objetivo estabelecido de antemão pelo “governo paralelo” que ainda sobrevive nas heranças de ditaduras e ditadores.

E como colocar esses poderes paralelos em seus lugares? No que diz respeito à mídia reacionária, uma esperança é mirar no exemplo da Argentina, onde foi aprovada a Ley de Medios, que impede a ditadura da opinião única – e, em geral, manipulada. A Caros Amigos faz um pequeno exercício ao simular a aplicação da lei deles no Brasil. Para completar este exercício, esperançoso, obviamente, o professor da Universidade de Buenos Aires, Martin Bacerra, que participou ativamente dos debates da lei argentina, aborda os avanços e o que falta na luta popular para democratizar o espectro eletromagnético.

Outro exercício desta edição é um balanço de perdas e ganhos pós junho. Analistas políticos elencam erros e acertos de governantes e entidades diante das manifestações populares. Se as ruas não bastaram e ainda precisam de lições de democracia, o ex-craque Afonsinho tem algumas em entrevista, ele mostra os podres do futebol e suas instituições que ele chama de medievais. A edição aborda ainda os 20 anos da União Europeia; a hedionda persistência da cultura do estupro; perfil e ensaio fotográfico com Douglas Mansur, o Bispo, fotógrafo que acompanha o MST desde as primeiras marchas, além dos artigos e colunas dos colaboradores.

Boa leitura!

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

EUROPA

10 - 
Necessidade de mais união. Por Amanda Lourenço


NOVO CÓDIGO PENAL

12 - 
Retrocesso para estrangeiros. Por Júlia Tavares


VIOLÊNCIA SEXUAL

18 - 
A persistência da cultura do estupro. Por Lilian Primi



POLÍTICA

22 - 
Feridos e vencedores de junho. Por Lilian Primi



MÍDIA


28 - E se a Ley de Medios fosse aplicada no Brasil. Por Diogo Moyses


LITERATURA

42 - 
A cor da letra. Por Gabriela Allegrini

 

ENTREVISTAS

14 - Celso Bandeira de Mello: quem julgou o mensalão foi a imprensa. Por Redação


38 - Afonsinho: para democratizar o futebol. Por Eduardo Sá


ARTIGOS E COLUNAS

06 - Frei Betto: Felizes homens e mulheres novos

08 - Mc Leonardo: 2013: nunca antes na história

08 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: Dona Dilma, Dona Marina, Dona Janaína

09 - José Arbex Jr.: PT paga o preço da conciliação

21 - Sérgio Vaz: Poesia contra a violência

21 - João Pedro Stedile: Ano negativo para os trabalhadores

32 - Wallace de Moraes, Anízio Logo, Lucas Bártolo: Lutas populares na América Latina

44 - Gershon Knispel: Minha Profissão de fé


SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: Prova para imbecis

07 - Paçoca - Por Eliete Negreiros: A sonora garoa de Passoca

35 - Perfil de Douglas Mansur – Por Redação: O fotógrafo dos sem terra

36 - Ensaio Fotográfico - Por Douglas Mansur: Sem Terra

46 - Ideias de Botequim - Por Renato Pompeu: Livros a mancheias


CHARGE
04 - Guto Lacaz

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Wed, 18 Dec 2013 12:33:50 -0200
Edição 200 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4009-edicao-200-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4009-edicao-200-editorial-e-sumario AOS PRÓXIMOS 200

Caros Amigos chega nesta edição ao número 200, circulando ininterruptamente desde abril de 1997, quando foi lançada naquele momento como a única voz na mídia que se opunha contra o massacrante consenso neoliberal. Ao longo desse período fizemos jornalismo claramente definido à esquerda, denunciamos a violência, falamos sobre a corrupção privada e pública; a injustiça das guerras imperialistas, o apagão, sobre os conflitos da terra, das populações excluídas, defendemos os direitos humanos, a democratização dos meios de comunicação, sempre se alinhando à defesa dos interesses soberanos do Brasil.

Prêmios

Nesse percurso foram vários os prêmios recebidos por Caros Amigos, entre eles 11 Vladimir Herzog. Mas o principal foi viabilizar um projeto contra-hegemônico, de mais de 16 anos, bancado apenas por leitores e anunciantes, radicalmente independente. Denunciando sempre quando os direitos da população são atacados.

Como vem acontecendo neste momento, em que governos de vários partidos reagem às manifestações das ruas com repressão, remetendo suas opções a um passado sombrio, antidemocrático (não à toa, a desmilitarização da polícia emperra no País, pois em algum momento servem a interesses dos governantes). Ainda mais com as novidades das novas gerações, plugadas em rede, como os black blocs, fenômeno mundial, novo no Brasil, mas que já foi capaz de dividir as opiniões e posições ideológicas até mesmo dentro da esquerda – como mostramos na reportagem de capa. Violência gerando violência, nunca solução. Sem fazer seu serviço, que é melhorar as condições de vida da maioria da população.

Recado das Ruas

Esses mesmos governos, e os políticos, parecem ainda não ter entendido o significado das manifestações das ruas. Recomeçam seu jogo de mudanças de partidos, coligações espúrias, pensando apenas em manter o poder pelo poder. Ganhe quem ganhar – afinal, os protestos de rua e novos partidos e alianças inesperadas tornaram a corrida eleitoral de 2014 uma incógnita, como também mostramos nesta edição –, enquanto as mudanças e as reformas não acontecerem de verdade, o País continuará patinando.

Reformas que o ex-presidente João Goulart tentou iniciar nos anos 1960 e que foram brecadas por um golpe militar. O que pode ser relembrado na entrevista de seu filho, João Vicente, que fala também da busca pela verdade histórica da Operação Condor, que teria assassinado seu pai. Outra entrevista é com Laurentino Gomes.

E a história que também esperamos que continue em Caros Amigos pelas próximas 200 edições com apoio de quem realmente interessa para nós, o seu, nosso leitor.

Boa leitura!

P.S.: Agradecemos também o apoio dos atuais colunistas e colaboradores e dos muitos outros caros amigos que por aqui passaram.

 

SUMÁRIO


10 - POLÍTICA - Novos partidos e protestos tornam 2014 incógnita eleitoral. Por Nicolau Soares

20 - REPRESSÃO - Prisões e perseguições a ativistas trazem sombras da ditadura. Por Lena Azevedo

26 - LIBRA - Leilão de campo do pré-sal divide a nação. Por Lilian Primi

29 - CONFLITO NO CAMPO - Ruralistas atacam no Congresso em ano sem reforma agrária. Por Gabriela Allegrini

32 - ECONOMIA SOLIDÁRIA - Alternativa cresce e já socorre a milhões de brasileiros. Por Lilian Primi

 

ENTREVISTAS

14 - João Vicente Goulart: Queremos chegar à verdade. Por Fania Rodrigues e Frédi Vasconcelos

40 - Laurentino Gomes: um jornalista na história. Por Aray Nabuco

 

ARTIGOS E COLUNA

06 - Frei Betto: Eleição ou mera competição?
08 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: Marxismo tucano
08 - Sergio Vaz: Maria Mineira
09 - José Arbex Jr.: Thatcher faz escola no Brasil
18 - Emiliano José: A última clandestina
25 - Mc Leonardo: Caso Amarildo e a UPP
28 - João Pedro Stedile: Vergonha em Apodi
39 - Osvaldo Coggiola: Marx, manual de instrução
43 - Gershon Knispel: A proposta

SEÇÕES

07 - Paçoca - Por Eliete Negreiros: Ernesto Nazareth
06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: Quem defende o quê?
38 - Perfil Carlos Caszely - Por Maria Angélica Ferrasoli: Cartão para Pinochet
36 - Ensaio Fotográfico - Por Fania Rodrigues: Latino América
44 - Ideias de Botequim - Por Renato Pompeu: Introdução à obra de Marx

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Tue, 19 Nov 2013 15:06:29 -0200
Edição 199 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4008-edicao-199-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4008-edicao-199-editorial-e-sumario DANOS AOS BRASILEIROS

Um legado pernicioso para os brasileiros resume boa parte das reportagens desta edição. A privataria de FHC e seus estragos ainda estão na memória da Nação, atônita com o ataque que empreendeu contra estatais, algumas formadas na luta histórica pela construção de um País independente e soberano – situação que, em parte, os governos petistas mantiveram. Agente do capital transnacional e dos interesses dos Estados Unidos, FHC volta à baila ao ter os bastidores de seu governo desvendado em livro.

Constatamos o entreguismo também na mineração. O País tenta avançar com um novo marco regulatório, mas que já é criticado por não alterar a triste posição de colonizado, menos ainda resolver conflitos e ilegalidades na busca desenfreada pelas minas. Isso inclui o nióbio, um minério estratégico para as novas tecnologias digitais e envolto até em teorias conspiratórias.

Terceirização

Também legado de FHC, a terceirização avançou no País e ameaça a qualidade dos empregos e os trabalhadores. No Congresso, conservadores tentam aprovar o PL 4330, que aprofunda os estragos desse novo arranjo capitalista. A reportagem mostra, através da história de um eletricista, terceirizado, acidentado e abandonado pela empregadora, o significado da terceirização para o trabalhador.
O progresso – a qualquer custo – promove outro legado degradante, a violência e exploração sexual de mulheres nas regiões de grandes obras, que concentram mão de obra masculina. Altamira (PA), principal cidade impactada pela Usina de Belo Monte, se tornou emblemática: ali houve aumento da violência contra mulheres e adolescentes e exploração sexual, o que mobiliza moradores na luta por proteção.

Saúde e educação – dois outros problemas históricos no Brasil – são discutidos na edição, que faz um retrato com médicos cubanos aprovados no Mais Médicos, uma tentativa do governo federal em resolver o desamparo de populações periféricas, bombardeada pelos conservadores. Do Rio de Janeiro vem o exemplo da privatização do ensino superior no Brasil e seus danos a professores e alunos no caso ainda sem solução da Gama Filho, que redundou em uma CPI reveladora.
O senador João Capiberibe fala de política e de seu histórico de perseguido pela ditadura. A edição tem ainda perfil de Luiz Gushiken, morto em setembro; um relato de sírios sobre os conflitos no país, artigo sobre a alta e baixa do dólar e entrevista com o “senhor da voz”, Milton Nascimento.

Boa leitura!

 

Sumário

REPORTAGENS

16 - MINERAÇÃO - 
Conflito e perda de divisas. Por Lilian Primi

20 - SÍRIA
 - O terror visto pelos sírios. Por Jammal Makhoul

22 - CAPA
 - Os bilhões perdidos com a privataria. Por Lúcia Rodrigues

26 - TERCEIRIZAÇÃO - 
Os efeitos nefastos para os trabalhadores. Por Amanda Cotrim

28 - 
MAIS MÉDICOS - 
A briga entre médicos e governo. Por Lilian Primi

32 - 
EDUCAÇÃO - 
O descalabro do ensino privado. Por Fania Rodrigues

34 - 
MULHERES - 
Violência e exploração sexual. Por Gabriela Allegrini

 

ENTREVISTAS

12 - João Capiberibe: as várias vidas do senador. Por Frédi Vasconcelos

40 - Milton Nascimento: 50 anos de Travessia. Por Fania Rodrigues

 

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: O pleno emprego

08 - Sérgio Vaz: Minha cidade, Taboão

09 - José Arbex Jr.: O trapalhão Obama

10 - Mc Leonardo.: Greve de professores no RJ

11 - Frédi Vasconcelos: A especulação com o dólar

31 - João Pedro Stedile: Reformas estruturais

31 - Frei Betto: Espionagem made in USA

43 - Gershon Knispel: Exposição sobre Herzog

 

SEÇÕES

07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: Eduardo Gudin

10 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: A Presidenta

37 - Perfil Luiz Gushiken Por Gabriela Allegrini: O companheiro

38 - Ensaio Fotográfico – Gerardo Lazzari: A cidade

44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Manifestações de junho

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Mon, 14 Oct 2013 14:19:54 -0300
Edição 198 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4007-edicao-198-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4007-edicao-198-editorial-e-sumario O NOME DISSO É CORRUPÇÃO

O Brasil sempre foi pródigo na corrupção sem corruptores. Para a grande mídia conservadora, políticos e agentes públicos sempre foram os culpados de tudo, da epidemia de dengue aos desvios seculares em obras públicas. Em geral, sempre faltou o lado de quem paga e se beneficia – corrupção, obrigatoriamente, precisa dos dois lados. Os corruptores quase sempre saíram ilesos.

Mas é interessante notar que, desta vez, quando um partido conservador está na berlinda, com as denúncias de um esquema que teria beneficiado o PSDB em mais de 20 anos de desvios continuados no Metrô e na empresa de trens, CPTM, acontece o contrário. As empresas que se autodenunciaram, após investigações em suas matrizes, no exterior, são acusadas. A Siemens alemã, a francesa Alstom e outras empresas ganham as manchetes por “formação de cartel”. E, desta vez, na maioria das denúncias, não aparece o nome dos políticos e funcionários públicos corruptos.

É necessário dar nome aos bois. O que houve foi corrupção, não cartel, porque um esquema como esse não existe sem a participação de agentes dentro da máquina pública. E porque alguém recebeu dinheiro, seja para enriquecimento próprio ou para o financiamento de campanhas. Mais que apenas denúncias, Caros Amigos mostra em sua matéria de capa como essa corrupção é danosa à população, que perde duplamente ao financiar obras com sobrepreço e não ter serviços de qualidade.
Esta edição trata também do terrorismo que se faz com os números da economia. A subida do dólar é analisada pelo economista e professor Paul Singer, que mostra ser esse movimento da moeda estadunidense até certo ponto bom para a indústria e o País. Singer fala também de suas experiências com a economia solidária, segundo ele uma alternativa ao capitalismo.

Caros Amigos não poderia deixar de lado a polêmica dos médicos cubanos, assunto já abordado na edição 195. Desta vez, trazemos a importante visão de um brasileiro pobre, da periferia de São Paulo, que teve sua vida mudada ao estudar medicina em Cuba e voltou para atender nessa mesma periferia. A Caros também aborda o trabalho das comissões da verdade no Brasil. A descrição dos casos de um tempo não tão distante, que não pode ser esquecido nem voltar. Um trabalho de formiguinha que se espalha por todo o País, com centenas de comissões criadas, mas que enfrenta muitas adversidades. Confira.

SUMÁRIO

REPORTAGENS

14 - COMISSÕES DA VERDADE - Trabalhos avançam. Por Maria Angélica Ferrasoli

18 - DROGAS ILÍCITAS - Falência do modelo punitivo. Por Gabriela Allegrini

24 - CAPA - População sofre efeitos da corrupção. Por Lilian Primi

29 - RIO DE JANEIRO - Cabral sofre derrotas e protestos continuam. Por Fania Rodrigues

32 - EUROPA - Extrema-direita avança. Por Amanda Lourenço

38 - CULTURA ALTERNATIVA - Dificuldades da produção independente. Por Gabriela Allegrini

40 - ARTE-EDUCAÇÃO - Projetos sociais de Tião Rocha. Por Leandro Uchoas

 

ENTREVISTAS

10 - Paul Singer: economia solidária. Por Aray Nabuco, Frédi Vasconcelos, Lilian Primi

22 - Adalberto Santana: narcotráfico e capitalismo. Por Laís Modelli

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo: O funk carioca

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: Oswald de Andrade

08 - Sérgio Vaz: Tempo de escola

09 - José Arbex Jr.: O fim do partido?

21 - Roberto Trindade: Médicos cubanos

34 - João Pedro Stedile: Reforma agrária não nada

34 - Frei Betto: A cultura nefasta da segregação

43 - Gershon Knispel: Documentários judeus e árabes

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Norma culta e coloquialismo
07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: Elton Medeiros
35 - Perfil de Dominguinhos – Por Paulo Rogério Gilani: O sanfoneiro
36 - Ensaio Fotográfico – Cecília Figueiredo: Mulheres
44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Contradições

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Fri, 20 Sep 2013 16:50:53 -0300
Edição 197 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4006-edicao-197-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4006-edicao-197-editorial-e-sumario ELES NÃO QUEREM MUDANÇAS

Os donos do poder no Brasil têm, pelo menos, duas características que os unem. O horror aos pobres e a que algo mude no País. Porque as injustiças, a ainda indecente má distribuição de renda, o patrimonialismo e a desvalorização do trabalho não são frutos do acaso. Fazem parte do projeto de uma elite que sempre voltou as costas ao Brasil e aos trabalhadores.

E esse projeto de País (deles) inclui um sistema político anacrônico, em que o capital investido em campanhas acaba, muitas vezes, valendo mais que a vontade popular. E eles não querem que nada mude. Esperar que as grandes empresas de comunicação, bancos e empreiteiras, partidos conservadores e boa parte de deputados e senadores aceitem mudar o que os beneficia é o mesmo que acreditar que não existem classes e privilégios numa sociedade capitalista. Por isso, eles torpedearam, desde o primeiro momento, a ideia de uma Constituinte exclusiva ou de um plebiscito sobre a reforma política. Tudo que cheira a povo e participação popular lhes causa asco. E ainda contam com alguns apoios no PT e em outros partidos da base aliada governista.

Povo na Rua

A maneira de romper o cerco é a de sempre: povo na rua e pressão popular. As manifestações deste ano mostraram que quando milhares de pessoas vão às ruas, os poderosos cedem, pelo menos, os anéis. Se a pressão acabar, volta ao que era. Por isso a matéria de capa desta edição da Caros Amigos toca na necessidade da reforma política. Que reforma será, há várias possibilidades a discutir. Mas o que não pode é continuar um sistema injusto como o atual e afastado da vontade popular.

Para analisar o momento, a revista foi também entrevistar a professora Marilena Chauí, uma voz clara e lúcida na defesa dos interesses da maioria da população. Outra entrevista exclusiva que lança luzes sobre a realidade brasileira é a do sem-terra Claudemir Ramos que, de vítima do massacre de Corumbiara, virou foragido e está há dez anos na clandestinidade pelo que considera um julgamento injusto. Claudemir teve o pai assassinado e sabe que se for preso também não durará muito tempo.

Esta edição ainda traz de volta o caso Aracelli, por conta do relançamento do livro de José Louzeiro, que retrata o brutal assassinato, na década de 1970, de uma menina de 8 anos por filhos da elite de Vitória (ES) até hoje sem solução.

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

VIOLÊNCIA


15 - Truculência policial no Rio de Janeiro. Por Leandro Uchoas

SEGURANÇA


18 - Espionagem dos EUA afeta todo o mundo. Por Fania Rodrigues

TRABALHO


20 - Índios sofrem e adoecem em frigoríficos. Por Lilian Primi

CAPA


24 - A necessidade da reforma política. Por Rita Cirne

AUDIOVISUAL


42 - TV Paga: O efeito da cota nacional. Por Gabriela Allegrini

 

ENTREVISTAS
10 - Marilena Chauí: o efeito das manifestações. Por Aray Nabuco, Frédi Vasconcelos, Lilian Primi e Wagner Nabuco

28 - Claudemir Ramos: vítima de Corumbiara vira fugitivo. Por Maria Angélica Ferrasoli e Frédi Vasconcelos

40 - José Louzeiro, o caso Aracelli. Por Paulo Cezar Soares

 

ARTIGOS E COLUNAS
06 - Mc Leonardo: Cobertura distorcida das manifestações
08 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: Capitalismo contra a democracia
08 - Sérgio Vaz: Somos nós
09 - José Arbex Jr.: A republiqueta chamada EUA
32 - João Pedro Stedile: Constituinte exclusiva
32 - Frei Betto: Carta da Vó
33 - Gershon Knispel: Os maus ganham
34 - Luiz Carlos Azenha: O escândalo da Rede Globo

SEÇÕES
05 - Caros Leitores: cartas e comentários dos leitores
06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Ignorância e má-fé do PIG
07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: O violão brasileiro
36 - Ensaio Fotográfico – Por Orlando Azevedo - Coração do Brasil
38 - Perfil de Frida Kahlo – Por Laís Modelli: Uma vida intensa
44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Falta jornalismo

CHARGES
04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Mon, 19 Aug 2013 12:32:58 -0300
Edição 196 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4005-edicao-196-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4005-edicao-196-editorial-e-sumario Momento Histórico

A pauta da edição mensal de Caros Amigos, que normalmente é feita assim que se encerra o fechamento da edição anterior, neste número mudou várias vezes. E por um motivo nobre, o de relatar o momento histórico por que passa o País. Não é todo dia que centenas de milhares de pessoas vão às ruas pelo chamado de movimentos sociais e empunhando bandeiras como a redução das tarifas dos transportes públicos e melhoria na educação, saúde e outros.

Por esse motivo, uma das alterações que a edição sofreu foi derrubar o que havia sido previsto e reservar o espaço para ouvir os jovens que organizaram as primeiras manifestações em São Paulo neste ano. Conversa que pode ser vista em cinco páginas, que ajudam a entender o atual momento e as motivações desses militantes. Para quem acha que as manifestações foram fruto de uma juventude despolitizada, vem a surpresa. Todos os entrevistados têm militância política e se declaram de esquerda. Vale a pena conferir.

Internet

Como também vale a pena ver as outras páginas dedicadas aos atos que ocorreram em todo o País, com discussões sobre o papel da Internet, o perfi l dos que aderiram aos protestos do Movimento Passe Livre, o transporte público e a violência da polícia. Tudo para ajudar a entender o que vem ocorrendo desde junho e que abalou os poderes instituídos, uma tentativa de analisar e relatar os fatos no momento em que ocorrem.

Mas sem esquecer as realidades dos grandes temas nacionais, como a saúde, que passa por momento crítico em um dos programas mais premiados do Brasil, o de combate à Aids. Em outra reportagem, a edição expõe o empobrecimento que atinge a maior economia do mundo que faz surgir as ‘tent cities’, cidades acampamentos infl adas por desempregados e famílias que perderam suas casas devido à crise que atinge os EUA. Já são pelo menos 30 acampamentos de sem teto num universo de mais de 40 milhões de pobres.

E, para falar do que ocorre em várias partes do mundo, vale também um olhar para a realidade de cidades periféricas, como Al Eizariya, na Palestina, sitiada pelo bombardeio e o “muro da vergonha” erguido por Israel.

Não deixe de ler ainda a entrevista com Celso Athayde, um dos fundadores da Cufa, que exibe a clareza de ideias e a história de vida que o fez um líder das favelas.

Boa leitura.


Sumário

REPORTAGENS

SAÚDE
12 - Programa para Aids enfrenta dificuldades. Por Mariana Pecoraro

FAVELIZAÇÃO
14 - Empobrecimento nos EUA faz ressurgirem cidades acampamentos. Por Redação, com Daniela Mussi

PASSE LIVRE
20 - Quem são os manifestantes que saíram das redes sociais para as ruas. Por Redação

24 - Internet se torna ferramenta de mobilização. Por Lilian Primi

26 - Voz das ruas retrata crise de representatividade

28 - Truculência policial engrossa cordão de insatisfeitos. Por Gabriela Allegrini

PERIFERIA
38 - Comunidades se articulam para expressar sua cultura. Por Gabriela Allegrini

ENTREVISTAS
10 - Sufian Bassa: Prefeito fala de cotidiano opressivo em cidade palestina. Por Lilian Primi

32 - Passe Livre: Erica de Oliveira, Gabriel Simeoni, Maurício Carvalho e Arielli Moreira. Por Aray Nabuco, Frédi Vasconcelos, Rafael Zanvettor, Wagner Nabuco

40 - Celso Athayde: O militante das favelas. Por Fania Rodrigues

ARTIGOS E COLUNAS
06 - Mc Leonardo: Jovens do Vidigal e Rocinha fazem história
08 - Gilberto Felisberto Vasconcelos homenageia Bautista Vidal
09 - José Arbex Jr.: Dilma, rompa com os patrões
16 - Oto de Quadros: Maioridade penal
18 - João Pedro Stedile: O Brasil precisa de mudanças
18 - Frei Betto: Coleira eletrônica
19 - Opinião: Protestos nas ruas
43 - Gershon Knispel: Revolta e repressão

SEÇÕES
06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: A nova classe média e a norma
07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: Bob Wilson
30 - Ensaio Fotográfico - Os protestos no Brasil e no mundo
37 - Perfil de Rubem Braga – Por Paulo Rogério Gilani: O cronista festeiro
44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Tortura e autoritarismo

CHARGES
04 - Guto Lacaz
45 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Tue, 16 Jul 2013 14:21:53 -0300
Edição 195 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4004-edicao-195-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4004-edicao-195-editorial-e-sumario REVALORIZAR A POLÍTICA

A frase de Platão, de que “não há nada de errado com aqueles que não gostam de política, simplesmente serão governados por aqueles que gostam”, não poderia ser mais atual. A desqualificação da política e dos políticos serve, muitas vezes, para que os que manipulam a sociedade em benefício de seus interesses obtenham cada vez mais vantagens.

Pensando numa sociedade como a nossa, o lucro com os baixos salários da maioria da população, as propinas pagas em negócios nebulosos, os escândalos nas obras públicas... Para onde vai a maior parte desse dinheiro? Provavelmente para os bolsos milionários que depois aparecem falando mal da classe política e dizendo que “esse País não tem jeito”. Na realidade, o País só “terá jeito” se houver valorização e legitimidade dos representantes escolhidos pelo povo, com maior consciência política, maior participação em todas as instâncias de poder, radicalização da democracia, com participação direta, e voto em quem representa os trabalhadores e os mais pobres.

Não interessa a ninguém a desqualificação do Congresso Nacional e a assunção de suas prerrogativas por qualquer outro Poder. É necessário melhorar o nível do Congresso, óbvio, mas é indevida a interferência do Judiciário ou do Executivo. A democracia baseia-se na capacidade de controle mútuo entre poderes, com freios e contrapesos, e cada um deve fazer sua parte sem sobreposições na seara alheia, o que tem polemizado o País.

Nesta edição, Caros Amigos também toca em temas sensíveis para a saúde da população, como a terceirização do atendimento por meio de OS e Oscips. São bilhões de reais gastos sem controle em nome de uma eficiência que nem sempre ocorre. Outra polêmica na área é a importação de médicos estrangeiros para melhorar o atendimento nas periferias e nas pequenas cidades. A maioria das associações médicas é contrária, mas não aponta soluções.

A edição traz ainda entrevista exclusiva com o sociólogo Jean Zigler, que demonstra que a fome no planeta é um crime de especulação. Mas há muito mais, como o perfil do ex-maldito e agora best-seller Paulo Leminski, a discussão de quem é o verdadeiro eixo do mal nas relações internacionais e o relato da seca por quem sofre suas consequências. Boa leitura.

AGRADECIMENTO

Caros Amigos agradece a seus leitores e colaboradores pela confiança na revista. Fechados os números, a primeira edição após as mudanças na redação apresentou crescimento de venda em bancas. E esse desempenho reforça o compromisso de Caros Amigos com seus leitores de fazer jornalismo de qualidade e à esquerda.

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

MÉDICOS

14 - Importação de médicos provoca reações corporativas. Por Gabriela Allegrini

AGRICULTURA

18 - Movimento campesino defende sementes crioulas contra transgênicas. Por Eduardo Sá

JUDICIALIZAÇÃO

24 - A polêmica sobre ingerências do STF. Por Paulo Rogério Gilani

SAÚDE

30 - Privatização faz escorrer dinheiro público sem controle. Por Lilian Primi

NORDESTE

34 - Vozes da seca

 

ENTREVISTAS

10 - Jean Ziegler: A fome que o capitalismo sustenta. Por Aray Nabuco, Frédi Vasconcelos e Lilian Primi

40 - Patricia Maurício: O naufrágio do projeto da TV digital. Por Paulo Cezar Soares

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo: comunidades sem pacificação
08 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: o estrago da televisão na história
08 - Sergio Vaz: oração dos desesperados
09 - José Arbex Jr: Alckmin abre as comportas do terror
16 - Valter Pomar quem é o “Eixo do Mal”?
21 - João Pedro Stedile resume as lutas unificadas contra a opressão
29 - Mario Augusto Jakobskind: militares perseguidos pela ditadura
43 - Gershon Knispel como enfrentar um cerco crescente

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e Facebook
06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: o que é um erro de português?
07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros a alma encantadora de Paulo Moura
36 - Ensaio Fotográfico de Valda Nogueira: comunidades de Minas
38 - Perfil de Paulo Leminski – Por Aray Nabuco: Leminski para todos
44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: livros em profusão

CHARGES

04 - Guto Lacaz
45 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Thu, 20 Jun 2013 11:20:11 -0300
Edição 194 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4003-edicao-194-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4003-edicao-194-editorial-e-sumario OS PRINCÍPIOS (DELES) NÃO VALEM UM TOMATE

Característica que une os coronéis da grande mídia brasileira, além da censura a qualquer debate que vise à democratização dos meios de comunicação, é que são todos ricos. Melhor, bilionários. Na edição de março deste ano, a revista Forbes, apresentando valores em dólares, lista 46 bilionários brasileiros. Desses, seis são da grande mídia. Os mais ricos são os três herdeiros da Rede Globo, João Roberto Marinho, Roberto Irineu Marinho e José Roberto Marinho, com fortunas pessoais próximas aos 17 bilhões de reais. Em seguida vêm Roberto Civita e família, 10 bilhões de reais, Silvio Santos e Edir Macedo, com mais de 2 bilhões de reais.

E o que tem esse povo a ver com o tomate? Em março deste ano, o fruto virou a estrela de dez entre dez veículos da grande mídia por conta do decantado “descontrole da inflação”. A pressão era pelo aumento da taxa básica de juros, a Selic, segundo a voz unânime deles e de seus colunistas, a única medida capaz de conter a “inflação descontrolada” que estourara o teto da meta anual em 0,09%.

O aumento de juros que o BC concedeu não fez nascer nem um pé de tomate, mas serviu para quem investe em títulos do governo ganhar mais dinheiro. No caso dos coronéis da comunicação, bilionários que são, alguns tostões foram embolsados.

Em 2012, o Brasil pagou 213,9 bilhões de reais em juros, equivalente a 4,85% do PIB, de longe a maior despesa do orçamento. Sobre isso você não verá manchetes nos principais veículos de comunicação porque boa parte do que o País paga vai para a bolsa das poucas famílias dos mais ricos, bem mais polpuda que a dos mais necessitados, de cerca de R$ 20 bilhões/ ano e que beneficia 11 milhões de famílias.

É justamente aí que reside uma das principais interdições ao debate da grande mídia. Os donos das empresas vendem seus interesses particulares e os de suas famílias como se fossem benefícios para a Nação e sufocam todas as vozes discordantes. O princípio da transparência, para eles, não vale nem um tomate podre.

Por isso Caros Amigos volta a esse tema essencial à democracia brasileira. Passou da hora de regulamentar o poder da grande mídia eletrônica, principalmente rádios e TVs, que são concessões públicas. O Brasil não pode continuar refém e com o debate censurado pelos barões da mídia.

Esta edição traz ainda entrevista com o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e a cineasta Tata Amaral, reportagem especial sobre os novos (e pobres) imigrantes, sobre as negociações de paz entre Colômbia e Farc em Cuba e muito mais nos textos dos tradicionais colunistas.

BrasilInovacao-SiteTambém acompanha a edição, o livro "O Brasil da Inovação", que vasculha o que o País está fazendo em pesquisa, desenvolvimento e inovação em áreas consideradas estratégicas.

Boa leitura.

P.S.: Ao caro amigo Claudius, nosso muito obrigado pela bela capa.

 

SUMÁRIO


REPORTAGENS

24 - COMUNICAÇÃO: A ditadura da grande mídia cala o país. Por Nicolau Soares
30 - IMIGRANTES: A dura vida dos deserdados globais. Por Lilian Primi
10 - COLÔMBIA: A paz entre governo colombiano e Farc passa pelas ruas de Havana. Por Fania Rodrigues
35 - AUTOGESTÃO: Flaskô: 10 anos de ocupação. Por Amanda Cotrim

 

ENTREVISTAS

16 - Marcelo Freixo: A escolha entre UPP ou tráfico é uma armadilha. Por Frédi Vasconcelos e Mariana Gomes
40 - Tata Amaral: Cinema e militância . Por Lilian Primi

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo: Mano Brown no funk? 
08 - Gilberto Felisberto Vasconcelos: Walter da Silveira
08 - Sergio Vaz: Antes que seja tarde
09 - José Arbex Jr: O terror tem a cara de Thatcher
14 - Mario Augusto Jakobskind: América Latina nas mídias mundiais
20 - Paulo Kliass escreve sobre a “inflação do tomate” e aumento na Selic
22 - Renato Pompeu aborda alienação e mobilização no futebol
29 - João Pedro Stedile analisa a eleição na Venezuela
43 - Gershon Knispel aborda terror dos Estados Unidos

 

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e Facebook
05 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: Espanhol para todos já!
07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros fala de samba e filosofia
37 - Perfil de Paulo Vanzolini – Por Gabriela Allegrini: O poeta cientista
38 - Ensaio Fotográfico de Adriano Rosa: retratos
44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: livros contundentes

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Mon, 20 May 2013 15:11:11 -0300
Edição 193 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4002-edicao-193-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4002-edicao-193-editorial-e-sumario CAROS AMIGOS, SEMPRE

É da natureza dos veículos de comunicação conviver com crises. Nesses exatos dezesseis anos de existência, 193 edições ininterruptas, Caros Amigos passou por momentos difíceis. Entre eles, as saídas do jornalista e escritor Roberto Freire e da jornalista Marina Amaral, fundadores da revista, o falecimento de Sergio de Sousa, a efetivação e posterior saída de Mylton Severiano e a chegada do jornalista Hamilton de Souza. Mas nunca houve uma greve, articulada por jornalistas, que pusesse em risco a publicação.

Foi o que aconteceu em março deste ano. Resumidamente, a crise começou porque o chefe de redação foi informado em 1o de março de que seria preciso reduzir custos na folha de pagamento para manter a revista. Da mesma forma que foram feitos cortes na área comercial e em outros custos fixos. Porque, neste momento, para ser transparente, Caros Amigos, como outras publicações, convive com queda de circulação em bancas e de assinaturas, mas, principalmente, com baixíssima receita de publicidade. Sempre se tentou cobrir o prejuízo com projetos editoriais especiais, fascículos, edições temáticas, relançamentos e empréstimos bancários, mas no momento isso não era mais possível.

A redação foi comunicada dessa situação em 4 de março. Decidiu se reunir e continuou suas atividades. Mas no dia seguinte, 8, por volta das 16h, sem nenhum aviso prévio, foi entregue carta com declaração de greve, sem nenhum diálogo. Às 19h já tinham páginas na internet e listas divulgando a greve e sua versão dos motivos. Procurado por telefone em sua residência, a informação foi que o chefe de redação viajara e não retornava os vários contatos da direção da revista. As duras afirmações contidas nessas publicações nunca foram feitas pessoalmente. Assim, quebrou-se, de maneira irreversível, a relação de confiança. No dia 11 de março houve nova reunião, em que não houve diálogo por postura adotada pelas duas partes e foi feita a comunicação da dispensa. Depois, ocorreram e ainda ocorrem negociações com intermediação do Sindicato dos Jornalistas.

Em breve se encerrará esse dolorido episódio. É necessário reconhecer o empenho e a dedicação dessa e de outras equipes que passaram pela redação de Caros Amigos (cerca de 150 jornalistas e muitos colaboradores), que ajudaram a sustentar um projeto editorial de esquerda, crítico e independente. O esforço, como sempre, será manter Caros Amigos.

Esta edição, que neste momento você lê, está distribuída em 8.000 bancas de revistas e entregue a 9.500 assinantes. Aborda temas como um especial que mostra, na ótica de nossos colaboradores, o legado de Chávez e o futuro da Venezuela, além de uma leitura, pela esquerda, das crises do Congresso Nacional. Em lugar de apenas criticar políticos, Caros Amigos crê que é necessário tirar o Congresso das mãos de lobbies de grupos econômicos e religiosos, cada vez mais poderosos e responsáveis pela eleição de pessoas como o deputado Feliciano. É necessário combater a causa, não apenas o efeito. É necessário reinventar a política com cada vez mais participação popular e dos trabalhadores, não desvalorizá-la como pretende a direita deste país, uma das mais retrógradas do planeta.

Esperamos, mais uma vez, contar com o apoio de vocês, leitores, para quem trabalhamos todos os dias com o objetivo de produzir um jornalismo de qualidade, contra-hegemônico e comprometido com as grandes causas que todos precisamos enfrentar para melhorar a vida da nossa gente mais sofrida e construir um país melhor e mais justo. Vamos para os próximos 16 anos. Enquanto você lê esta edição, a próxima já está sendo construída. Caros Amigos, sempre.
Wagner Nabuco, diretor geral de Caros Amigo

 

Sumário

REPORTAGENS

12 - VENEZUELA - 
O futuro do chavismo sem Chávez. Por Jonatas Campos

22 - RELIGIÃO - 
Vaticano: O enigma chamado Francisco. Por Lilian Primi

24 - POLÍTICA - 
O avanço das bancadas conservadoras no Congresso Nacional

33 - CULTURA - 
Pontos de Cultura: entre conquistas e incertezas. Por Amanda Cotrim

 

ENTREVISTAS

18 - David Harvey: Para entender O Capital. Por Renato Pompeu

38 - Jorge Mautner: Sincretismo cultural e militância. Por Aray Nabuco

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo: o Rio de Janeiro e sua ‘velha nova’ polícia

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos analisa qual a ideologia mais eficaz para o capitalismo

08 - Sergio Vaz faz retrato da opressão com “Família Vende Tudo”

09 - José Arbex Jr. narra encontro com Hugo Chávez

10 - Gilberto Maringoni fala da Venezuela e seu futuro

17 - Frei Betto conta reunião com Chávez

30 - João Pedro Stedile relata situação do Haiti

42 - Gershon Knispel aborda representações de Chávez e Stálin

 

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentarios pelo Twitter e Facebook

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: o pouco caso do Brasil com a sua língua

07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: Omara Portuondo, a diva cubana da canção

31 - Perfil de Niède Guidon, a revolução na arqueologia

36 - Ensaio Fotográfico de Vinicius Souza e Maria Eugênia Sá retrata lutadores em movimento

45 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: lançamentos abordam Marx

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Wed, 17 Apr 2013 13:49:15 -0300
Edição 192 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4001-edicao-192-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4001-edicao-192-editorial-e-sumario PARA INGLÊS VER

Perto de completar 25 anos de vigência, a Constituição Federal – também chamada de “Constituição Cidadã” por ter incorporado direitos sociais e reforçado a defesa dos interesses nacionais – sofreu intenso processo de desfiguração ao longo do tempo, especialmente pelas forças políticas da direita empenhadas na imposição de emendas de cunho privatista e neoliberal.

Reportagem da Caros Amigos mostra o que foi alterado no documento original aprovado pela Assembleia Nacional Constituinte, em outubro de 1988, o que significou a redução de direitos, o que mudou no papel do Estado e quais medidas de proteção da economia nacional foram suprimidas para permitir a entrada do capital estrangeiro em vários setores de atividades.

Além disso, a matéria relata que os setores conservadores também atuaram - e atuam - para impedir a concretização das propostas constitucionais que expressam avanços significativos na democratização política, como a da participação direta do povo nas principais decisões nacionais e a do funcionamento efetivo do Conselho Nacional de Comunicação.

Outra reportagem da maior relevância aborda o ataque feroz do capital estrangeiro na aquisição de universidades privadas – sem que as autoridades educacionais e econômicas ofereçam qualquer tipo de impedimento. Tais grupos estrangeiros, fortalecidos financeiramente por créditos do Banco Mundial, criam uma situação inédita no país: a do risco de desnacionalização do ensino superior privado.

Caros Amigos vai fundo, também, na análise e debate da nova onda de concentração empresarial, tendo em vista o grande salto de fusões e aquisições verificado em 2012. A reportagem da revista mostra que esse processo de concentração tem atingido os vários setores de atividades e, em alguns deles, a situação já beira a monopolização.

Cuba4-Site-Chama

Clique

e

leia

mais

 

 

Outras reportagens tratam da grande rede de atividades culturais populares como forma de resistência ao domínio da indústria cultural globalizada (neoliberal); e do debate sobre as propostas da justiça restaurativa, adotadas em vários países, que criam novos mecanismos de punição e reduzem drasticamente o encarceramento massivo de pessoas.

A revista veicula uma excelente entrevista com o escritor Marcelino Freire e artigos de toda a equipe de colaboradores. Vá em frente. Vale a pena conferir.

Caros Amigos também encarta nesta edição o último fascículo da série CUBA SEM BLOQUEIO, uma oferta especial para os leitores da revista.

Boa leitura!

 

 


Sumário

REPORTAGENS

CONSTITUIÇÃO

10 - Política neoliberal desfigurou o papel do Estado no texto constitucional.

EDUCAÇÃO

16 - Capital estrangeiro avança seu domínio sobre o ensino superior no Brasil.

SISTEMA PENAL

26 - Práticas restaurativas podem reduzir radicalmente o número de presos.

ECONOMIA

30 - Nova onda de concentração de empresas aumenta o controle do mercado.

LAQUEADURA

34 - Judiciário e Ministério Público divergem sobre tentativa de eugenia.

CULTURA

36 - Verdadeira rede de atividades procura fortalecer as expressões populares.

ENTREVISTA

41 - MARCELINO FREIRE: escritor da nova geração diz escrever “sob violência”.

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo fala sobre onda de caça às bruxas nos espaços culturais do país.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: analisa o cinema, telenovela e luta de classes.

09 - José Arbex Jr. chama a atenção para agravamento da crise dos Estados Unidos.

15 - Sérgio Vaz lembra dos bons momentos da infância proporcionado pela chuva.

20 - Otaviano Helene e Lighia B. Horodynski-Matsushigue: deseducação paulista.

22 - João Pedro Stedile critica a falta de vontade política para democratizar a mídia.

22 - Frei Betto analisa os compromissos de esquerda e direita na atual conjuntura.

23 - Mario Augusto Jakobskind mostra que a extrema violência dividiu a Colômbia.

44 - Gershon Knispel vota e analisa o resultado das eleições para governo de Israel.

 

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: estudos sobre a inovação gramatical.

07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: o encontro de Paulinho da Viola com a Portela.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: lembrança da vírgula assassina.

24 - Ensaio Fotográfico de Marina Muniz Mendes: mulheres camponesas.

45 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: obra importante do marxismo.

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Fri, 15 Mar 2013 13:34:01 -0300
Cuba 3: Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3931-cuba-3-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3931-cuba-3-editorial-e-sumario Cuba Sem Bloqueio n° 3

Encarte especial que acompanha a edição 191 da Revista Caros Amigos


Editorial

Mesmo com todos os danos causados aos povos de Cuba, da América Latina e dos Estados Unidos o bloqueio econômico não conseguiu impor total isolamento à ilha e nem conseguiu impedir quye o povo cubano contagiasse todo o mundo com o seu espírito e solidariedade.

Edição 191 - Editorial e Sumário

Não só as esquerdas e os simpatizantes do socialismo, no mundo todo, romperam com as determinações dadas por Washington, mas também os governos de vários continentes, particularmente América Latina, os poucos restabeleceram relações com Cuba.

Contagiados pela música, cinema, artes, esportes e a grande identidade étnica e cultural, os brasileiros há muito tempo aprenderam a curtir Cuba, conviver com os cubanos e a admirar as virtudes de um povo que, diante de todos os imensos problemas enfrentados, consegue viver com dignidade e, mais do que isso, esbanjar solidariedade.

Neste terceiro fascículo da série Cuba Sem Bloqueio, procuramos mostrar um pouco mais do que o mundo perdeu com o bloqueio, e porque as marcas da solidariedade e do internacionalismo estão impregnadas nas gerações cubanas criadas num país socialista - algo notável num continente influenciado pelo individualismo neoliberal.

Mostramos também que a nova conjuntura política da América Latina, com governos soberanos em relação às políticas estadunidenses, tidos como progressistas e de esquerda, estimulou um novo patamar de relações com Cuba, especialmente nas áreas do comércio, dos investimentos, do turismo e da cultura.

Tudo está a indicar que a abertura de Cuba só vai acelerar e intensificar o intercâmbio com outros povos e nações.

Pelo fim do bloqueio.

 

Sumário

03 - Países furam o bloqueio e resgatam inserção cubana

06 - Sanções dos EUA causam perdas a seu próprio povo

08 - Atentado à soberania, bloqueio penaliza o mundo

10 - Solidariedade contra a exploração marca política externa

12 - História turbulenta com parceria consolidada

15 - Cronologia resgata medidas do bloqueio de 1989 a 2000

16 - Livros, sites e filmes indicados para consulta

 

Cuba Sem Bloqueio 1

CUBA Capa-SiteLink

Encarte da edição 189

 Cuba Sem Bloqueio 2

Cuba2-i

Encarte da edição 190

Especial Cuba Sem Bloqueio no site

 

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Thu, 14 Feb 2013 15:44:58 -0200
Edição 191 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4000-edicao-191-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4000-edicao-191-editorial-e-sumario Editorial

O CANTO DA SEREIA

A Fundação Ford (FF) é uma das mais poderosas instituições filantrópicas do mundo. Atua no Brasil desde 1962, no financiamento de bolsas de estudos e projetos de universidades, entidades e Organizações Não Governamentais (ONGs). Têm diretrizes e objetivos próprios, os quais podem demarcar campos de disputa com outras visões de mundo. Seria ingenuidade imaginar que uma instituição desse porte, perfeitamente sintonizada com os interesses dos Estados Unidos – corporações e governos – fosse despejar rios de dinheiro em regiões estratégicas do mundo sem vislumbrar alguma contrapartida ou algum ganho político, mesmo no universo cultural e simbólico.

Reportagem da Caros Amigos procura mostrar um pouco da história da FF no Brasil, nas apostas que fez na área acadêmica, educação, agricultura e mais recentemente em projetos de direitos humanos e democratização da comunicação. Analistas creditam o fortalecimento do agronegócio graças ao investimento feito pela instituição na área de política agrícola. Fica evidenciado, também, na destinação dos recursos, o foco na atuação privatizada da sociedade civil, em detrimento das políticas públicas emanadas do Estado.

Enfim, a matéria possibilita um bom debate sobre a atuação sedutora de uma instituição comandada desde o centro do império.
Outra reportagem instigante trata da confusão criada – no Brasil e demais países de língua portuguesa – sobre a implementação do acordo ortográfico, tocado pela diplomacia e pelas academias de letras sem nenhuma discussão com a sociedade, linguistas, educadores ou com professores e suas entidades. Ao contrário, a matéria mostra que a reforma da ortografia – cuja data para vigorar foi adiada mais uma vez – está cercada de interesses editoriais e econômicos, os quais já renderam bilhões de reais para os mais espertinhos.

Além disso, Caros Amigos publica uma excelente entrevista com o psicanalista Tales Ab’Sáber, que analisa o fenômeno do lulismo e o vazio da crítica no Brasil atual; e reportagens sobre o indiano que resgatou 81 mil crianças do trabalho infantil, a tentativa de recriação do cinema político nacional, o debate sobre os editais dos pontos de cultura, o conflito imobiliário na região portuária do Rio de Janeiro e a ameaça que representa a ascensão e dominação do fundamentalismo cristão.

Enfim, uma revista imperdível. Confira.

Cuba3-CapaSite

Circula nesta edição o terceiro fascículo Cuba Sem Bloqueio.

Clique e confira

 

 

 

 

 

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

10 - FUNDAÇÃO FORD: A face sedutora do império despeja recursos em projetos da sociedade civil. Por Caio Zinet

16 - URBANO: Projeto de “revitalização” acirra conflitos imobiliários na região portuária do Rio. Por Isabela Calil

26 - ORTOGRAFIA Interesses políticos e econômicos criaram a maior confusão com a língua escrita. Por Eliane Parmezani

30 - MEMÓRIA: Centro Cultural Afro-Brasileiro pesquisa existência de quilombo em São Paulo. Por Bruno Fiuza

36 - IMPRENSA: Lembrança do Getulino, o primeiro jornal de luta feito por negros há 90 anos. Por Amanda Cotrim

38 - POLÍTICA CULTURAL: Erros e desafios do governo na gestão dos recursos para produtores culturais. Por Laís Modelli

41 - ÍNDIA: A incrível história do indiano que resgatou 81 mil crianças do trabalho infantil. Por Leandro Uchoas

 

ENTREVISTA

20 - TALES AB’SÁBER analisa o fenômeno do lulismo e o vazio da crítica política. Por Gabriela Moncau

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo protesta contra as câmeras instaladas na favela da Rocinha.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos analisa o que importa nas contraposições.

08 - Emir Sader considera o Brasil melhor após os dez anos de governo petista.

09 - José Arbex Jr. denuncia que o fascismo cristão avança nos Estados Unidos.

15 - Sérgio Vaz coloca em singelos versos a felicidade efêmera do poeta.

33 - João Pedro Stedile defende a urgente democratização do Poder Judiciário.

33 - Frei Betto registra algumas datas e eventos significativos no ano de 2013.

34 - Heitor Augusto analisa o novo cinema brasileiro que tenta quebrar barreiras.

44 - Gershon Knispel lembra que quem ignora o passado sofre seus horrores.

 

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: A palhaçada do acordo ortográfico.

07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: Vinicius, Tom e a criação de Orfeu da Conceição.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: O erro de Demóstenes.

19 - Perfil: Oscar Niemeyer –  O arquiteto comunista. Por Paula Salati 

24 - Ensaio Fotográfico de Luiz Baltar e Renan Otto – As comunidades do Rio.

45 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Abolição, nordeste e poesia.

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Fri, 15 Feb 2013 13:31:05 -0200
Edição 190 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4029-edicao-190-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4029-edicao-190-editorial-e-sumario EDITORIAL

A supervalorização da terra e dos imóveis urbanos tem acelerado a exclusão social e ampliado para a periferia mais distante os efeitos danosos da especulação, que há tempos tomou conta das cidades sem qualquer controle e limite.

A Caros Amigos mostra que a ganância das incorporadoras não apenas eleva astronomicamente os preços nas áreas nobres, inviabilizando a moradia dos mais pobres, e até mesmo de setores das classes médias, como também força o deslocamento de contingentes da população para núcleos residenciais longe dos centros urbanos – nos quais os moradores fi cam isolados e despojados dos serviços públicos, com a consequente perda na qualidade de vida.

Outra reportagem debate o papel nefasto dos chamados programas humorístico da TV, que, na ausência de melhor criatividade, procuram explorar nas piadas as situações que reproduzem e reforçam preconceitos contra segmentos da população, especialmente para atingir negros, índios, mulheres e gays. Em nome de uma pretensa “liberdade de expressão”, tais programas escondem não apenas a piada de mau gosto e o sensacionalismo barato, mas a visão conservadora e preconceituosa mais atrasada na sociedade.

A Caros Amigos explica que, diferentemente da omissão de muitos governos latino-americanos, o governo de Cristina Kirchner, na Argentina, com a participação decisiva do Congresso Nacional e de setores do Poder Judiciário, decidiu enfrentar para valer os barões da mídia, aqueles poucos grupos que há anos monopolizam o sistema de comunicação do país. A nova lei de mídia estabelece a divisão equilibrada dos meios entre públicos, privados e estatais; e limita o número de concessões de rádio e TV para cada empresa. Assim, a Argentina entra, agora, na era da democratização da comunicação, com certeza um ganho signifi cativo para toda a sociedade.

Outras matérias tratam da organização de trabalhadores nas reservas extrativistas do Amapá, o novo status da Palestina na ONU, o projeto que procura integrar o futebol de várzea com os saraus de poesia e literatura, o papel do Estado na “cracolândia”, além de excelentes entrevistas com Maria Lucia Fattorelli, que analisa a dívida pública que consome o orçamento da União, e com o músico Marcelo Yuka, que fala sobre as operações policiais nas favelas do Rio de Janeiro.

Encarte

Cuba2-iJunto com essa edição, o leitor recebe o número 2 do encarte especial Cuba Sem Bloqueio, série de quatro fascículos que faz um balanço atualizado dos 50 anos de bloqueio econômico imposto pelo imperialismo dos Estados Unidos ao povo da República de Cuba. Encartados nas revistas de dezembro, janeiro, fevereiro e março, os fascículos mostram o anacronismo danoso do bloqueio e enfatizam as vantagens de sua imediata suspensão, para todos os povos do mundo, da América Latina e também estadunidense.

Clique na imagem e leia o editorial. E acompanhe o especial também no site de Caros Amigos.

Boa Leitura.

 

SUMÁRIO

REPORTAGENS

ESPECULAÇÃO
10 - Explosão do mercado imobiliário acelera precarização da vida nas cidades.
Por Eliane Parmezani

EXTRATIVISMO
16 - Movimento popular organiza exploração de reservas no Amapá.
Por Eduardo Sá

MÍDIA
26 - Argentina enfrenta os barões da imprensa para democratizar a comunicação.
Por Débora Prado

HUMOR
29 - Programas de TV difundem piadas preconceituosas para milhões de brasileiros.
Por Paula Salati

PALESTINA
32 - ONU aprova novo status para a Palestina contra a violência de Israel.
Por Tatiana Merlino

FUTEBOL E POESIA
40 - Projeto da Cooperifa integra o futebol de várzea com atividades literárias.
Por Nina Fideles

ENTREVISTAS

20 - MARIA LÚCIA FATTORELLI: “Dívida pública consome orçamento da União”.
Por Gabriela Moncau

42 - MARCELO YUKA sobre a segurança pública: “Não acredito em paz armada”.
Por Otávio Nagoya

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo fala sobre o reiterado discurso em defesa da educação.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos defende a proibição da telenovela.

09 - José Arbex Jr.: governo estadunidense usa robôs para assassinar “inimigos”.

14 - João Pedro Stedile aponta 2012 o pior ano da reforma agrária desde a ditadura.

14 - Frei Betto apresenta votos de Feliz Ano-Novo aos que fazem a diferença.

15 - Sérgio Vaz indica as características marcantes da mediocridade de cada um.

34 - Mário Augusto Jakobskind comenta o isolamento do governo israelense.

36 - Gershon Knispel presta homenagem ao amigo e companheiro Oscar Niemeyer.

38 - Bárbara Vidal analisa a paranoia do Estado no enfrentamento das drogas.

SEÇÕES

05 - Caros Leitores – cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: o que não sabemos da nossa língua.

07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: romantismo e melancolia de Dolores Duran.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: crítica ao esquema do futebol.

19 - Perfil de Décio Pignatari – Por Caio Zinet: o poeta inquieto e inovador.

24 - Ensaio Fotográfico de Patrícia Monteiro – retrato da vida numa ocupação.

45 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu : o que a esquerda lembra.

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

 

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Wed, 16 Jan 2013 17:43:20 -0200
Cuba 2: Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3930-cuba-2-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3930-cuba-2-editorial-e-sumario Cuba Sem Bloqueio n° 2

Encarte especial que acompanha a edição 190 da Revista Caros Amigos

 

TESTE DE RESISTÊNCIA

O povo cubano comeu o pão que o diabo amassou. Pelo menos em dois momentos de crise, em mais de cinquenta anos de revolução socialista. O primeiro, logo que os Estados Unidos iniciaram o feroz bloqueio contra a ilha, com a cumplicidade de muitos governos ocidentais, o país sofreu com o desabastecimento de produtos básicos, a limitação do comércio exterior e a ausência de recursos financeiros.

Edição 190

O segundo, quando o bloco soviético caiu, no final dos anos 1980 e início dos 1990, quando o governo cubano precisou adotar rígida política de racionamento. Não foi mole: estudos demonstram que a população teve a média de peso reduzida. Mas, ninguém passou fome ou morreu de desnutrição.

Apesar de ter sido colocado no isolamento, o povo cubano deu exemplos inquestionáveis de determinação, já que superou os mais duros obstáculos com a construção de valores fundamentais para a humanidade, entre os quais o da solidariedade, interna e externa. Mesmo sufocada economicamente, a República de Cuba cuidou da alimentação, da saúde e da educação, do trabalho e da dignidade das pessoas. Cuidou também do eixo obrigatório que manteve o povo de pé: a formação da consciência política de que liberdade e soberania de um país são valores inegociáveis.

Neste segundo fascículo da série CUBA SEM BLOQUEIO, procuramos mostrar alguns momentos dessa resistência do povo cubano e um pouco daquilo que foi construído – com criatividade e esforço coletivo – para assegurar melhores condições de vida, sem exclusão. Lembramos que Cuba tem sido referência em vários aspectos para muitos povos e países, em especial para todos nós que integramos a América Latina.

Pelo fim do bloqueio.

P. S – Agradecemos aos autores do livro Cuba Sem Bloqueio (Radical Livros, 2012), Hideyo Saito e Antonio Haddad, que compartilharam o título dado a seu livro e informações de sua obra, sobre mídia, contribuindo com este encarte.

 

SUMÁRIO

 

03 - Conjuntura - As conquistas e desafios que marcaram Cuba. Por Eliane Parmezani

06 - Primeiros Impactos - Resistência e criatividade como tática de superação. Por Gabriela Moncau

08 - Período Especial - Um povo que precisou se reinventar. Por Caio Zinet

10 - América Latina - Entre exportar modelos e superar a pobreza. Por Paula Salati

12 - Cuba Hoje - Dilemas enfrentados para o socialismo do século 21. Por Otávio Nagoya

15 - Linha do Tempo - Cronologia resgata medidas do bloqueio. De 1974 A 1989

16 - Saiba Mais - Livros, sites e filmes indicados para consulta 

 

EXPEDIENTE

Editor-chefe: Hamilton Octavio de Souza; editora executiva: Débora Prado; produção e revisão: Cecília Luedemann; projeto gráfico e diagramação: Gilberto de Breyne; reportagem: Caio Zinet, Eliane Parmezani, Gabriela Moncau, Otávio Nagoya e Paula Salati. Encartado na edição 190 da revista Caros Amigos.

 

CUBA Capa-SiteLink

Cuba Sem Bloqueio n° 1

 

Especial Cuba Sem Bloqueio no site

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Wed, 16 Jan 2013 16:55:57 -0200
Edição 189 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3999-edicao-189-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3999-edicao-189-editorial-e-sumario MARCAS DA DESTRUIÇÃO

A jornalista Sue Branford passou um mês percorrendo a Transamazônica e, com a colaboração da jornalista Natalia Guerrero, relata para Caros Amigos a ação ilegal dos madeireiros, que deixam para trás um rastro de destruição na floresta em áreas de assentamento e reservas públicas de preservação. Ela constata a criminosa conivência das autoridades e a existência de diversos esquemas para que a atuação predatória aconteça sem a menor fiscalização e com total impunidade.

Em 1973, quando era correspondente no Brasil do jornal inglês Financial Times, Sue Branford fez uma primeira viagem à Amazônia para acompanhar a construção da Transamazônica. Agora, quase 40 anos depois, encontrou uma região radicalmente transformada, onde a motoserra é a arma mais poderosa, que aterroriza colonos, indígenas e funcionários públicos.

Já no extremo sul da América do Sul, o governo do Uruguai debate com o Congresso um projeto de lei que assegura ao Estado o cultivo, distribuição e venda controlada da maconha, como forma de combater os cartéis do tráfico, as várias atividades criminosas relacionadas com as drogas e impedir que a criminalização seja usada como instrumento da repressão policial. Reportagem da Caros Amigos conta os detalhes desse projeto.

A revista veicula também boas reportagens sobre o congelamento das convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT), os dramas dos migrantes mexicanos retornados ao seu país, o desaparecimento de argentinos no Brasil durante a ditadura, além de entrevistas com o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e a advogada Rosa Maria Cardoso da Cunha, integrante da Comissão Nacional da Verdade.

CUBA Capa-SiteLinkENCARTE

Junto com esta edição da Caros Amigos, o leitor receberá o número 1 do suplemento especial “Cuba Sem Bloqueio” que, em quatro fascículos faz um balanço vivo e atualizado dos 50 anos de bloqueio econômico imposto pelo imperialismo dos Estados Unidos ao povo da República de Cuba. Encartados nas revistas de dezembro, janeiro, fevereiro e março, os fascículos mostram o anacronismo danoso do bloqueio e enfatizam as vantagens de sua imediata suspensão, para todos os povos do mundo, da América Latina e também estadunidense.

(clique na capa e saiba mais; clique aqui e navegue pelo especial Cuba no site)

COLABORAÇÃO

Depois de mais de três anos de atuação direta na redação da Caros Amigos, a jornalista Tatiana Merlino decidiu se desligar para enfrentar novos desafios profissionais e tocar outros projetos na área de defesa dos direitos humanos. Queremos registrar nossos agradecimentos a ela, que deu grande contribuição jornalística para a fase atual da revista e que, mesmo afastada da redação desde 1° de dezembro, continuará colaborando conosco.

Boa Leitura.

 

SUMÁRIO


REPORTAGENS

10 - AMAZÔNIA: Madeireiros avançam na destruição da floresta sem nenhuma fiscalização. Por Sue Branford

16 - CONVENÇÕES DA OIT: O Estado assina documentos, mas Congresso Nacional não transforma em leis. Por Caio Zinet

30 - MACONHA ESTATAL: Governo do Uruguai debate controle do cultivo, distribuição e uso da erva. Por Gabriela Moncau

33 - MÉXICO: Os traumas dos migrantes mexicanos depois do retorno dos Estados Unidos. Por Laís Modelli

36 - GRACILIANO RAMOS: Livro de Dênis de Moraes comemora 120 anos do escritor da literatura crítica. Por Cecília Luedemann


ENTREVISTAS

20 - ROSA MARIA C. DA CUNHA: “Direito à verdade se concretiza com Justiça”. Por Tatiana Merlino

26 - TARSO GENRO: “O Brasil tem o dever de ser solidário com Cuba”. Por Débora Prado

40 - MARCO BECHIS: cineasta fala de filme sobre Mussolini e outras produções. Por Júlio Delmanto


ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo relata a experiência da disputa eleitoral no Rio de Janeiro.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos desmonta o falso discurso da sustentabilidade.

08 - Emir Sader analisa as contradições da “Primavera Árabe” dois anos depois.

09 - José Arbex Jr. adverte que Sharon quer fazer de Gaza uma nova Hiroshima.

15 - Sérgio Vaz profetiza sobre os novos dias de lutas e de brigas no ano novo.

23 - João Pedro Stedile defende a proposta de um projeto popular para o Brasil.

23 - Frei Betto torce para Barack Obama ter boas relações com a América Latina.

39 - Maria Orlanda Pinassi analisa as políticas econômicas contra os trabalhadores.

42 - Mario Augusto Jakobskind: o desaparecimento de argentinos no Brasil.

44 - Gershon Knispel critica governo por eliminar não-judeus do Estado de Israel.


SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: desabafo contra jornalismo reacionário.

07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: Luiz Gonzaga e a linguagem dos pássaros.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: sobre a memória das ditaduras.

24 - Ensaio Fotográfico de Fernando Borges: a ocupação do território palestino.

29 - Perfil de Dom Tomás Balduíno – Por Paula Salati: trajetória de lutas sociais.

45 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: a atualidade do jovem Marx.


CHARGES

03 - Guto Lacaz

46 - Claudius

 

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Wed, 19 Dec 2012 12:39:29 -0200
Cuba 1: Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3929-cuba-1-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3929-cuba-1-editorial-e-sumario Cuba Sem Bloqueio n° 1

Encarte especial que acompanha a edição 189 da Revista Caros Amigos

 

Editorial

A Caros Amigos tem a grata satisfação de oferecer aos seus leitores, apoiadores e público em geral a série de quatro fascículos especiais sobre o anacrônico bloqueio patrocinado pelos Estados Unidos, a maior potência econômica e militar do mundo, contra a República de Cuba, a pequena ilha do Caribe onde – há mais de 50 anos – triunfou uma revolução socialista.

Queremos mostrar como e porque foi iniciado o bloqueio, a conjuntura da guerra fria e das ditaduras na América Latina, as consequências concretas das medidas adotadas pelo governo estadunidense, a valorosa resistência do povo cubano, a nova situação geopolítica do mundo, a reabertura das relações de inúmeros países com a ilha, um pouco da vida em Cuba, hoje, e a campanha pelo fim do odioso bloqueio.

Os fascículos tratam dos vários aspectos que importam nas relações entre nações: políticos, econômicos e culturais. Enfatizam que a condenação de Cuba ao isolamento, em pleno século 21, não faz mais nenhum sentido, toda a humanidade perde. Ao contrário, destacam que os países que romperam o bloqueio estão tendo a oportunidade de fazer bons negócios com Cuba e, mais do que isso, receber a contribuição solidária dos cubanos em várias áreas do conhecimento cultural e científico, entre as quais na da saúde.

Na produção desse material jornalístico, com independência e espírito crítico, a revista evidentemente se posiciona pelo fim do bloqueio, pelo direito do povo cubano defender a sua soberania e ter respeitada a sua autodeterminação, de tal forma que a República de Cuba, socialista, democrática, seja aceita integralmente em todos os fóruns mundiais – sem sofrer nenhum tipo de discriminação.

Pelo fim do bloqueio.

P.S – Agradecemos ao Consulado de Cuba em São Paulo pela gentileza de nos atender prontamente em todas as nossas solicitações de dados, informações e material sobre o bloqueio.


SUMÁRIO

03 - Revolução - Um povo queconquistou a soberania. Por Paula Salati

06 - Guerra Fria - Cuba entra no jogo da partilha do globo. Por Otávio Nagoya

08 - América Latina - Terror de estado para impedir transformações

10 - Atuação dos EUA - Império usa bloqueio econômico contra a ilha. Por Gabriela Moncau

12 - Cuba Hoje - Em busca de novos parceiros internacionais. Por Caio Zinet

15 - Linha do Tempo - Cronologia resgata primeiras medidas do bloqueio

16 - Saiba Mais - Livros, sites e filmes indicados para consulta

 EXPEDIENTE

Editor-chefe: Hamilton Octavio de Souza; editora executiva: Débora Prado; produção e revisão: Cecília Luedemann; projeto gráfico e diagramação: Gilberto de Breyne; reportagem: Caio Zinet, Eliane Parmezani, Gabriela Moncau, Otávio Nagoya e Paula Salati. Encartado na edição 189 da revista Caros Amigos.

 

Especial Cuba no Site 

 www.lojacarosamigos.com.br

]]>
aray.aray@gmail.com (Aray Nabuco) Edições Anteriores Tue, 18 Dec 2012 16:09:07 -0200
Edição 188 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3998-edicao-188-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3998-edicao-188-editorial-e-sumario FRUTOS ELEITORAIS

O presidente Hugo Chávez, da Venezuela, conquistou nas urnas – em pleito de lisura inquestionável – um novo mandato de seis anos. Mais do que assegurar a continuidade do atual governo, o povo venezuelano votou por aprofundar o intenso processo de transformações no país, que reduz a desigualdade, amplia serviços públicos e garante aos trabalhadores melhores condições de vida.

A reportagem da Caros Amigos foi ver de perto o que realmente significa o “socialismo do século 21”, que teima em caminhar na contramão do modelo neoliberal. Constatou que o projeto chavista enfrenta problemas, recebe críticas, mas efetivamente estimula grande avanço na organização popular e na instalação das redes públicas de varejo, investe na construção de moradias para a população de baixa renda, patrocina a febre das comunas e das iniciativas de produção coletiva controladas pelos próprios trabalhadores. Existe, sim, um processo de socialização.

Eleições

Aqui, no Brasil, as eleições municipais, mesmo centradas em disputas locais, serviram também para consagrar as lideranças de Lula e Dilma, no PT, de Aécio Neves, no PSDB, e de Eduardo Campos, no PSB – todos eles eventuais candidatos ou principais eleitores na disputa presidencial de 2014. PT e PSB foram os partidos que mais cresceram, respectivamente em número de eleitores e de capitais conquistadas. Ao mesmo tempo, a matéria da Caros Amigos procura esclarecer porque foram registrados altos índices de abstenção e porque aumentaram os votos brancos e nulos.

Outra reportagem importante é a denúncia de que o despejo do Pinheirinho, em São José dos Campos, ocorrido no início do ano, foi previamente articulado por várias autoridades do Estado de São Paulo para favorecer a especulação imobiliária de alguns. Advogados e procuradores reuniram provas e as encaminharam para a Organização dos Estados Americanos (OEA), onde o caso de violência contra o povo deverá ser analisado.

Entrevistas

A revista publica, também, ótimas entrevistas: com o jornalista paraense Lúcio Flávio Pinto, que fala sobre as dificuldades de se fazer jornalismo independente na região Amazônica; com o cantor africano Tiken Jah Fakoly, que sofre perseguição no próprio continente; e com as compositoras Luana Hansen e Elisa Gargiulo, que juntaram funk e rap na luta feminista.

Caros Amigos conta agora com a colaboração de Eliete Negreiros, que escreverá todos os meses sobre música e cultura em geral. Ela reforça o bom time de articulistas e colunistas da revista.

Vale a pena conferir.


SUMÁRIO


REPORTAGENS

10 - VENEZUELA - Novo mandato do presidente Hugo Chávez e a construção do socialismo. Por Tatiana Merlino

16 - ELEIÇÕES - O resultado do último pleito fortaleceu algumas lideranças para a 2014. Por Caio Zinet

26 - PINHEIRINHO - Advogados denunciam na OEA que despejo visou especulação imobiliária. Por Débora Prado

32 - ESPAÇO CULTURAL - Grupos culturais e a maioria da população não têm acesso a bens culturais. Por Eliane Parmezani

35 - ARIANO SUASSUNA - O escritor e teatrólogo nordestino conta histórias e fala de sua obra. Por Rôney Rodrigues


ENTREVISTAS

20 - LÚCIO FLÁVIO PINTO: “Que a história do colonizador não prevaleça”. Por Rodrigo Cruz

38 - TIKEN JAH FAKOLY: músico perseguido clama por democracia na África. Por Gabriela Moncau

42 - LUANA HANSEN E ELISA GARGIULO: punk e rap na luta feminista. Por Otávio Nagoya


ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo comenta os saldos positivos da campanha eleitoral no Rio.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: telenovela, nacionalismo e imperialismo.

08 - Emir Sader defende a ocupação de espaços para a democratização do Estado.

09 - José Arbex Jr. analisa porque o “mensalão” revela a crise dos partidos.

14 - Mario Augusto Jakobskind critica a política de direitos humanos dos EUA.

15 - Sérgio Vaz faz homenagem ao almirante negro e herói da chibata João Cândido.

24 - João Pedro Stédile denuncia a impunidade no massacre de Felisburgo.

24 - Frei Betto analisa o avanço do fundamentalismo religioso na política brasileira.

30 - Gershon Knispel fala das perspectivas que sobraram ao Estado de Israel.


SEÇÕES

05 - Jornalismo: Caros Amigos ganha o Prêmio Vladimir Herzog.

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: revelações de uma entrevista pingue-pongue.

07 - Paçoca – Por Eliete Negreiros: falar de música e de arte não é fácil.

31 - Perfil de Carlos Nelson Coutinho – Por Carlos Alberto Bello.

41 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: livros de marxismo e Era Vargas.


CHARGES

04 - Guto Lacaz

45 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Wed, 21 Nov 2012 16:09:54 -0200
Edição 187 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3997-edicao-187-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3997-edicao-187-editorial-e-sumario VÍTIMAS DO FOGO

A imprensa tem registrado a onda de incêndios nas favelas de São Paulo. Uma situação dramática, verdadeira tragédia, com milhares de famílias que perderam seus pertences e suas casas – em uma condição de vida já marcada pela precariedade. As cenas das labaredas comovem os telespectadores, as notícias nos jornais destacam os números e são logo esquecidas. Pouco se sabe sobre as vítimas do fogo, quem são, de onde vieram, para onde vão, quais são as suas histórias.

A reportagem da Caros Amigos acompanhou, durante uma semana, a rotina de uma família que teve o barraco incendiado na favela do Piolho, na zona sul de São Paulo. A história do casal Amadeu-Maria Aparecida, suas filhas e netos, expressa a dimensão humana de um fato nem sempre abordado pelo lado das vítimas – das pessoas que tiveram suas vidas radicalmente alteradas, ficaram à mercê dos serviços públicos e foram colocadas numa situação ainda pior do que estavam.

Outra reportagem procura desvendar quem tem se beneficiado realmente da Lei Rouanet, que é o principal instrumento de incentivo à cultura nacional. Mostra que os bancos e grandes empresas elitizaram tais recursos e reproduzem, na esfera cultural, algo parecido com o modelo econômico que concentra renda e gera desigualdade social. Por isso, milhares de projetos culturais continuam descartados de qualquer apoio. A Caros Amigos foi fundo também na análise da situação dos acidentes de trabalho, no Brasil, especialmente após a implementação de medidas neoliberais que agravaram as condições de trabalho, aceleraram o ritmo de produção e “flexibilizaram” a legislação de proteção aos trabalhadores. O quadro atual serve de alerta para quem tem alguma preocupação e alguma responsabilidade com a defesa da saúde do trabalhador.

Outra matéria instigante apresenta o recorte do Simpósio Internacional – A Esquerda na América Latina, realizado em setembro, na USP, em São Paulo, no qual dezenas de pensadores, intelectuais e militantes de esquerda analisaram as perspectivas da luta no continente. Além disso, a revista tem outras reportagens, artigos e três ótimas entrevistas: com a cantora Teresa Cristina, com o comunicador popular Vito Giannotti e com a relatora da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, Rosa Maria Ortiz.

Enfim, um conteúdo imperdível. Vale a pena conferir.

Hamilton Octavio de Souza

Editor-chefe

 

SUMÁRIO

 

REPORTAGENS

10 - CULTURA Lei Rouanet reproduz concentração da renda e desigualdade social do país. Por Eliane Parmezani

16 - TRABALHO Número de acidentes aumenta com a piora das condições de trabalho. Por Caio Zinet

26 - POLÍTICA Encontro internacional debate perspectivas da esquerda na América Latina. Por Gabriela Moncau

32 - VENEZUELA O que acontece com o processo revolucionário inaugurado por Hugo Chávez. Por Fania Rodrigues

36 - VÍTIMAS DO FOGO A saga de uma família perseguida pelos incêndios nas favelas de São Paulo. Por Tatiana Merlino

39 - COMUNICAÇÃO A obra, a trajetória e a rebeldia do cartunista Laerte Coutinho. Por Gabriela Moncau

 

ENTREVISTAS

20 - VITO GIANNOTTI – “É hora de avançar na democratização da comunicação”. Por Eduardo Sá

34 - ROSA MARIA ORTIZ – “O direito à educação não pode caminhar sozinho”. Por Fabíola Munhoz

42 - TERESA CRISTINA – “Quem me levou para o samba foi o Candeia”. Por Otávio Nagoya

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo afirma que moradores de favelas vivem situação muito cruel.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: a metrópole do capitalismo videofinanceiro.

08 - Emir Sader analisa o caráter ambíguo das organizações não governamentais.

09 - José Arbex Jr. relaciona o voto conservador com a descrença nos partidos.

15 - João Pedro Stedile relata as tristes cenas da espoliação no Maranhão.

15 - Frei Betto considera que o esquerdista e o direitista padecem da mesma síndrome.

19 - Sérgio Vaz lança versos candentes sobre o amor de todo dia.

30 - Mario Augusto Jakobskind: família de Jango move ação contra Estados Unidos.

 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: o sesquicentenário de Os Miseráveis.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: A via tropicalista de Tom Zé.

23 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Crítica ao PT e antologia da esquerda.

24 - Ensaio Fotográfico – Por Gilberto de Breyne: Ribeirinhos de Santarém (PA).

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Wed, 17 Oct 2012 17:15:33 -0300
Edição 186 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3996-edicao-186-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3996-edicao-186-editorial-e-sumario FRUTO DA IMPUNIDADE

Prezados (as),

Saudações.

A nova edição da revista Caros Amigos revela, com exclusividade, como estão agindo atualmente os Grupos de Extermínio no Estado de São Paulo, formados especialmente por integrantes da Polícia Militar. Fontes da própria polícia, que investigaram a atuação desses grupos nos últimos anos, relatam onde estão organizados esses grupos, como são recrutados seus membros e de que forma parte da corporação e do aparelho de Segurança Pública estimula e protege os crimes praticados por esses policiais.

A gravidade da situação, evidentemente, suscita muitas indagações, entre as quais por que governo do Estado fecha os olhos para a barbárie? Não cabe ao Ministério Público e ao Judiciário adotarem providências para desbaratar os novos esquadrões da morte? Não é o caso do Ministério da Justiça intervir na Segurança Pública de São Paulo para proteger a população? Cadê a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República?

Outra grande reportagem da Caros Amigos mostra o agravamento da crise econômica e suas consequências diretas no Brasil, com o enfraquecimento do setor industrial, a queda do PIB, a ameaça de estagnação e as diversas medidas adotadas pelo governo para aquecer a economia, inclusive a promoção de novos pacotes de privatização – com os mais fantásticos atrativos que o capital privado já teve por essas bandas. A matéria tenta desvendar o que acontece quando a “marolinha” pode se tornar um “marolão”.

Além disso, a revista tem excelentes matérias sobre a privataria na educação (entrega de projeto de ensino para empresa estrangeira), os novos recursos da publicidade para enganar as crianças e seus pais e entrevistas com o filósofo Vladimir Safatle, que analisa as eleições municipais no quadro da degradação urbana, e com Zé Junior, que coordena o trabalho da ONG AfroReggae nas comunidades do Rio de Janeiro. Como sempre, a revista conta com bons artigos e análises de sua equipe colaboradores.

Vale a pena conferir. Já nas bancas.

Hamilton Octavio de Souza
Editor


SUMÁRIO

REPORTAGENS

10 - ESQUADRÃO DA MORTE Investigações comprovam a existência de grupos de extermínio na PM paulista. Por Tatiana Merlino

16 - PRIVATARIA NA EDUCAÇÃO Governo estadual entrega projeto de Aula Interativa para empresa estrangeira. Por Eliane Parmezani

26 - CRISE ECONÔMICA A continuidade do modelo neoliberal desarticula e derruba a indústria nacional. Por Caio Zinet

29 - PRIVATIZAÇÃO O pacote da presidente Dilma Rousseff entrega infraestrutura para o capital privado. Por Otávio Nagoya

32 - ESPANHA As famílias se mobilizam em defesa da moradia e contra os despejos forçados. Por Eliane Barros

35 - IRLANDA A crise econômica desmontou o padrão de vida de boa parte da população. Por Nathália Bottino

37 - PUBLICIDADE Cada vez mais os anunciantes utilizam recursos sutis para enganar crianças e pais. Por Paula Salati

 

ENTREVISTAS

20 - VLADIMIR SAFATLE – as eleições acontecem num quadro de degradação urbana. Por Débora Prado

40 - ZÉ JUNIOR – o trabalho da ONG AfroReggae nas comunidades do Rio de Janeiro. Por Eduardo Sá

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo aponta qual deve ser o real valor do espírito olímpico.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos fala de Diegues, Jabor, Glauber e Darcy.

08 - Emir Sader analisa o conflito político causado por estrada na Bolívia.

09 - José Arbex Jr. alerta que a balcanização da Síria terá consequências globais.

14 - João Pedro Stedile questiona o que aconteceu com a soberania nacional.

14 - Frei Betto relata como o governo pretende enfrentar a “desescolaridade”.

15 - Mario Augusto Jakobskind: Estado é acusado de matar índios na Amazônia.

43 - Gershon Knispel: contra a tentativa de boicote ao filme Sobre Futebol e Barreiras.

 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: na língua, o erro é sempre o do outro.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: a música reflete a divisão da cidade.

19 - Pátria Grande – Por Luís Vignolo: Vivian Trias e a esquerda latino-americana.

24 - Ensaio Fotográfico de Bruno Morais: os carroceiros de Seropédica (RJ).

44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: os 25 anos da Editora da Unesp.

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Fri, 21 Sep 2012 12:02:59 -0300
Edição 185 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3995-edicao-185-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3995-edicao-185-editorial-e-sumario ESCALADA AUTORITÁRIA

A nova edição da revista Caros Amigos está repleta de boas reportagens, entrevistas e artigos. Tratamos de temas que nem sempre aparecem na grande imprensa conservadora. E abordamos vários assuntos com foco diferenciado do sistema de comunicação hegemônico, especialmente para mostrar as manobras e maracutaias dos grupos econômicos e da direita.
Caros Amigos publica, mais uma vez, graves denúncias sobre abuso de autoridade e a barbárie que a Polícia Militar teima em praticar contra as populações mais pobres, que moram nas periferias e que não contam normalmente com rede de proteção na mídia e nos poderes constituídos. A revista mostra casos de execução sumária de cidadãos, ameaças à população e atos típicos de esquadrões da morte e de grupos de extermínio formados por policiais.

A revista revela o que é e como funciona o Instituto Millenium, uma organização de direita que reúne empresários, intelectuais, acadêmicos e jornalistas – que tem por objetivo defender o capitalismo e os valores do neoliberalismo. O IMIL conta com recursos financeiros para ampliar seus tentáculos, atuar politicamente em várias frentes e atrair cada vez mais militantes para as fileiras do conservadorismo. O Millenium é o sucessor direto do IPES, que participou ativamente do golpe militar de 1964.

Outras matérias relatam os procedimentos necessários para a mudança de sexo pelo SUS, o processo de privatização da TV Cultura, o desmonte do IBAMA e o escândalo da empresa Controlar – que recebeu da Prefeitura de São Paulo o serviço de inspeção veicular sem passar por licitação pública. Apresentamos também duas entrevistas reveladoras: uma com o ex-ministro de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, que analisa o trabalho da Comissão da Verdade, e outra com o cineasta Beto Brant, que conta como é difícil fazer cinema independente no Brasil.

Caros Amigos está com conteúdo imperdível.

Vale a pena conferir.

Hamilton Octavio de Souza
Diretor de redação


SUMÁRIO

 

REPORTAGENS

10 - POLÍCIA ASSASSINA: o povo de São Paulo sob terror do governo Alckmin. Por Tatiana Merlino

16 - INSTITUTO MILLENIUM: principal centro de formação e articulação da direita. Por Débora Prado

20 - IBAMA: o órgão de proteção ambiental enfrenta grave processo de desmonte. Por Otávio Nagoya

36 - MUDANÇA DE SEXO: como chegar à cirurgia na rede pública de saúde. Por Paula Salati

40 - INSPEÇÃO VEICULAR: contrato irregular depende de decisão da Justiça. Por Gabriela Moncau

46 - TV CULTURA: tucanato paulista insiste na privatização da emissora estatal. Por Eliane Parmezani

 

ENTREVISTAS

28 - PAULO VANNUCHI – ex-ministro avalia o trabalho da Comissão da Verdade. Por Tatiana Merlino

43 - BETO BRANT – cineasta fala dos desafios do cinema independente no Brasil. Por Débora Prado

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo: poetas da Cooperifa ocuparam sarau na favela da Rocinha.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos analisa o jogo do imperialismo na América Latina.

08 - Emir Sader fala sobre a indispensável articulação entre teoria e prática.

09 - José Arbex Jr. presta homenagem ao pensador marxista Vito Letízia (1937-2012).

15 - Sérgio Vaz esclarece o que é magia negra de verdade e feitiço de racista.

24 - João Pedro Stedile aponta porque o governo não faz a reforma agrária.

24 - Frei Betto alerta que o PT corre o risco de ficar mais parecido com o PMDB.

50 - Mario Augusto Jakobskind analisa projeto uruguaio de comercializar a marijuana.

51 - Gershon Knispel protesta contra prédio que detona os valores civilizatórios.

 

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: deixa claro que ninguém manda na língua.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: falsas dicotomias na música brasileira.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: as contradições existenciais.

26 - Perfil de José Celso Martinez – Por Alexandre Bazzan e Eliane Parmezani.

34 - Ensaio Fotográfico de Rafael Stedile: eleições e protestos no México de 2012.

52 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: as memórias da viúva de Prestes.

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Thu, 16 Aug 2012 18:46:48 -0300
Edição 184 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3994-edicao-184-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3994-edicao-184-editorial-e-sumario GUERRAS E GOLPES

A Grécia vive em estado de guerra. Não apenas nos confrontos nas ruas e nas bombas jogadas a esmo pela polícia, mas na luta para superar uma terrível crise econômica e encontrar outro modelo de organização da sociedade que permita melhores condições de vida – para todos. Em reportagem exclusiva, os enviados especiais da Caros Amigos contam quais são as principais batalhas dos gregos, hoje, e como eles estão ensaiando novas formas de fazer política.

Já o Paraguai, parceiro do Brasil no Mercosul, é vítima de um golpe – a destituição do presidente eleito Fernando Lugo – pela via do “Estado de Direito Democrático”, no qual a Constituição e os processos institucionais permitem às elites políticas, às oligarquias e às maiorias parlamentares, com respaldo do Judiciário, dirigir e mudar governos sem qualquer consulta ao povo e sem precisar recorrer à violência das Forças Armadas. Caros Amigos mostra o que está por trás do golpe no Paraguai.

Uma Grande Guerra está sendo travada pelo controle da internet e por tudo o que circula nas redes sociais, com confrontos não apenas no mundo virtual, mas com enorme interferência no mundo real. Nesse campo de batalha, o hackerativismo ganha a dimensão da luta de guerrilhas, seja para defender o livre acesso na circulação da informação ou para combater os ícones do sistema político-econômico dominante – em contraposição aos exércitos convencionais, com suas leis de controle e seus conteúdos comerciais. Reportagem da revista desvenda as interfaces dessa Grande Guerra – decisiva para o futuro da humanidade.

Caros Amigos vai fundo, também, na desmistificação do golpe do agronegócio: revela que a expansão da cana-de-açúcar no Mato Grosso do Sul, cantada em prosa e verso como sendo a fina flor do capitalismo brasileiro, não passa de um negócio de baixa produtividade, que só se sustenta sugando os recursos públicos, não distribui riqueza e, ainda por cima, explora a mão de obra indígena – a mais barata do Brasil.

Além de outras reportagens e artigos, a revista publica ótimas entrevistas: com os professores Heloísa Borsari e Cesar Augusto Minto, diretores da Adusp, que denunciam o império do autoritarismo na USP; com a economista Leda Paulani, que analisa a crise mundial; e com a economista Sandra Quintela, que faz um balanço da Cúpula dos Povos, realizada em junho no Rio de Janeiro.

É só conferir.

Hamilton Octavio de Souza

Diretor de redação

 

REPORTAGENS

10 - GRÉCIA: povo mobilizado ensaia novas políticas para mudar o país. Por Caio Zinet e Gabriela Moncau

16 - PARAGUAI: golpe das oligarquias derruba o presidente eleito Fernando Lugo. Por Tatiana Merlino

31 - Crise financeira aumenta danos do agronegócio no Mato Grosso do Sul. Por Maria Luísa Mendonça e Fábio T. Pitta

39 - Hackerativismo faz parte da guerra que está sendo travada no mundo virtual. Por Aray Nabuco

 

ENTREVISTAS

20 - Leda Paulani analisa a sequência de crises na Europa e a situação brasileira. Por Otávio Nagoya

26 - Diretores da Adusp denunciam o autoritarismo na Universidade de São Paulo. Por Valéria Nader e Gabriel Brito

34 - Sandra Quintela faz balanço da Cúpula dos Povos: um evento anticapitalista. Por Eduardo Sá e Raquel Júnia

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo alerta: não deixe o jongo morrer, não deixe o funk acabar.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos considera Serra um tucano antipovo.

08 - Emir Sader analisa o enigma argentino, o peronismo e os governos Kirchner.

09 - José Arbex Jr. compara o golpe no Paraguai com medidas provisórias no Brasil.

14 - João Pedro Stedile defende a reforma política para acabar com a corrupção.

14 - Frei Betto fala sobre a economia sustentável para garantir direitos humanos.

15 - Sérgio Vaz presta homenagem à amizade e ao amigo professor Said.

19 - Mario Augusto Jakobskind relata casos de tortura na guerra das Malvinas.

37 - Otaviano Helene analisa o financiamento de caixa um e caixa dois nas eleições.

44 - Gershon Knispel fala da ética das classes e o filme sobre Violeta Parra.

 

SEÇÕES

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: o discurso sobre a defesa da língua.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: Erasmo Carlos, 50 anos de carreira.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: o Estado e o racismo.

23 - Perfil – Por Alexandre Bazzan: Hélio Bicudo na defesa dos direitos humanos.

24 - Ensaio Fotográfico – Por Paulo César Lima: Feira de São Joaquim, em Salvador.

45 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: mídia é o tema do momento.

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Thu, 19 Jul 2012 15:23:42 -0300
Edição 183 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3993-edicao-183-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3993-edicao-183-editorial-e-sumario NEGÓCIOS VERSUS POVO

Os dados são assustadores: segundo o Ministério Público e a Polícia Federal, cerca de 70 mil brasileiros são traficados anualmente, a maior parte para exploração sexual, mas também para trabalhos forçados e comércio ilegal de órgãos. Metade são menores de 18 anos, a maioria de mulheres.

Caros Amigos mostra quem combate e como está sendo combatido o tráfico de pessoas no Brasil, que, segundo vários levantamentos, funciona com 110 rotas em território nacional e 131 rotas internacionais. Estudiosos apontam a vulnerabilidade dos brasileiros e os esquemas das organizações criminosas.

Outra reportagem debate o sentido real da queda de juros para a economia do país, uma medida reclamada há quase 20 anos por trabalhadores e empresários. Analistas econômicos deixam claro que a redução, mesmo sendo positiva, é pequena e não altera em nada os pilares estruturais do atual modelo – dominado pelos interesses do capital financeiro e a exportação de produtos primários.

Na sequência de matérias publicadas em edições anteriores, sobre a Copa do Mundo e sobre a militarização da segurança pública, Caros Amigos mostra agora que os megaeventos esportivos estão dando um grande impulso aos negócios da segurança – especialmente a compra de equipamentos, consultorias e de armas cada vez mais sofisticadas para as polícias de vários estados. Até a suposta ameaça de ataques terroristas têm sido usada para alavancar os negócios da segurança.

Outra reportagem da maior relevância denuncia o terrível déficit de creches na cidade de São Paulo, que aumenta ano a ano e já deixa de atender uma fila superior a 120 mil crianças. Todo mundo sabe – mostra a revista – que a grande maioria dos sem creche faz parte de famílias de trabalhadores de baixa renda, que sofrem com esse descaso da Prefeitura Municipal.

Além de mais reportagens e os artigos da equipe de colaboradores, Caros Amigos publica duas excelentes entrevistas: uma com o ministro-chefe da Controladoria Geral da União, Jorge Hage Sobrinho, que fala da luta contra a corrupção, e outra com o jornalista Raimundo Rodrigues Pereira, que analisa o papel e os rumos da imprensa alternativa no Brasil. Um conteúdo para refletir e debater. Boa leitura!

Hamilton Octavio de Souza
Diretor de redação


REPORTAGENS

10 - O tráfico de pessoas já faz 70 mil vítimas por ano no Brasil. Por Rôney Rodrigues

16 - Governo baixa juros, mas a medida – boa para o povo – não muda a economia. Por Caio Zinet

32 - Megaeventos impulsionam os negócios de armas e segurança. Por Débora Prado

35 - Faltam vagas nas creches públicas de São Paulo para mais de 120 mil crianças. Por Paula Salati

38 - Expedição constata o conflito pela terra e massacre dos índios kaiowá. Por Marina D’Aquino

42 - Documentário mostra a participação dos Estados Unidos no golpe de 1964. Por Eliane Parmezani

44 - Estudo demonstra que a Rede Globo monopoliza recursos do cinema brasileiro. Por Amanda Cotrim

 

ENTREVISTAS 

20 - Raimundo Rodrigues Pereira: “É preciso fazer um jornal para falar com o povo”. Por equipe Caros Amigos.

48 - Jorge Hage Sobrinho: “A punição à corrupção precisa ser efetiva”. Por Otávio Nagoya

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo: “Estamos disputando opiniões em uma luta desigual”.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos debate a financeirização do capital em SP.

08 - Emir Sader fala sobre os pilares de dominação no mundo e as alternativas.

09 - José Arbex Jr. declara que a Comissão da Verdade já nasceu derrotada.

14 - João Pedro Stedile considera a Conferência Rio+20 um festival de ilusões.

14 - Frei Betto: “O Brasil deve se empenhar em evitar o fracasso da Rio+20”.

15 - Sérgio Vaz: “Lá no sarau escolhemos não dar a outra face: bateu levou!”

46 - Mario Augusto Jakobskind analisa as ameaças do governo de Israel contra o Irã.

51 - Gershon Knispel conta a história de uma tela que agora está sendo recuperada.

 

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: as línguas são fenômenos sociais.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: a latinidade de Gaby no disco Treme.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: a polêmica Caetano X Schwartz.

19 - Perfil – Por Gabriela Moncau: Gegê, a referência do movimento sem teto.

24 - Pátria Grande – Por Luis Vignolo: análise do protagonismo brasileiro no Mercosul.

28 - Ensaio Fotográfico – Por Joelma Couto: o olhar da vida no Rio São Francisco.

52 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Stalin, Trotsky e o testamento de Lênin.

 

CHARGES

31 - Guto Lacaz

53 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Thu, 21 Jun 2012 17:05:28 -0300
Edição 182 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3992-edicao-182-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3992-edicao-182-editorial-e-sumario QUIPROQUÓ NA CULTURA

Desde antes de assumir o Ministério da Cultura, há um ano e quatro meses, Ana de Hollanda vem sendo sistematicamente bombardeada – primeiro por pretensos candidatos ao cargo, depois por grupos incrustados na base governista e supostamente descontentes com a gestão da ministra, e mais recentemente por uma nova carga de virtuais postulantes ao cobiçado posto que tanto encanta intelectuais, artistas e executivos do meio cultural.

Reportagem da Caros Amigos procura relatar – sem precipitar julgamentos - o que tem sido esse verdadeiro inferno vivido pela ministra Ana de Hollanda, alimentado especialmente pelo chamado “fogo amigo”; mostra também as principais críticas difundidas pelos grupos conflagrados, quem está no meio desse quiproquó e quais são as ações e programas do Ministério da Cultura.

Acompanhamos os três dias da sessão nacional do Tribunal Popular da Terra, de 20 a 22 de abril, em São Paulo, que julgou o papel do Estado brasileiro em casos reais como o massacre dos índios guarani-kaiowá, no Mato Grosso do Sul; o despejo da comunidade do Pinheiro, no interior de São Paulo; a luta por moradia na Fazendinha, em Curitiba (PR); o despejo de 15 mil famílias para obras da Copa, em Fortaleza (CE); e a grilagem de terra e os danos ambientais causados pela empresa Cutrale, em Iaras (SP).

A reportagem mostra que, no julgamento popular, a sentença final condena de maneira firme e consistente o Estado por violações dos direitos humanos das populações mais vulneráveis do Brasil, como os sem teto, os sem terra, os povos indígenas e as comunidades quilombolas. Publicamos também três excelentes entrevistas: uma com o deputado federal Romário, do PSB-RJ, que faz duras críticas à FIFA e às obras da Copa do Mundo; outra com o antropólogo Luiz Eduardo Soares, que analisa a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora e a ação da segurança pública no Estado do Rio; e uma terceira, com o professor e sociólogo Ruy Braga, da USP, que fala sobre a situação do emprego e as condições de trabalho no Brasil.

Além de outras reportagens e análises da equipe de colaboradores da Caros Amigos, destacamos os artigos de José Arbex Jr., sobre a CPI do Cachoeira e os seguidos casos de corrupção, e de Mário Augusto Jakobskind, sobre a acirrada disputa eleitoral na Venezuela, que merece a atenção de toda a América Latina. Enfim, Caros Amigos procura contemplar o leitor com o melhor conteúdo jornalístico. Vale a pena conferir.

Hamilton Octavio de Souza
Diretor de redação

 

REPORTAGENS

10 - Conflagração de fogo amigo marca gestão de Ana de Hollanda na Cultura. Por Caio Zinet

30 - Tribunal da Terra condena Estado por violar direitos de populações vulneráveis. Por Elaine Parmezani

34 - O direito de voto dos presos provisórios não está sendo cumprido. Por Gabriela Moncau

36 - Ciclistas se organizam para defender espaço civilizado no trânsito urbano. Por Otávio Nagoya

40 - Gershon Knispel, o operário da arte, inaugura painel em centro cultural judaico. Por Cecília Luedemann

 

ENTREVISTAS

16 - Deputado Federal Romário: “A FIFA é uma entidade corrupta”. Por Eduardo Sá

20 - Sociólogo Ruy Braga analisa as condições precárias de trabalho no Brasil. Por Tatiana Merlino

26 - Antropólogo Luiz Eduardo Soares: “É preciso fazer a refundação das polícias”. Por Eduardo Sá

 

ARTIGOS E COLUNA

06 - José Arbex Jr. alerta para a CPI do Cachoeira e 500 anos de falcatruas.

08 - Mc Leonardo defende a Roda de Funk que o governo do Rio quer impedir.

14 - João Pedro Stedile denuncia os crimes trabalhistas e ambientais da Vale.

14 - Frei Betto registra a falta de direitos e a extinção dos trabalhadores domésticos.

15 - Sérgio Vaz fala sobre a importância do estudo e os caminhos da poesia.

33 - Gilberto Felisberto Vasconcellos analisa a disputa da mídia pelas religiões.

33 - Emir Sader critica os trânsfugas da esquerda que aderiram ao neoliberalismo.

38 - Mario Augusto Jakobskind analisa a acirrada disputa eleitoral na Venezuela.

 

SEÇÕES

08 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: joias da letrada Madame Natasha.

09 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: a volta do romântico Odair José.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: um debate sobre os “clássicos”.

23 - Perfil de Nair Banedicto – Por Paula Salati: fotografia com sensibilidade social.

24 - Ensaio Fotográfico de Marina Pita: as comunidades ribeirinhas do Tocantins.

44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: História do PT, Marx e outros.

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Thu, 17 May 2012 16:25:26 -0300
Edição 181 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3991-edicao-181-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3991-edicao-181-editorial-e-sumario EM NOME DO FUTEBOL

O povo brasileiro gosta de futebol. As copas mundiais sempre foram festejadas como acontecimento nacional. Não é de hoje que os políticos elegeram o esporte à condição de circo e de eficiente anestésico das mazelas do país. Médici faturou com o tri, o Congresso está cheio de membros que usaram os clubes como trampolins, os cartolas costumam confundir bolsos privados com os cofres públicos.

Por isso mesmo, a realização da Copa de 2014, no Brasil, tem despertado sentimentos ambíguos e de grande apreensão: de um lado, existe a torcida pelo futebol, mas, de outro, o receio sobre o preço que o país vai pagar por sediar essa competição. Na verdade, moradores nas 12 cidades sedes dos jogos já estão sentindo na pele o peso do megaevento, onde se contam pelo menos 170 mil pessoas despejadas de suas casas.

Em reportagem especial para Caros Amigos, o jornalista Leandro Uchoas faz um amplo e profundo relato sobre os impactos da Copa de 2014 nas cidades escolhidas para os jogos; mostra dados sobre os custos de obras e indica de onde estão saindo os recursos; e lembra, dois anos antes do pontapé inicial, que o maior ganhador desta maratona será mesmo a FIFA – entidade privada que promove o megaevento mundial.

Outra reportagem – do jornalista Caio Zinet – aponta as principais causas geradoras da desigualdade social em São Paulo, a mais rica metrópole brasileira. Estudos revelam que as políticas públicas, aliadas ao processo de especulação imobiliária, são responsáveis pela exclusão e a falta de acesso aos serviços essenciais.

A jornalista Tatiana Merlino aprofunda a investigação jornalística sobre o torturador argentino preso em Santa Catarina e relata que ele guarda informações preciosas sobre mortos e desaparecidos pela Operação Condor, que integrou os aparelhos repressivos do Cone Sul durante os regimes ditatoriais dos anos 1970.

Em outra reportagem, a jornalista Eliane Parmezani mostra que o sistema prisional cria inúmeras dificuldades para as mulheres presas amamentarem seus filhos recém nascidos – que é um direito reivindicado não apenas pelas presas, mas também por vários estudiosos da condição existente nos presídios femininos.

Além dessas matérias, temos duas entrevistas excelentes, uma com o urbanista estadunidense Mike Davis, autor do livro “Planeta Favela”, e outra com o compositor Edi Rock, um dos fundadores do grupo de rap Racionais MCs.

Ao completar 15 anos de resistência, a Caros Amigos - a primeira à esquerda - reafirma seus compromissos com o jornalismo independente, crítico e de qualidade.

Vá em frente! Boa leitura!


REPORTAGENS

10 - Impactos da Copa de 2014: o que rola nas 12 sedes do Mundial de Futebol. Por Leandro Uchoas
18 - Prisão de torturador argentino renova esperança para esclarecer Operação Condor. Por Tatiana Merlino
16 - O terrível quadro da desigualdade econômica e social na cidade de São Paulo. Por Caio Zinet
34 - Mulheres presas lutam pelo direito de amamentar seus filhos nascidos na prisão. Por Eliane Parmezani

ENTREVISTAS

30 - Com Mike Davis: defesa do espaço público contra a privatização urbana. Por Débora Prado
38 - Com Edi Rock: os Racionais, o rap e a música negra com preocupação social. Por Gabriela Moncau

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo lembra o poema do projeto poesia favela “tamu junto numa só”.
08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos critica a política ambiental do governo do PT.
08 - Emir Sader analisa o modelo europeu e o modelo latino-americano.
09 - José Arbex Jr. presta uma justa homenagem ao professor Aziz Ab’Saber.
16 - João Pedro Stedile pede justiça no caso do massacre de Eldorado dos Carajás.
16 - Frei Betto confere os “Objetivos do Milênio” estabelecidos pela ONU.
17 - Sérgio Vaz conta a história real do sentimento construído na vida de luta.
22 - Mario Augusto Jakobskind analisa a apuração da verdade no Brasil e no Uruguai.
42 - Otávio Nagoya: Caros Amigos comemora 15 anos de jornalismo e resistência.
44 - Gershon Knispel analisa os painéis Guerra e Paz e Os Retirantes, de Portinari.

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.
06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: em defesa do bom dicionário Houaiss.
07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: os nexos intuitivos da cultura popular.
17 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: negros ou afrodescendentes?
21 - Perfil de Débora Maria da Silva – Por Paula Salati: uma mãe determinada.
24 - Ensaio Fotográfico de Aurílio Santos: o realismo cru e poético do semiárido.
37 - Pátria Grande – Por Enrique Lacolla: as ONGs do imperialismo na Bolívia.
45 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Marx, Löwy, Anderson, Avnery.

CHARGES

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Mon, 23 Apr 2012 14:37:12 -0300
Edição 180 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3990-edicao-180-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3990-edicao-180-editorial-e-sumario A nova edição da revista Caros Amigos contempla – entre várias reportagens e bons artigos – um excelente balanço sobre a guerra que se trava, hoje, em torno da internet. A expansão da rede criou a ilusão de que, finalmente, a aldeia global havia encontrado o seu instrumento ideal de comunicação, através do qual se promoveria a mais fantástica democratização da humanidade, a redução das distâncias e desigualdades, o mais livre intercâmbio da história e o mais amplo acesso aos bens culturais de todos os povos.

Mas, nem bem a internet atingiu uma significativa parcela dos habitantes do planeta e já vivemos uma verdadeira escalada de investidas para controlar o que circula na rede mundial, em nome do Estado e da ambição de lucro das grandes corporações privadas. Mostramos quais são as principais ameaças à internet, nos Estados Unidos e no Brasil.

Outra reportagem revela o tenebroso comércio de armas, equipamentos e assessoria de empresas israelenses com as forças policiais e militares brasileiras. Muito do que a indústria bélica e o governo de Israel utilizam para reprimir o povo palestino, é exportado para as forças de segurança que atuam por aqui, na repressão aos movimentos sociais, desocupações de sem teto e sem terra e nas manifestações estudantis.

Caros Amigos antecipa o que vai acontecer no balanço ambiental da RIO+20 – e mostra como o falso discurso ambientalista tomou conta de setores econômicos e políticos que mais têm causado danos ambientais ao planeta.

A revista debate também a situação da crise econômica que fustiga a Grécia, com graves desdobramentos nos campos social e político. O que acontece lá é apenas uma faceta do desmoronamento mais geral do modelo neoliberal, que atingiu os Estados Unidos em 2008 e ameaça levar à bancarrota boa parte dos países da União Europeia.

Caros Amigos tem muito mais: uma reportagem sobre o protesto dos moradores de Piraju contra a construção de outra hidrelétrica no rio Paranapanema, outra sobre as manobras da DRU para retirar verbas da previdência e da educação, uma história em quadrinhos com crítica à homofobia e ótimos artigos dos colaboradores e colunistas.

Vá em frente. Leia Caros Amigos – o jornalismo independente, crítico e opinativo. 

Sumário

10 - Internet ameaçada: as inúmeros investidas para controlar a rede mundial. Por Tatiana Merlino
16 - O que esperar da Rio+20 e como escapar do discurso da hipocrisia ambiental. Por Bárbara Mengardo
20 - A mobilização do povo de Piraju contra outra usina hidrelétrica no município. Por Naomi Oliveira Corcovia
26 - Armas da Repressão: o promissor comércio da tecnologia bélica de Israel. Por Débora Prado
30 - As seguidas aprovações da DRU retiram verbas da previdência e da educação. Por Luciana Araújo
34 - Acirra a crise econômica e o jogo das forças políticas na convulsão da Grécia. Por Gabriela Moncau
40 - HQ - Reportagem ilustrada denuncia a violência homofóbica no Brasil. Por Rôney Rodrigues e Liber Paz

Artigos e Colunas

06 - Mc Leonardo fala das greves dos policiais e do Estado Democrático de Direito
08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos denuncia que a televisão estupra o telespectador
08 - Emir Sader analisa os filmes sobre os anticomunistas Hoover e Tatcher
09 - José Arbex Jr. lembra que a omissão e a indiferença abrem espaço para a direita
14 - João Pedro Stedile defende um programa de mudanças estruturais para o Brasil
14 - Frei Betto fala sobre o aumento da desigualdade e a ameaça à democracia
15 - Sérgio Vaz apresenta sugestões poéticas para o acordo ortográfico
38 - Mário Augusto Jakobskind: saudosismo nazista e crescimento da direita na Europa
44 - Gershon Knispel abre espaço para Uri Avnery homenagear o filósofo Leibowitz.

Seções

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e Facebook
06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: o Enem faz a avaliação do ensino médio
07 - Paçoca - Por Pedro Alexandre Sanches: 30 anos da morte de Elis Regina
15 - Amigos de Papel - Por Joel Rufino dos Santos: debate o ensino religioso nas escolas
23 - Perfil de Maria da Penha - Por Paula Salati: luta contra a violência doméstica
24 - Ensaio Fotográfico de Rogério Fernandes: por dentro da Favela do Moinho
33 - Pátria Grande - Salvador Cabral aprova passos de unificação da América Latina
45 - Ideias de Botequim - Por Renato Pompeu: nova versão da Revolução de 1917

Charges

04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Mon, 19 Mar 2012 13:10:49 -0300
Edição 179 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3989-edicao-179-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3989-edicao-179-editorial-e-sumario Já está nas bancas a nova edição da revista Caros Amigos. Mais uma vez procuramos veicular reportagens, entrevistas e artigos sobre assuntos da maior relevância social, cultural e política – e nem sempre abordados pelos grandes meios de comunicação.

É o caso, por exemplo, do problema do assédio moral, que ganha uma dimensão cada vez maior nas várias relações da sociedade, principalmente nos locais de trabalho. Quase sempre o assédio acontece na forma sutil de submissão do trabalhador ao processo produtivo e esconde antigas práticas usadas para impor a exploração e a mais destruidora humilhação.

A jornalista Tatiana Merlino relata, com informações e análises de respeitados estudiosos, como está a proliferação do assédio moral dentro das empresas, como identificar essa mazela na relação trabalhista e o que fazer para denunciar aqueles que se aproveitam do medo e da fragilidade das pessoas para obter algum tipo de vantagem – de maneira torpe e antiética.

Fruto do atual modelo dominante, e especialmente voltada para a ampliação das margens de lucro das empresas, a terceirização dos serviços e de etapas do processo de produção industrial provocou uma grande transformação na organização do trabalho nos últimos 20 anos. O jornalista Caio Zinet aponta quais são os principais danos da terceirização, hoje, num país em que os dados oficiais registram que mais de 25% dos trabalhadores já vivem nessa condição de grande precariedade.

Outra reportagem essencial – da jornalista Gabriela Moncau – denuncia os equívocos e os danos causados pelas chamadas “comunidades terapêuticas”, muitas das quais são administradas por grupos de pregação religiosa, não adotam métodos adequados no tratamento dos pacientes e praticam todos os tipos de violações. Ela mostra que tais entidades privadas – com práticas terapêuticas questionáveis – são sustentadas pelo dinheiro público, em substituição a um serviço que deveria ser prestado pelo Estado.

Uma oportuna entrevista com o presidente da Associação Juízes para a Democracia (AJD), juiz José Henrique Rodrigues Torres, esclarece que boa parte dos recentes confrontos entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e as várias instâncias do Judiciário tem a ver com a ausência de democracia no próprio Poder.

Entrevista com o jornalista Nilton Viana, editor-chefe do semanário Brasil de Fato, lembra os nove anos do jornal – criado pelo MST – e debate a importância e as principais dificuldades da imprensa alternativa e de esquerda no País.

Caros Amigos tem muito mais: reportagens sobre a crise em Portugal e as reformas em Cuba, artigo de José Arbex Jr. sobre as violências do Estado na USP, Cracolândia e Pinheirinho, além das boas análises da equipe de colaboradores da revista.

Não perca Caros Amigos – a primeira à esquerda.

 

Sumário


REPORTAGENS

10 - Denúncia grave: existe uma verdadeira epidemia de assédio moral nas empresas. Por Tatiana Merlino

16 - O processo de terceirização atinge mais de 25% dos trabalhadores formais. Por Caio Zinet

26 - Comunidades terapêuticas privadas violam direitos e recebem verbas públicas. Por Gabriela Moncau

34 - Os danos da crise econômica em Portugal e a resistência dos sindicatos. Por Fabíola Munhoz

36 - Relato de viagem: as surpresas, as mudanças e a vida cotidiana em Cuba. Por Mário Augusto Jakobskind

40 - Professores e estudiosos de literatura debatem O Cortiço de Aluísio Azevedo. Por Cecília Luedemann

 

ENTREVISTAS

20 - Juiz José Henrique Rodrigues Torres analisa o confronto entre CNJ e STF.

30 - Nilton Viana fala sobre imprensa popular e os 9 anos do jornal Brasil de Fato.

42 - Paulo André: zagueiro do Corinthians comenta desafios da categoria profissional.

 

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo conta porque estão faltando negros nas escolas de samba do Rio.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos fala de Glauber, imperialismo e América Latina.

08 - Emir Sader comenta a visão das potências sobre civilização e barbárie.

09 - José Arbex Jr. mostra que a violência faz parte do autoritarismo do Estado.

14 - João Pedro Stedile critica o tratamento dado aos desastres climáticos e ambientais.

15 - Sérgio Vaz critica o saudosismo e defende que se viva intensamente o presente.

19 - Frei Betto lembra a importância do Núcleo da Memória de São Paulo.

39 - Gershon Knispel lembra histórias da infância e juventude na Alemanha e Israel.


SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: critica regra estapafúrdia da língua escrita.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: a explosiva criação musical de 2012.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: lembra a figura trágica de Goulart.

23 - Perfil de Nelson Werneck Sodré - Por José Paulo Netto: a volta do historiador.

24 - Ensaio Fotográfico de Wagner Celestino: a eterna precariedade dos cortiços.

44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Corinthians, neoliberalismo e crise.

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Fri, 17 Feb 2012 12:09:57 -0200
Edição 178 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3988-edicao-178-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3988-edicao-178-editorial-e-sumario Temos a grata satisfação de informar que a nova edição da revista Caros Amigos está com excelentes reportagens, entrevistas e artigos. Destacamos nas chamadas de capa duas grandes reportagens: uma, da jornalista Tatiana Merlino, que foi ver de perto a grave situação ambiental do pólo siderúrgico de Piquiá, distrito de Açailândia, no Maranhão, onde a população é obrigada a conviver com a densa fumaça das carvoarias e a danosa fuligem das cinco indústrias de ferro concentradas naquela região.

Outra reportagem, de Débora Prado, mostra que até hoje os trabalhadores das antigas empresas estatais de telecomunicações lutam na Justiça para reaver mais de R$2 bilhões desviados pelos novos donos das empresas privatizadas. Grandes grupos empresariais nacionais e internacionais se apropriaram, indevidamente, do dinheiro da previdência e dos planos de saúde de milhares de trabalhadores.

Publicamos também três entrevistas fantásticas: a primeira com a socióloga Maria Orlanda Pinassi, que analisa a crise do capital e as novas formas de luta dos trabalhadores; a segunda com o engenheiro agrônomo Sebastião Pinheiro, que debate os estragos dos agrotóxicos e dos transgênicos na produção de alimentos; e a terceira, com o cineasta chileno Miguel Littin, que fala de sua trajetória e conta histórias do cinema, de Salvador Allende e do Chile.

Além disso, Caros Amigos veicula duas reportagens na área da Educação, uma sobre a crise da Universidade de São Paulo, e outra sobre os dilemas do REUNI, e os artigos e análises da equipe de colaboradores da revista, entre os quais José Arbex Jr., Renato Pompeu, Emir Sader, Frei Betto, Marcos Bagno, Gilberto Felisberto Vasconcellos, Gershon Knispel, Sérgio Vaz, Pedro Alexandre Sanches, João Pedro Stedile, Mc Leonardo e Joel Rufino dos Santos.

Mais uma vez a revista oferece um material jornalístico de boa qualidade, crítico e comprometido com as lutas sociais do povo brasileiro.
Aproveite. Caros Amigos – A primeira à esquerda.

Confira nas bancas ou na loja Caros Amigos.

 

Sumário

 

REPORTAGENS

10 - Trabalhadores lutam para recuperar dinheiro roubado na privatização das Teles. Por Débora Prado

16 - Greves, ocupações e protestos mostram a guerra de uma USP em deterioração. Por Gladys de Paula

26 - Polo siderúrgico de Piquiá (MA) está totalmente fora das exigências ambientais. Por Tatiana Merlino

35 - Universidades federais vivem o dilema entre quantidade e qualidade. Por Otávio Nagoya

ENTREVISTAS

18 - Maria Orlanda Pinassi: crise estrutural do capitalismo e novas formas de luta.

32 - Sebastião Pinheiro: as multinacionais estão de olho nos alimentos orgânicos.

38 - Miguel Littin: histórias engraçadas e tristes do cinema, de Allende e do Chile.

ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo critica a política de segurança segundo a qual a vítima é culpada.

08 - João Pedro Stedile considera 2011 um péssimo ano e faz previsões para 2012.

08 - Frei Betto fala da pauta de 2012, crise econômica, eleições municipais e a Rio+20.

09 - José Arbex Jr. analisa a provocação do imperialismo para a Rússia e a China.

15 - Sérgio Vaz conta como nasce um taboanense na noite fria de dor e solidariedade.

42 - Gershon Knispel garante que maioria dos israelenses teme guerra nuclear na região.

43 - Gilberto Felisberto Vasconcellos esclarece o que a direita quer com Glauber.

43 - Emir Sader analisa as opções da África sob a exploração do neocolonialismo.

SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: uma obra dedicada aos modos de falar.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: 2011 encerrou paradigmas na música.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: a mais valia acontece no mercado.

23 - Perfil de Mara Lúcia Sobral - Por Bárbara Mengardo: a outra face do lixo.

24 - Ensaio Fotográfico de Marcelo Cruz: as carvoarias de Açailândia, no Maranhão.

31 - Pátria Grande – Por Enrique Lacolla: o papel do Brasil na América Latina.

44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Movimento, Bagno e quilombolas.

CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Wed, 18 Jan 2012 16:30:48 -0200
Edição 177 - Editorial e Sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3987-edicao-177-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3987-edicao-177-editorial-e-sumario A VORACIDADE DO LUCRO E A MÃO DA REPRESSÃO

Em reportagem especial, a jornalista Tatiana Merlino retrata os danos ambientais e sociais causados pela mineradora VALE, nos estados do Maranhão e do Pará. Privatizada em 1997, a ex-estatal Companhia Vale do Rio Doce deu um salto no mundo privado e é hoje uma das maiores do mundo – graças principalmente à voracidade com que tem sugado os recursos naturais do Brasil para abastecer os mercados internacionais.

A VALE é tão importante para estados e municípios que a grande maioria das autoridades fecha os olhos diante dos danos causados pela empresa, não apenas a super-exploração dos minérios,mas também o desprezo com que trata pessoas e cidades que se encontram no seu caminho. É o que acontece com a duplicação da ferrovia da VALE – cujo projeto tem provocado as mais bárbaras violações dos direitos sociais e humanos.

Exclusiva

Outra reportagem exclusiva mostra como está a situação da guerrilha na Colômbia, onde as forças armadas do país têm causado baixas significativas nas fileiras da FARC-ERP. Mas, segundo analistas, apesar da morte de vários dirigentes guerrilheiros nada indica a vitória iminente do Estado e o fim do conflito.

Após passar meses em território colombiano dominado pelas frentes de combate, inclusive em área controlada pelas FARC, a jornalista Fania Rodrigues faz um relato detalhado do confronto e do cotidiano das pessoas e povoados em plena zona de guerra. 
            A reportagem da jornalista Gabriela Moncau denuncia a nova onda de medidas autoritárias que marcam o “toque de recolher” em dezenas de municípios brasileiros. Prefeitos, vereadores e juízes decidem enfrentar os “problemas urbanos” com repressão e perseguição aos jovens – especialmente aos mais pobres nas periferias das cidades.

            Ainda na edição de número 177 temos duas excelentes entrevistas, uma com o economista marxista Vito Letizia, que analisa a crise do capitalismo, e outra com a professora Raquel Rigotto, da Universidade Federal do Ceará, que alerta para o uso abusivo dos agrotóxicos no Brasil.

Confira nas bancas ou na loja Caros Amigos.

 

Sumário

REPORTAGENS

10 - Vale duplica ferrovia e aumenta devastação do Maranhão e Pará. Por Tatiana Merlino

22 - Relato das dificuldades dos africanos que vêm estudar no Brasil. Por Otávio Nagoya

36 - Denúncia das medidas autoritárias para policiar os jovens e a sociedade. Por Gabriela Moncau

40 - Relato da guerrilha da Colômbia: O Estado avança, mas não ganha a luta. Por Fania Rodrigues

46 - A barbárie de Vigário Geral (RJ) vai para o cinema. Por Paulo Cezar Soares

48 - O projeto político do diretor de cinema argentino Fernando Solanas. Por Julio Delmanto

 

ENTREVISTAS

18 - Com Vito Letizia: o Brasil vai bem enquanto a China crescer

33 - Com Raquel Rigotto: o uso abusivo dos agrotóxicos provoca muitas doenças

 

ARTIGOS E COLUNAS

08 - Mc Leonardo: nascido e criado na Rocinha, mostra um olhar de dentro para fora

09 - José Arbex Jr. fala sobre as provocações e ameaças de Israel em cima do Irã

16 - João Pedro Stedile faz a defesa de um projeto popular para o Brasil

16 - Frei Betto analisa a festa polissêmica e o fetiche da mercadoria no Natal

17 - Sérgio Vaz deixa claro na poesia que é um alvo fácl dos seus inimigos

24 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: a classe dominante não teme o PT no poder

50 - Gershon Knispel: os protestos trouxeram Gilad Shalit de volta para casa

52 - Emir Sade comenta livros sobre a guerra do ópio e o eurocentrismo

52 - Fidel Castro lembra as duas Venezuelas, a antiga ligada ao império e a atual

 

SEÇÕES

06 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook

07 - Paçoca - Por Pedro Alexandre Sanches: o grande bordel musical da classe média

08 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: debate para que serve a Internet no Brasil

17 - Amigos de Papel - Por Joel Rufino dos Santos: fala sobre a ciência do tempo

28 - Ensaio Fotográfico de Paulo Genestreti: Cultura na comunidade de Milho Verde (MG)

30 - Perfil: Carlos Marighella - Por Emiliano José: centenário da "caça mais cobiçada"

51 - Ideias de Botequim - Por Renato Pomeu: Maria Rita, Gorender e Kucinski

 

CHARGES

04 - Guto Lacaz

53 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Mon, 19 Dec 2011 13:49:10 -0200
Edição 176 - Editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3986-edicao-176-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3986-edicao-176-editorial-e-sumario COISAS DO BRASIL DE DENTRO E DE FORA

Em entrevista exclusiva para Caros Amigos, o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, ex-secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores no governo Lula e atualmente Alto Representante do Mercosul, faz uma ampla análise da política exterior do Brasil, defende as mudanças adotadas pelo Itamaraty nos governos Lula e Dilma e rebate críticas ao papel do Brasil no Haiti e na América Latina. O embaixador conta que se fi liou recentemente ao PT, que se considera politicamente de esquerda e que não é antiamericano, mas a favor dos interesses brasileiros.

Uma cuidadosa reportagem comprova que o plano de reforma agrária do governo federal foi totalmente abandonado pela atual gestão, que em 2011 foram assentadas pouco mais de 6 mil famílias – um número ridículo diante das 180 mil famílias acampadas à espera de um pedaço de terra para trabalhar. O mais grave é que o próprio INCRA já cadastrou grandes propriedades rurais com área superior a 130 milhões de hectares improdutivos – e que poderiam ser desapropriados para novos assentamentos.

Também relacionada com a questão da terra, outra reportagem relata – com precisão e detalhes – como está a situação, hoje, no município de Anapu, no sul do Pará, onde ocorreu há seis anos o brutal assassinato da missionária Dorothy Stang, conhecida defensora do manejo sustentado da floresta. De novo, após a retirada da Polícia Federal da região, o ambiente em Anapu é de grande tensão, entre grileiros, madeireiros, posseiros e trabalhadores rurais. Uma verdadeira bomba prestes a explodir.

Destacamos também, nesta edição, uma reportagem e dois ensaios fotográfi cos sobre a onda de protestos contra o capitalismo, desde o 15-M, na Praça Porta do Sol, em Madri, até o 15-O, que realizou manifestações em mais de 900 cidades pelo mundo afora, inclusive em São Paulo, e em Bruxelas, na Bélgica, onde aconteceu um encontro internacional de manifestantes. Está claro que existe um ambiente internacional de descontentamento generalizado em relação ao modelo econômico neoliberal e aos regimes ditos democráticos – mas que há muito tempo não dão a menor bola para as demandas populares.

A Caros Amigos contempla também outras reportagens, entrevistas, artigos e análises – todos da maior relevância política, social e cultural.

Confira.

 

Sumário

REPORTAGENS
10 - O governo abandonou de vez a reforma agrária. Por Lúcia Rodrigues
22 - A voz dos trabalhadores na literatura. Por Cecília Luedemann
26 - Como está Anapu anos depois da morte da irmã Dorothy. Por Natália Guerrero
30 - Encontro popular propõe outro modelo para o Brasil. Por Eduardo Sá
32 - Os 10 anos de atividades culturais da Cooperifa. Por Otávio Nagoya
34 - Grupos de dança que expressam formas de resistência. Por Bárbara Mengardo
40 - O encontro dos indignados em Bruxelas, na Bélgica. Por Fabíola Munhoz

ENTREVISTA
16 - Samuel Pinheiro Guimarães: “A política externa do Brasil é progressista.” Participaram: Bárbara Mengardo, Débora Prado, Hamilton Octavio de Souza, Lúcia Rodrigues, Tatiana Merlino e Wagner Nabuco.

ARTIGOS E COLUNAS
06 - Mc Leonardo fala sobre as odiosas ameaças contra o deputado Marcelo Freixo.
08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos defende a luta dos indignados da América Latina.
09 - José Arbex Jr. alerta que o Brasil faz parte do mundo e não está livre da crise.
14 - João Pedro Stedile propõe que Dilma se inspire nos grandes pensadores do nordeste.
14 - Frei Betto analisa a degradação ambiental ao longo do rio São Francisco.
15 - Sérgio Vaz fala de kichutes, chuteiras, bonecas e outros brinquedos.
36 - Mário Maestri lembra a trajetória do historiador portenho León Pomer.
43 - Gershon Knispel relata como acabaram com o Partido Trabalhista de Israel.
45 - Emir Sader fala sobre o papel da América Latina na luta contra o neoliberalismo.

SEÇÕES
05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.
06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: a postura colonizada do Brasil.
07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: a hora de colocar o bloco na rua.
15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufi no dos Santos: a presunção e o estereótipo.
21 - Perfil: Milton Barbosa – Por Bárbara Mengardo: luta contra a desigualdade racial.
24 - Ensaio Fotográfico de Gilberto de Breyne e Fabíola Munhoz: indignados do 15-O.
39 - Pátria Grande – Néstor Gorojovsky e Fernando Barros Lapoll: Líbia e AL.
44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: fi losofi a, anarquismo e Febeapá.

CHARGES
04 - Guto Lacaz
46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Thu, 17 Nov 2011 15:29:36 -0200
Edição 175 - Editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3985-edicao-175-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3985-edicao-175-editorial-e-sumario CONSEQUÊNCIAS E INCONSEQUÊNCIAS

capa 250 175Anos seguidos de câmbio favorável à importação e juros estratosféricos afetaram negativamente diversos setores industriais, com a consequente redução da atividade, perda de postos de trabalho e compressão da massa salarial. A indústria perdeu espaço no PIB do Brasil. Tem sido muito mais vantajoso para o capital apostar nos importados e na ciranda fi nanceira do que investir na atividade produtiva nacional.

A reportagem da Caros Amigos mostra como essa política – ainda fundamentada no fracassado Consenso de Washington – tem sido danosa ao País, especialmente para os trabalhadores, além de ser responsável direta pela contínua perda de conhecimento e domínio tecnológico, desemprego estrutural e uma brutal evasão de recursos que poderiam ser revertidos para melhorar as condições de vida do povo brasileiro.

Outra reportagem da revista procura debater como deve ser o combate à corrupção segundo a ótica das forças políticas de esquerda, já que a corrupção é inerente ao sistema capitalista. Caros Amigos ouviu vários intelectuais sobre qual deve ser a postura da esquerda, como combater a corrupção sem cair na visão moralista típica das forças de direita. É evidente que, para quem é de esquerda, combater a corrupção signifi ca, ao mesmo tempo, combater o capitalismo.

Quase 1 milhão de estudantes estão, hoje, matriculados em cursos superiores de Ensino a Distância (EAD), a grande maioria mantidos por instituições privadas que se aproveitaram dessa modalidade de organização escolar para massifi car seus tentáculos, atrair jovens de baixa renda e intensifi car a “fábrica de diplomas” de curso superior sem fornecer conhecimento de nível superior. A Caros Amigos mostra o que está acontecendo com o EAD. Outra matéria de educação conta como está a campanha nacional em defesa de 10% do PIB.

Duas boas entrevistas marcam a presente edição: uma com o psiquiatra Dartiu Xavier da Silveira, da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo, sobre a polêmica “internação compulsória”. E outra com o diretor de teatro Antunes Filho, que tem 62 anos de carreira e analisa a situação do teatro brasileiro, hoje.

Além disso, contamos com ótimos artigos e análises do corpo de colaboradores da revista. Vale a pena conferir.


Sumário

REPORTAGENS
10 - Como a política econômica provocou a desindustrialização.
Por Caio Zinet
18 - O combate à corrupção é o combate ao capitalismo.
Por Lúcia Rodrigues
28 - O ensino a distância rebaixa a qualidade da educação.
Por Lúcia Rodrigues
32 - A campanha por educação pública exige 10% do PIB.
Por Otávio Nagoya

ENTREVISTAS
15 - Com Dartiu Xavier: internação compulsória é isolamento.
Por Gabriela Moncau
34 - Com Antunes Filho: o teatro como formador de consciências.
Por Débora Prado

ARTIGOS E COLUNAS
06 - Mc Leonardo comenta a volta dos tiros no Complexo do Alemão.
08 - Sérgio Vaz lança o manifesto da antropologia perférica.
09 - José Arbex Jr.: a “questão palestina” é uma tocha acesa num imenso paiol.
14 - João Pedro Stedile pede a regulação da taxa de juros para conter a exploração.
14 - Frei Betto critica a tentativa de moratória para os desmatadores da Amazônia.
26 - Gilberto Felisberto Vasconcellos faz a defesa da nação latino-americana.
38 - Dennis de Oliveira pesquisa demonstra o racismo das revistas segmentadas.
40 - Mario Augusto Jakobskind mostra as várias faces de Muammar Khadafi .
41 - Aldo Sauda fala sobre as divergências entre a esquerda e os islamitas no Egito.
42 - Gershon Knispel explica a traição do Partido Trabalhista em Israel.
43 - Emir Sader analisa a situação da América Latina diante da crise internacional.

SEÇÕES
05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.
06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: língua deformada ou mente deformada.
07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: fala sobre a coragem de Leci Brandão.
08 - Amigos de Papel – Por Joel Rufi no dos Santos: o choro convulso por Merlino.
22 - Perfil de Amelinha Teles – A persistência na militância política e feminista.
24 - Ensaio Fotográfico de Rafael Vilela: os cabeças-de-pipa de Florianópolis (SC).
43 - Tacape – Por Rodrigo Vianna: Veja e Murdoch fl ertam com o crime.
44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Marx, Engels e a guerrilha de Porecatu.

CHARGES
04 - Guto Lacaz
45 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Fri, 04 Nov 2011 16:09:51 -0200
Edição 174 - Editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3984-edicao-174-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3984-edicao-174-editorial-e-sumario O NEOLIBERALISMO CONTRA A PAREDE

A presente edição da Caros Amigos, como sempre, está lotada de boas reportagens e entrevistas. Destacamos algumas.

A movimentação dos estudantes sacudiu a sociedade chilena. E está incomodando boa parte da América Latina. A ocupação de escolas e a realização de grandes marchas escancaram as deficiências da Educação e questionam o modelo neoliberal.

A meninada exige, com grandes mobilizações, o fim do lucro na educação e a expansão do ensino público de qualidade para todos. A combatividade dos estudantes derruba, nas ruas de Santiago, o mito criado em cima das privatizações. A reportagem da Caros Amigos testemunhou in loco a rebeldia chilena.

Aqui, em São Paulo, a privatização do dinheiro público é a grande marca do novo estádio do Corinthians, um clube popular, mas que se tornou refém da lógica da parceria público-privada, na qual o dinheiro público reforça o caixa dos grupos privados. Também, por trás da megaobra, a sorrateira especulação imobiliária e a criminosa “higienização” social da Zona Leste.

Outra reportagem esmiuça a crise da energia elétrica no Brasil, um país cada vez mais imerso na escuridão dos apagões – fruto do sucateamento deliberado das concessionárias privadas do setor. Com as tarifas mais altas do mundo, as empresas de energia se esmeram nos piores serviços – uma superexploração consentida pelo poder público.

Prometida desde o início da Era Lula (2003-2010), a Comissão da Verdade continua sendo solenemente protelada pelo Governo Federal, Congresso Nacional e os maiores partidos, que se empenham em enrolar ao máximo a apuração da verdade – e a responsabilização – dos crimes praticados pelo Estado durante a Ditadura Militar (1964- 1985). Uma infâmia contra a dignidade humana.

Caros Amigos veicula duas entrevistas com escritores: uma com o professor da USP, Lincoln Secco, que acaba de lançar um livro sobre a história do Partido dos Trabalhadores; outra com o cubano Carlos Moore, que também lançou um livro sobre o músico nigeriano Fela Kuti, criador do gênero musical afrobeat.

Além disso, outras reportagens, artigos e colunas completam o variado e precioso conteúdo da revista – um material jornalístico da melhor qualidade.

Aproveite!

Sumário

REPORTAGENS
10 - Itaquerão: especulação imobiliária e “higienização” às custas do Timão.
Por Débora Prado

16 - Comissão da Verdade: o governo enrola e as entidades civis pressionam.
Por Tatiana Merlino

26 - Apagão: política neoliberal e ausência de fiscalização detonaram o setor elétrico.
Por Eliane Barros

30 - Chile Rebelde: estudantes mostram o caminho da luta contra o neoliberalismo.
Por Bárbara Mengardo

34 - Trabalhadores da cultura acirram luta contra corporações.
Por Otávio Nagoya

36 - O funk carioca agora tem programa na Rádio Nacional.
Por Eduardo Sá

ENTREVISTAS
20 - Com Lincoln Secco: novo livro conta a história do PT e o papel de Lula.
Por Julio Delmanto

38 - Com Carlos Moore: escritor cubano fala do mundo negro de Fela Kuti.
Por Gabriela Moncau

ARTIGOS E COLUNAS
06 - Mc Leonardo questiona a versão “oficial” das ações policiais nas favelas.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos fala do nacionalismo e do subimperialismo.

09 - José Arbex Jr.: “a mídia patronal tornou-se um panóptico planetário”.

14 - João Pedro Stedile critica o governo Dilma por ter abandonado a reforma agrária.

14 - Frei Betto chama a atenção para o estilo de vida sustentado pelo medo.

15 - Sérgio Vaz conta a história do poeta preso em flagrante sorriso.

42 - Gershon Knispel mostra o abismo criado por Israel com a ocupação da Palestina.

43 - Emir Sader defende o papel do Estado como indutor do crescimento econômico.

SEÇÕES
05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: o autoritarismo da “higiene verbal”.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: a Bahia plural é filha da axé music.

15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufi no dos Santos: refl exões sobre o conhecimento.

23 - Perfil do Jacob Gorender – Por Mario Maestri: uma revolução na revolução.

24 - Ensaio Fotográfico de Daniel Botelho: a chocante pobreza do povo marfi nense.

41 - Pátria Grande – Nestor Gorojovsky: a política unifi cadora da revolução social.

43 - Tacape – Por Rodrigo Vianna: humor e coincidências no manual da Globo.

44 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu : Grundrisse de Marx, o lançamento.

CHARGE
45 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Wed, 14 Sep 2011 15:09:24 -0300
Edição 173 - Editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3983-edicao-173-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3983-edicao-173-editorial-e-sumario UM “MODELO” PROBLEMÁTICO

A reportagem da Caros Amigos foi ver de perto a situação da Usina Hidrelétrica de Estreito, no rio Tocantins. Durante a construção dessa usina, o governo federal anunciou que a obra serviria de modelo para as demais hidrelétricas do País, seja pela promessa de tratamento respeitoso e decente da população local, seja pelo cuidado ambiental.

Agora, parcialmente em funcionamento, já é possível verifi car in loco que a maior parte das promessas fi cou apenas no discurso. Na prática, moradores no entorno da usina, Ibama, Ministério Público, todos apontam irregularidades e problemas causados pela obra. A reportagem da Caros Amigos registra o drama dos atingidos por Estreito – um “modelo” repudiado pela realidade.

Outra grande reportagem levanta inúmeros casos de tortura ocorridos no sistema prisional e nos estabelecimentos para menores infratores. Debate a questão da violação sistemática dos direitos humanos – prática institucionalizada desde a Ditadura Militar – e antecipa o quadro, triste e inaceitável, que o Comitê de Tortura da ONU vai encontrar em sua visita ao Brasil, provavelmente no próximo mês.

Em entrevista, o fi lósofo e professor da USP Vladimir Safatle analisa o atual momento da esquerda, os oito anos de Lula, o governo de Dilma e a democracia brasileira. Para ele, “a ascensão da nova classe média vai bater no teto até o fi nal do mandato de Dilma Rousseff”. Ainda no campo político, o jornalista José Arbex Jr. desvenda a atuação dos grupos que procuram esconder a luta de classes, defendem a política “pós-rancor” e combinam a “mais pérfi da prática reacionária com um discurso aparentemente libertário”.

Caros Amigos veicula boas matérias sobre a América Latina: uma entrevista com a escritora colombiana Laura Restrepo, que acaba de lançar novo livro sobre a militância política de esquerda; uma reportagem sobre as fábricas argentinas ocupadas pelos trabalhadores; outra reportagem sobre a infl uência do escritor Gabriel García Márquez no cinema; e um artigo da escritora venezuelana Carola Chávez sobre o colonialismo televisivo. Além disso, temos os artigos e análises da equipe de colaboradores da revista. Um conteúdo da melhor qualidade. Vá em frente. E boa leitura.

 

Sumário

REPORTAGENS
10 - Usina hidrelétrica “modelo” de Estreito gera danos ambientais no Tocantins.
Por Débora Prado

18 - As violações dos direitos humanos que o comitê da ONU encontrará no Brasil.
Por Lúcia Rodrigues

30 - A intensa relação de Gabriel García Márquez com o cinema latino-americano.
Por Gabriela Moncau

38 - Repórter acompanha como foi a ocupação da reitoria da UFS pelos estudantes.

Por Otávio Nagoya

40 - Fábricas sem patrão resistem à crise econômica da Argentina há mais de 10 anos.
Por Waldo Lao

ENTREVISTAS
26 - Vladimir Safatle: “A ascensão da nova classe média vai bater no teto”.
Por Tatiana Merlino

34 - Laura Restrepo: escritora colombiana fala de seus livros e de sua militância.
Por Luciana Araújo

ARTIGOS E COLUNAS
08 - José Arbex Jr. revela as correntes políticas que pregam o lulismo fora do eixo.
15 - Sérgio Vaz registra o avanço da literatura e da poesia nas periferias do Brasil.
16 - João Pedro Stedile pede para a presidente Dilma investir 10% do PIB em educação.
16 - Frei Betto refl ete sobre a ética, a amorosidade e a “deslavada corrupção”.
17 - Mc Leonardo defende a unidade de trabalhadores e estudantes no encontro da Anel.
23 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: contradição entre natureza e sociedade capitalista.
23 - Fidel Castro fala do intercâmbio da saúde e da educação entre Cuba e Venezuela.
37 - Carola Chávez alerta sobre a globalização cultural colonizadora.
42 - Gershon Knispel relata a rebeldia de mulheres e intelectuais contra o Estado de Israel.
44 - Emir Sader fala sobre a realidade, a popularidade e o discurso da esquerda.

SEÇÕES
05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.
07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: boas surpresas do grupo O Teatro Mágico.
15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufino dos Santos: a ilusão do passado feliz.
17 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: uma síntese do besteirol midiático.
29 - Perfil do Mestre Ananias – Por Bárbara Mengardo: grande referência da capoeira.
43 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu : o Cedem e as lutas do povo.

CHARGES
04 - Guto Lacaz
45 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Thu, 11 Aug 2011 17:48:54 -0300
Edição 172 - Editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4030-edicao-172-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/4030-edicao-172-editorial-e-sumario ETANOL EXPROPRIADO

Reportagem da Caros Amigos conta que a expansão do etanol da cana – um combustível incluído na pauta mundial como alternativa imediata ao petróleo – no Brasil está sob a ameaça dos grandes grupos internacionais – os mesmos que durante décadas controlaram outros combustíveis – e do capitalismo ascendente nos países asiáticos. A voracidade dos estrangeiros tende a retirar do Estado brasileiro e do capital nacional parcela de poder e de decisão sobre o futuro do combustível no país e no mercado global.

Outra reportagem desvenda o mistério dos chamados bens reversíveis da União, que foram entregues – por tempo determinado – para as empresas privadas que assumiram os serviços públicos de telefonia – privatizados no governo FHC. Como a Anatel não se empenhou em fi scalizar o uso e paradeiro desses bens, a União (entenda-se o patrimônio público) corre sério risco de ter um prejuízo de R$30 bilhões.

Em cima do debate atual da reforma política, Caros Amigos ouviu vários estudiosos e lideranças partidárias para identifi car quais pontos signifi cam avanços no sistema representativo e na democracia real. Além de toda a polêmica que cerca a reforma, paira também a dúvida sobre o que realmente pode e vai ser gerado pelo Congresso Nacional. Uma coisa parece certa: sem pressão da sociedade não haverá grandes mudanças.

Indiferente às demandas por liberdade, democracia, transparência e respeito aos direitos humanos, o prefeito Gilberto Kassab reforçou no município de São Paulo a militarização da gestão pública e da repressão aos movimentos sociais. Reportagem da revista mostra como ele aparelhou a administração com ofi ciais da Polícia Militar e como institucionalizou o “bico” de policiais militares – em associação com a Guarda Civil Metropolitana – nas atividades repressivas da Prefeitura.

A presente edição contempla, ainda, entrevistas com o professor José Luiz Fiorin, da USP, sobre o polêmico confl ito das normas culta e popular; com o químico Esteban Volkov, neto do líder bolchevista Leon Trotsky; o perfi l do crítico literário Antonio Candido; outras reportagens e os artigos e ensaios da equipe de colaboradores da Caros Amigos.

Enfim, muita coisa boa para ler, curtir, refl etir e agir. Vá em frente!

 

Sumário

REPORTAGENS
10 - Grupos estrangeiros – de vários países – se apropriam do etanol brasileiro.
Por Lúcia Rodrigues

18 - A reforma política do Congresso Nacional vai mesmo aprofundar a democracia?
Por Tatiana Merlino

26 - Empresas privadas de telefonia manobram com os bens reversíveis da União.
Por Débora Prado

29 - O prefeito Gilberto Kassab reforçou e ampliou a militarização em São Paulo.
Por Gabriela Moncau

36 - Índios querem transformar antigo museu em Universidade Indígena.

Por Eduardo Sá

38 - Tribunal Popular da Terra vai debater e julgar crimes contra populações pobres.
Por Roberto Oliveira

40 - Enviada Especial relata começo da terceira Intifada palestina.
Por Soraya Misleh


ENTREVISTAS
22 - José Luiz Fiorin: “O aluno não deve ter vergonha da língua que ele traz de casa”.
Por Cecília Luedemann

32 - Esteban Volkov: “Para o autêntico socialismo, a democracia é como o oxigênio”.
Por Tatiana Merlino


ARTIGOS E COLUNAS
06 - Mc Leonardo defende o funk e critica o preconceito do crítico Sérgio Cabral.

08 - José Arbex Jr. alerta que a crise econômica cresce e se avizinha do Brasil.


15 - Sérgio Vaz dá as dicas sobre a magia da felicidade e o perfi l dos poetas.

16 - João Pedro Stedile conclama apoio para a campanha contra os venenos agrícolas.

16 - Frei Betto fala sobre a roda da fortuna para trafi car influências.

21 - Edmundo Vera Manzo analisa a insegurança como instrumento político da direita.

24 - Tatiana Merlino: processo contra o coronel Ustra terá depoimento de testemunhas.

35 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: “Estou de saco cheio do capitalismo”.


42 - Gershon Knispel analisa a força da memória coletiva na vida das nações.

44 - Emir Sader comenta que a Europa vota à direita e a América Latina à esquerda.


SEÇÕES
05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: crítica à tradição gramatical normativa.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: Itamar Assumpção revive em novo show.


15 - Amigos de Papel – Por Joel Rufi no dos Santos: a História na agenda democrática.

17 - Perfil: Antonio Candido – Por Bárbara Mengardo: o crítico literário e o militante.

43 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu : Inéditos de Sérgio Buarque de Holanda.


44 - Tacape – Por Rodrigo Vianna: é preciso ampliar a transparência seletiva da Folha.


CHARGES
04 - Guto Lacaz

45 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Thu, 14 Jul 2011 18:10:22 -0300
Edição 171 - editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3982-edicao-171-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3982-edicao-171-editorial-e-sumario O QUE AMEAÇA A SOBERANIA NACIONAL

A crise do modelo neoliberal em boa parte do mundo ainda não conteve a voracidade do capital privado em abocanhar os recursos e as políticas públicas. Pelo menos no Brasil. É o que revelam duas importantes reportagens desta edição:

- Uma mostra que o Programa Espacial Brasileiro está sendo vítima do mais astuto desmonte, e ameaçado de terceirização e privatização.

- A outra mostra que o recuo do governo em fazer a expansão da banda larga – Internet rápida – pela estatal Telebrás, conforme anunciado em 2010, visa entregar toda a operação para as cinco grandes multinacionais de telefonia que operam no Brasil.

Por trás dessas medidas – nem sempre reveladas com transparência para a sociedade brasileira – estão os interesses econômicos de grandes grupos nacionais e estrangeiros. No caso do programa espacial, está em jogo também o desenvolvimento e o controle de tecnologia.

No caso da banda larga está em risco a inclusão digital de milhões de brasileiros – sem contar que toda a população tende a se tornar refém de preços abusivos do oligopólio da Internet paga.

O mais grave de tudo: ambos os processos ameaçam setores estratégicos para a soberania nacional.

Caros Amigos veicula também mais três reportagens da maior relevância política, social e cultural, que tratam do drama dos desabrigados do Rio de Janeiro, dos avanços da União Estável e da polêmica do ECAD e da lei do direito autoral.

Além disso, apresentamos aos leitores três excelentes entrevistas: uma com o economista e professor Carlos Lessa, da UFRJ, e ex-presidente do BNDES; outra com o historiador e economista Osvaldo Coggiola, que é professor da USP e analista da situação internacional; e uma terceira com o cineasta Jeferson De, que fala de seu fi lme Bróder e da questão racial no Brasil.

Como sempre, a revista está muito bem recheada com os artigos e análises da equipe de colaboradores. Enfim, um bom conteúdo para os leitores mais exigentes. Vale a pena ler Caros Amigos!

 

Sumário

REPORTAGENS

10 - Programa Espacial Brasileiro sofre desmonte e está ameaçado de terceirização.

Por Tatiana Merlino

20 - Banda Larga: empresas de telefonia querem tomar conta do serviço público.
Por Débora Prado

30 - União Estável: decisão do STF abre caminho para novos avanços LGBT.
Por Bárbara Mengardo

32 - Direito Autoral: os interesses do ECAD e a polêmica reforma da lei.

Por Leandro Uchoas

36 - Rio acumula desabrigados das chuvas e removidos dos eventos esportivos.

Por Eduardo Sá


ENTREVISTAS

16 - Osvaldo Coggiola analisa a reação popular contra a crise econômica mundial.
Por Cecília Luedemann, Hamilton de Souza, José Arbex Jr. e Lúcia Rodrigues

26 - Carlos Lessa bate pesado nas elites brasileiras e defende o neopopulismo.

Por Eduardo Sá

40 - Jéferson De, diretor do fi lme Bróder, fala sobre cinema e as questões raciais.
Por Gabriela Moncau


ARTIGOS E COLUNAS

06 - Mc Leonardo deixa claro com quem estão as armas ilegais no Brasil.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos: a fúria de Iemanjá contra o pré-sal.

08 - Fidel Castro critica os brutais ataques da Otan contra o povo da Líbia.


09 - José Arbex Jr. comenta a rebelião da juventude contra a barbárie.


14 - Sérgio Vaz versa sobre uma Bruna que não era surfi stinha.

15 - João Pedro Stedile defende mutirão nacional para acabar com a pobreza.

19 - Frei Betto lembra conversa com o escritor argentino Ernesto Sábato.

34 - Gershon Knispel fala de terrorismo e de reação ao terror no Oriente Médio.

35 - Luis Vignolo analisa a criação da CELAC e a construção da Pátria Grande.


44 - Emir Sader retoma as referências do capitalismo e do imperialismo.


SEÇÕES

05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro – Por Marcos Bagno: analisa língua culta e mentiras consagradas.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: Simonal é bode expiatório.

14 - Amigos de Papel – Por Joel Rufi no dos Santos: a queda de Obama.


24 - Ensaio Fotográfico de Jesus Carlos: festa dos vaqueiros do Nordeste.

29 - Perfil: Nelson Sargento – Por Marcelo Salles: na apoteose da vida, aos 87 anos.

43 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: de Anita Garibaldi ao cordel.

44 - Tacape – Por Rodrigo Vianna: comenta o desgaste de Dilma para proteger Palocci.



CHARGES

04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Wed, 15 Jun 2011 18:08:39 -0300
Edição 170 - Editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3981-edicao-170-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3981-edicao-170-editorial-e-sumario TÁTICAS E POLÊMICAS

Quem imagina que a repressão política acabou junto com a Ditadura Militar, em 1985, e que depois o Brasil ingressou numa democracia plena, com total respeito aos direitos civis – está completamente enganado. Entre os muitos entulhos do autoritarismo fi cou a truculência da polícia, que passou a usar os métodos da violência não apenas contra as organizações políticas, mas contra as manifestações populares e cidadãos comuns.

Mais recentemente, no entanto, além da repressão física, as forças da ordem adotaram novas táticas de intimidação, entre as quais a utilização do Ministério Público e do Judiciário para encher os militantes sociais e políticos de processos administrativos, cíveis e criminais – os quais demandam um gasto extraordinário de energia, recursos fi nanceiros, advogados, sem contar a tensão pessoal e a pressão sobre as vítimas e seus familiares.

A reportagem da Caros Amigos aponta essas novas táticas da repressão política, chama a atenção para uma prática cada vez mais disseminada que, muitas vezes, tem sido encoberta por um manto de legalidade. Fica evidenciado a sutileza de uma ordem jurídica conservadora dirigida contra todos que manifestam suas divergências em relação ao pensamento e às forças dominantes.

Em outra reportagem, procuramos debater e identifi car em quais aspectos ocorreu algum tipo de mudança política, nas relações exteriores do Brasil, com o fi m da gestão Lula e o início da gestão Dilma. O voto do Brasil contra o Irã, na questão dos direitos humanos, desencadeou polêmicas entre governistas de esquerda e analistas das mais variadas tendências.

Como a mídia liberal-conservadora aplaudiu a nova postura do governo federal, a Caros Amigos ouviu o ex-ministro Celso Amorim e vários especialistas para esclarecer o que está acontecendo com a diplomacia brasileira.

Além disso, temos excelentes matérias sobre a segurança as usinas nucleares, a ocupação Zumbi dos Palmares, as catadoras de mangaba do Sergipe, o jogador de futebol Afonsinho, o documentário sobre os ginásios vocacionais e a entrevista com o teórico marxista galês Allan Woods, para quem o mundo está vivendo uma “explosão de luta de classes”.

Mais uma vez, Caros Amigos se esforça para proporcionar aos leitores um conteúdo da maior relevância.

Vale a pena ler.

 

Sumário

REPORTAGENS
12 - Relações Exteriores: o voto do Brasil contra o Irã gera polêmica. Por Tatiana Merlino     

18 - O Estado adota nova tática para criminalizar os movimentos populares. Por Lúcia Rodrigues

30 - Energia Nuclear: Fukushima reascende debate sobre segurança de usinas. Por Débora Prado

33 - Catadoras de mangaba do Sergipe lutam contra a extinção das mangabeiras. Por Danielle Noronha


36 - Casa Própria: ocupação Zumbi dos Palmares dá exemplo de resistência. Por Bárbara Mengardo


40 - Futebol: a história do jogador Afonsinho, o pioneiro na conquista do passe livre. Por Raul Andreucci 

 

ENTREVISTAS
15 - Celso Amorim: “O voto contra o Irã não é mudança na política externa”. Por Tatiana Merlino

26 - Alan Woods: “Vivemos uma explosão de luta de classes em todo o mundo”. Por Gabriela Moncau

38 - Toni Venturi: documentário sobre os Ginásios Vocacionais fechados pela ditadura. Por Jaqueline Nikiforos

 

ARTIGOS E COLUNAS
06 - Mc Leonardo conta o sequestro de verdade num cenário de ficção.

08 - Gilberto Felisberto Vasconcellos pede o fechamento das usinas nucleares.

08 - Fidel Castro comenta o desfile de aniversário e o Congresso do Partido.

09 - José Arbex Jr.: tragédia do Realengo oculta responsabilidade do Estado.

 
10 - Sérgio Vaz mostra como o poeta pode ser tudo e repartir a ação.

11 - João Pedro Stedile apresenta proposta unitária para quem quer mudar o Brasil.

11 - Frei Betto fala da contradição do governo Dilma na questão dos direitos humanos.

42 - Néstor Gorojovsky comenta o signifi cado da eleição de Ollanta no Peru.

43 - Gershon Knispel relata o assassinato do diretor de cinema Juliano Mer Khamis.

44 - Emir Sader fala sobre a ordem colonial, racista e belicista que reina em Paris.

 

SEÇÕES
05 - Caros Leitores: cartas e comentários pelo Twitter e no Facebook.

06 - Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: deixa claro que etimologia não é brincadeira.

07 - Paçoca – Por Pedro Alexandre Sanches: inclusão social pela música.

10 - Amigos de Papel – Por Joel Rufi no dos Santos: o porre de Noé e a discriminação.

23 - Perfil: Dom Paulo Evaristo Arns – Por Otávio Nagoya: o pastor do povo.


24 - Ensaio Fotográfico de Paulo Fanaia: a beleza do Pantanal ameaçada de destruição.

44 - Tacape – Por Rodrigo Vianna: fala sobre Aécio Neves e a oposição em frangalhos.

45 - Ideias de Botequim – Por Renato Pompeu: Repressão, quilombolas e outros.

 

CHARGES
04 - Guto Lacaz

46 - Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Tue, 17 May 2011 17:31:43 -0300
Edição 169 - editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3980-edicao-169-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3980-edicao-169-editorial-e-sumario RESISTÊNCIA E MUDANÇAS

Caros Amigos completa 14 anos. É bastante tempo para uma publicação que nasceu na contramão do pensamento único e tem se dedicado ao jornalismo crítico, independente, sem se submeter ao jogo dos poderosos e do mercado.

Em sua caminhada, a revista contou com a colaboração entusiasmada e militante de inúmeras pessoas, profi ssionais ou não do jornalismo, em especial com a dedicação do jornalista Sérgio de Souza, fundador e editor por mais de dez anos. Todos agregaram à revista uma boa dose de resistência.

Reconhecida e respeitada por parcela signifi cativa da sociedade brasileira, Caros Amigos passou por inúmeras mudanças ao longo dos anos, enfrentou crises, viveu confl itos internos e externos, e ainda hoje persiste em expressar uma voz diferenciada no ambiente editorial.

Mais uma vez a revista procura ajustar-se com o seu público, investe em reportagens e entrevistas, reforça a cobertura de questões nacionais e internacionais, com o perfi l político no campo da esquerda. Desde sempre Caros Amigos se apresentou como “a primeira à esquerda”, que serve para indicar a direção e agora está incorporado na capa.

Ao mesmo tempo, a revista trata de reforçar o material de reportagem, ampliar as entrevistas e fornecer um material mais denso em análises e refl exões. Nesta edição, oferecemos aos leitores um encarte especial de oito páginas sobre a luta dos povos do Saara Ocidental, uma tremenda reportagem exclusiva de Tatiana Merlino e Igor Ojeda.

Temos também três excelentes entrevistas: com Raquel Rolnik, urbanista, militante do direito à moradia e relatora da ONU, que dá uma geral no problema habitacional; com o intelectual estadunidense Noam Chomsky, que analisa o governo Obama e os confl itos nos países árabes; e com o deputado federal Jean Wyllys, defensor da luta LGBT, que faz um relato dos preconceitos dentro do Congresso Nacional.

Outra reportagem aborda as ações e os danos causados pela poderosa indústria farmacêutica, que impõe os preços dos remédios, vende produtos vetados nos países desenvolvidos, cria doenças para aumentar o seu faturamento. Enfi m, uma denúncia corajosa e rara na imprensa brasileira.

Além disso, temos a sempre rica e variada contribuição dos colaboradores, com artigos, análises e crônicas. Aproveitamos para agradecer a todos os queridos amigos da revista que não mais participam obrigatoriamente das edições mensais, mas que continuam sempre Caros Amigos.

Em frente! E vamos pra mais 14 anos!


Sumário

ENCARTE ESPECIAL
Direto do Saara Ocidental, as lutas dos povos do deserto. 01 a 08

Por Tatiana Merlino e Igor Ojeda

REPORTAGENS
Indústria farmacêutica cobra caro e explora o povo brasileiro. 18
Por Lúcia Rodrigues
Grupos de teatro de rua debatem questões sociais e a arte popular. 32
Por Paula Salati
Prefeitura de São Paulo abandona as Casas de Cultura da periferia. 34
Por Otávio Nagoya
Os avanços democráticos na comunicação social na Venezuela. 40
Por Leo Drumond e Luciana Lanza

ENTREVISAS
Raquel Rolnik: A especulação imobiliária impede o direito à moradia. 12
Noam Chomsky: Potências não querem democracias nos países árabes. 26
Jean Wyllys: Deputado LGBT defende casamento civil para todos. 36

ARTIGOS E COLUNAS
Mc Leonardo: comenta o papel das escolas de samba e o carnaval carioca. 06
José Arbex Jr.: o imperialismo derrama sangue pelo petróleo líbio. 08
Sérgio Vaz fala da música que o faz acreditar num mundo mais justo e melhor. 10
João Pedro Stedile lembra os 15 anos do massacre de Eldorado dos Carajás. 11
Gilberto Felisberto Vasconcellos questiona a ação do imperialismo no Brasil. 24
Fidel Castro alerta sobre a substituição dos alimentos por biocombustíveis. 24
Frei Betto analisa o que tem provocado aumento nos preços dos alimentos. 39
Luís Vignolo analisa o choque geopolítico dos Estados Unidos com o Mercosul. 42
Gershon Knispel relaciona a antiga rebeldia palestina com a atual revolta árabe. 43
Emir Sader fala sobre a última geração da imprensa escrita brasileira. 44

SEÇÕES
Caros Leitores 05
Falar Brasileiro - Por Marcos Bagno: a formação ou deformação docente. 06
Paçoca - Por Pedro Alexandre Sanches: passeio no mundo livre de Heliópolis. 07
Amigos de Papel - Por Joel Rufi no: somos afrodescendentes de quem? 10
Ensaio Fotográfico - Por Gabriela Moncau: o México reprimido e rebelde. 22
Perfil: Luiza Erundina - Por Débora Prado: mulher, nordestina e de esquerda. 25
Tacape - Por Rodrigo Vianna: comenta a guerra dos tucanos em São Paulo. 44
Ideias de Botequim - Por Renato Pompeu: Salazar, Robert Kurz e integralismo. 45

CHARGES
Guto Lacaz 04
Claudius 46

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Mon, 18 Apr 2011 17:51:54 -0300
Edição 168 - editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3979-edicao-168-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3979-edicao-168-editorial-e-sumario Cultura versus mercado

Silvio Tendler é grande defensor do cinema cultural, de autor, que procura resgatar e tratar da história e da vida do povo brasileiro. Ele tem toda a razão: o cinema comercial, de mercado, existe, é forte e tem seu próprio espaço, não precisa da ajuda de ninguém. O cinema de arte, político e cultural precisa ser apoiado, depende de política pública, só tem condições de sobreviver se contar com leis e recursos financeiros – para produção e exibição.

Em entrevista para Caros Amigos, Tendler lembra que as principais marcas do cinema brasileiro estão relacionadas com os grandes diretores dos anos 50 e 60, aqueles que fizeram filmes importantes sob o aspecto cultural – e não para o faturamento do mercado. Crítico, militante, ele conta como se tornou cineasta, analisa o cinema brasileiro atual e fala de seus filmes, entre eles Utopia e Barbárie (2009), Milton Santos (2006), JK (2002), Marighella (2001), Josué de Castro (1994) e Jango (1984).

Ampla reportagem mostra o funcionamento da indústria da cana, que bateu recorde de safra em 2010, é um dos setores que mais recebeu recursos do BNDES e que tem sido apropriado pelo capital transnacional – de olho no crescimento do mercado mundial de etanol. Mostra também os contrates dessa indústria na região de Ribeirão Preto (SP): de um lado a riqueza e a pujança e, de outro, as péssimas condições de trabalho. Os planos dos usineiros não passam pelos barracões dos “migrantes” de Minas Gerais e do Nordeste – os trabalhadores sazonais da cana.

Ainda nesta edição, temos boas reportagens sobre o aumento dos preços dos alimentos; o recorde de mortes nos hospitais psiquiátricos de Sorocaba; a situação da fábrica Flaskô, em Sumaré, ocupada pelos operários desde 2003; a academia de boxe que funciona sob os viadutos de São Paulo para combater a exclusão social; a caminhada da Revolução Cidadã no Equador e uma entrevista com o polêmico professor da Universidade de Puebla, no México, o irlandês John Holloway, que, inspirado no movimento zapatista defende mudar o mundo sem tomar o poder, mas “romper com a lógica do capital”.

Enfim, uma revista preciosa de conteúdos. Vale a pena conferir.

 

Sumário

04 Guto Lacaz.

05 José Arbex Jr. alerta para a manobra do imperialismo no mundo árabe.

06 Caros Leitores.

07 Pedro Alexandre Sanches debate o músico e o crítico Lobão.

08 Marcos Bagno critica a banalização dos trabalhos de mestrado e doutorado.
Mc Leonardo comenta a prisão de policiais pela Operação Guilhotina.

09 Frei Betto fala de seu lado mulher e as homenagens do dia 8 de março.
Eduardo Matarazzo Suplicy conta uma experiência pioneira na Namíbia.

10 Joel Rufino dos Santos salva o livro Triste fim de Policarpo Quaresma.
Guilherme Scalzilli debate a retirada do Creative Commons da Internet.

11 João Pedro Stedile pede mobilização contra mudanças no Código Florestal.
Cesar Cardoso lamenta que não se fazem mais ditadores como antigamente.

12 Entrevista com Silvio Tendler: “O grande nó do cinema brasileiro é espaço.”

18 Glauco Mattoso em Porca Miséria: reivindica cota para cegos na ABL.
Ana Miranda conta histórias sobre o choro dos animais.

19 Sérgio Vaz escreve um tratado sobre a fina flor da malandragem.
Gilberto Felisberto Vasconcellos analisa as questões da libertação da mulher.

20 Lúcia Rodrigues: fórum denuncia excesso de mortes em hospitais psiquiátricos.

23 Max Gimenes analisa a situação do Equador meses depois da tentativa de golpe.

24 Ensaio Fotográfico de Andréa Motta sobre os bordéis “legais” da Grécia.

26 Entrevista com John Holloway: “A questão é romper com a lógica do capital”.

29 Tatiana Merlino: academia sob viadutos treina boxe contra a exclusão social.

32 Débora Prado mostra que na alta dos alimentos paga mais quem tem menos.

34 Bárbara Mengardo relata a situação da Flaskô, a fábrica ocupada em 2003.

36 Roney Rodrigues mostra as contradições da agroindústria da cana-de-açúcar.

41 Fidel Castro relembra alguns aspectos da história de Cuba (Parte 2).
Emir Sader faz a defesa da crítica transformadora.

42 Rodrigo Vianna em Tacape: os sinais preocupantes do governo Dilma.

43 Gershon Knispel analisa o processo de militarização do Estado de Israel.

44 Renato Pompeu em Ideias de Botequim: memória do jornalismo de 50 a 80.

45 Claudius.

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Wed, 16 Mar 2011 16:47:43 -0300
Edição 167 - editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3978-edicao-167-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3978-edicao-167-editorial-e-sumario Sob as marcas do tropicalismo e do lulismo

Fizemos uma entrevista inesquecível com Tom Zé. Aos 74 anos de idade, ele estava agitado, animado, eloquente e brincalhão. Sempre apoiado pela companheira Neusa, “a intelectual da casa”, o músico, compositor, cantor e multiartista deu um verdadeiro show – de três horas – para a equipe de Caros Amigos. Na edição, por limitação de espaço, tivemos de reduzir uma parte da conversa, mas, claro, o material publicado é riquíssimo, profundo e didático. Desde Irará, no interior da Bahia, até os palcos de São Paulo, Tom Zé consegue a proeza de manter um diálogo constante com a juventude. Na entrevista ele explica por que.

Oferecemos aos leitores outra excelente entrevista com o cientista social Rudá Ricci, professor da PUC Minas, e considerado um dos mais brilhantes analistas da conjuntura nacional. Além de esmiuçar o modelo de gestão adotado pelo “lulismo”, marcado pela modernização conservadora, o processo de cooptação e institucionalização dos movimentos sociais e os sonhos de consumo dos pobres e das classes médias, ele prevê a volta de Lula, em 2014, “nos braços do povo”.

A mudança de governo recolocou na ordem do dia várias questões que o governo anterior deixou em banho-maria ou empurrou com a barriga, entre as quais a criação da Comissão da Verdade encarregada de apurar os crimes do Estado durante a ditadura civil militar (1964-1985). Ouvimos a nova ministra Maria do Rosário e as entidades de parentes de vítimas e de defesa dos direitos humanos, sobre o impasse criado pelos setores de direita. O assunto, com certeza, ainda vai provocar muitos debates calientes – mesmo porque o Brasil é o único país do Cone Sul que não tem avançado no esclarecimento das mortes de presos políticos.

Apresentamos ainda boas reportagens sobre o caso Battisti, o levante popular no Egito e em outros países árabes, o esforço do MST para colocar os jovens camponeses na universidade, a siderúrgica que está prejudicando a saúde de moradores do Rio de Janeiro e as mudanças econômicas no socialismo de Cuba. Além disso, como sempre, os leitores podem curtir as análises e as opiniões da equipe de colaboradores da revista.

Vá em frente!

 

Sumário

04 Guto Lacaz.

05 José Arbex Jr. analisa o estrago das chuvas e a violência do Estado brasileiro.

06 Caros Leitores.

07 Pedro Alexandre Sanches fala de Dona Ivone Lara e a raiz brasileira do samba.

08 Marcos Bagno critica os gurus midiáticos das abobrinhas corporativas.
Mc Leonardo aponta as falhas nas campanhas contra o consumo de drogas.

09 Frei Betto faz tradução livre de Lorca para destacar a importância dos livros.
Ana Miranda sai em defesa dos mandatos de Janete e João Capiberibe.

10 Joel Rufino dos Santos lembra a luta de Dona Natureza contra Carlos Lacerda.
Guilherme Scalzilli debate WikiLeaks e a força mobilizadora da Internet.

11 João Pedro Stedile responsabiliza o agronegócio pelo aumento dos alimentos.

12 Entrevista com Tom Zé: “Não faço música, faço rebeldia”

19 Glauco Mattoso em Porca Miséria: alegorias do Carnaval e do Congresso.
Eduardo Matarazzo Suplicy faz oba oba do discurso de Barack Obama.

20 Débora Prado debate o processo contra o “eterno fugitivo” Cesare Battisti.

23 Cesar Cardoso desce o cacete nos enredos financiados das escolas de samba.

24 Ensaio Fotográfico de Igor Ojeda e Tatiana Merlino: o bucólico em Cuba.

26 Entrevista com Rudá Ricci: “O lulismo odeia a participação popular”.

30 Otávio Nagoya relata que trabalhadores rurais conquistam a universidade.

32 Lúcia Rodrigues: aliança com a direita impede o avanço dos direitos humanos.

36 Tatiana Merlino denuncia os crimes ambientais de siderúrgica no Rio de Janeiro.

39 José Arbex Jr. mostra que a “revolução árabe” aponta novas tragédias.

41 Lúcia Rodrigues: reformas econômicas ameaçam socialismo em Cuba.

42 Fidel Castro relembra alguns aspectos da história de Cuba (Parte 1).
Emir Sader debate a alternativa da esfera pública diante do estado privatizado.

43 Gershon Knispel analisa a traição dos social-democratas em Israel.

44 Sérgio Vaz faz a louvação do que existe de mais quente na cidade de São Paulo.
Gilberto Felisberto Vasconcellos fala do desenvolvimentismo sem emprego.

45 Renato Pompeu indica livros que tratam da redescoberta do Brasil.

46 Claudius

* Por motivos técnicos, a seção Tacape não entrou nesta edição, mas voltará na próxima.

http://carosamigos.terra.com.br/index.php/component/content/article/149-edicao-167/1460-a-ocupacao-dos-latifundios-da-educacao
]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Mon, 21 Feb 2011 17:11:20 -0300
Edição 166 - editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3977-edicao-166-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3977-edicao-166-editorial-e-sumario Para além do oba-oba

A escolha do Brasil e do Rio de Janeiro para sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 foi muito comemorada. Os brasileiros sentiram-se orgulhosos por finalmente verem seu país entre os “grandes”, apto a sediar megaeventos esportivos. A realização de tais eventos em nosso solo refl ete, ainda, a euforia generalizada com o momento do país, que em 2010 se consolidou defi nitivamente como um player do capitalismo mundial.

Porém, tamanho oba-oba não pode servir para esconder os interesses bilionários, corporativos e políticos, por trás dos eventos. Para tentar entender o que está em jogo, a repórter Débora Prado conversou com moradores das cidades sedes dos eventos, professores e integrantes de movimentos sociais. A reportagem da Caros Amigos descobriu que, entre os problemas existentes, há obras aprovadas sem licitação, ameaças de despejos de famílias e transferência de recursos públicos para poucos grupos privados.

O tema dos megaeventos também foi discutido na entrevista concedida pelo deputado federal Chico Alencar, que falou sobre a militância político-partidária, sua participação no PSOL, eleições presidenciais e a ocupação do Exército nos morros do Rio de Janeiro.

No campo internacional, um assunto de grande destaque de 2010 foi o site WikiLeaks, responsável pelo vazamento de milhares de documentos secretos da diplomacia estadunidense. A crise interna nos EUA decorrente da divulgação dos documentos é tema de reportagem desta edição. Os problemas da principal economia do mundo também foram tratados em entrevista com escritor paquistanês Tariq Ali.

A primeira edição de 2011 ainda apresenta reportagens sobre as buscas pelos restos mortais de Virgílio Gomes da Silva, o primeiro desaparecido político da ditadura militar, os dilemas da energia nuclear na Europa e a caminhada da rapper Shirley Casa.

Boa leitura.

Ps: em 2010, a Caros Amigos foi agraciada com duas premiações. Uma menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog, categoria revista, pela reportagem “Grupos de extermínio matam com a certeza da impunidade”, de autoria da editora-adjuta Tatiana Merlino, e o Prêmio Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho) de Direitos Humanos, conquistado com a reportagem “Agronegócio escraviza milhares de trabalhadores no campo – capital paulista abriga escravidão”, da repórter Lúcia Rodrigues, categoria imprensa.

Sumário

04 Guto Lacaz.

05 José Arbex Jr. critica o governo pela militarização do combate ao tráfico.

06 Caros Leitores.

07 Pedro Alexandre Sanches fala sobre a autoafirmação musical das periferias.

08 Marcos Bagno defende atuação do Brasil na difusão da língua portuguesa.
Mc Leonardo critica a forma de combate a quem vende e consome drogas.

09 João Pedro Stedile enumera os principais desafios do novo governo federal.
Ana Miranda fala do amigo Arrigo e da liberdade dos escritores e dos músicos.

10 Joel Rufi no dos Santos conta algumas lembranças ruins e boas de 1970.
Guilherme Scalzilli defende o uso das forças armadas nas favelas do Rio.

11 Sérgio Vaz abre os olhos e recita poesia para os novos dias de luta em 2011.
Gilberto Felisberto Vasconcellos: composição de classe do governo não muda.

12 Entrevista com Chico Alencar: “A esquerda precisa de uma plataforma comum”.

18 Débora Prado mostra os problemas por trás das Olimpíadas e da Copa do Mundo.

23 Frei Betto propõe o sonho de Kepler para vencer a infelicidade do mundo atual.

24 Ensaio Fotográfico: Morabeza, por Valente.

26 Bárbara Mengardo e Caio Zinet contam como o WikiLeaks desafi a os EUA.

28 Entrevista com paquistanês Tariq Ali: escritor explica a “síndrome de Obama”.

32 Gabriela Moncau conta a caminhada da rapper Shirley e do grupo Ca.Gê.Bê.

34 Camila Martins apresenta a história do grafi teiro Gejo e de sua arte de contestação.

36 Anelise Sanchez relata os desafi os europeus para as políticas energéticas.

38 Rodrigo Vianna em Tacape: viagem ao Uruguai das praias e do jornal Brecha.
Cesar Cardoso conta histórias fantásticas para comemorar o ano novo.

39 Glauco Mattoso em Porca Miséria: protesto contra a cobrança de impostos.
Eduardo Suplicy fala sobre os critérios para se medir a pobreza no Brasil.

40 Lúcia Rodrigues relata a busca pelos restos mortais de desaparecidos políticos

42 Fidel Castro afi rma que o site WikiLeaks colocou o império no banco dos réus.
Emir Sader analisa a disputa hegemônica no plano da cultura.

43 Gershon Knispel fala que o WikiLeaks pode desmoralizar o Prêmio Nobel da Paz.

44 Otaviano Helene debate os objetivos do Exame Nacional de Ensino Médio.

45 Renato Pompeu indica canção popular, Guerra Civil Espanhola, Argélia e Marx.

46 Claudius

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Thu, 27 Jan 2011 10:03:35 -0200
Edição 165 - editorial e sumário http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3976-edicao-165-editorial-e-sumario http://www.carosamigos.com.br/index.php/revista/168-edicoes-anteriores/3976-edicao-165-editorial-e-sumario EDIÇÃO 165 Confira editorial e sumário

]]>
redacao@carosamigos.com.br (Caros Amigos) Edições Anteriores Tue, 28 Dec 2010 10:59:39 -0200