Arte ou vandalismo

Edição 218
Typography

Radiografia do graffiti e pichação cariocas

Por Eduardo Sá

Apesar de maior aceitação da sociedade e algumas mudanças na legislação, a pichação e o graffiti continuam, de maneira geral, mal vistas ou criminalizadas. Ainda assim, essas manifestações proliferam cada vez mais. Partindo do Rio de Janeiro, pelo seu pioneirismo e rabiscos diferenciados, levantamos alguns elementos para o debate e buscamos opiniõessobre o principal questionamento: arte ou vandalismo?

PUBLICIDADE

Ambas as expressões têm base na mesma técnica da pintura por jato de tinta acrílica, em que predomina a lata de tinta spray, explica Paulo Knauss, professor de História da Universidade Federal Fluminense (UFF). A escrita em paredes, muros, pedras é uma manifestação humana muito antiga e remete às cavernas pré-históricas, agrega o professor. “Sempre existiu e sempre existirá, pois é uma das formas básicas de expressão livre dos seres humanos. As motivações e mensagens variam e são acompanhadas pela inovação de técnicas. Pode até ser que o graffiti do spray acabe, mas a inscrição livre certamente encontrará outras soluções. Já estão usando cartazes feitos em serigrafia manual, ou o lambe-lambe. E há instalações efêmeras que subvertem os usos dos lugares da cidade”, ressalta.

No entanto, segundo o professor, são fruto de uma iniciação colaborativa não institucionalizada,fora do ensino formal das artes, uma base comunitáriacomum da contracultura. “Nesse sentido, envolvem costume, comportamentos, ideais e outras expressões criativas. Não é à toa que muitos pichadores grafitam e vice-versa”, diz.

Leia a reportagem completa na edição 218 de Caros Amigos nas bancas ou loja virtual

Artigos Relacionados

Mc Leonardo: Um estopim voluntário
Um estopim voluntário Por Mc Leonardo Quando recebi o convite para ser colaborador dessa...
Ideias de Botequim: O que não conhecemos, demonizamos
LAZER Trabalho e lazer tendem hoje a não mais se diferenciarem. Jamais o tempo esteve tão&...
Perfil de Leila Diniz: "É a glória da vida"
  Leila Diniz: "É a glória da vida" Por Lais Modelli Enquanto as meninas de 15 anos da ...

Leia mais

Correio Caros Amigos

 
powered by moosend
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade